Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

Sexta-Feira, Dia 14 de Julho de 2017 as 01:07:41



BOLETIM FOCUS - Recessão ainda pesa sobre expectativas



Boletim FOCUS, do Banco Central
 
2017 e 2018: Recessão ainda pesa sobre expectativas
 
 
O relatório semanal Focus do Banco Central, que traz a mediana das projeções de mercado, surpreendeu os agentes pela queda concomitante da Selic esperada tanto para 2017 quanto para 2018, na esteira da continuidade do decaimento da inflação ao consumidor (IPCA) esperada e também de estimativas menores para o crescimento.
 
De outra mão, a questão política doméstica, que na visão de mercado esfria cada vez mais no curto prazo as consumações das reformas propostas pelo governo e distanciam a perspectiva de suas aprovações, terminam por elevar as incertezas e retrair os investidores.
 
Externamente, a visão que predomina é a da elevação das incertezas. Diante de estímulos econômicos ineficazes, as autoridades monetárias das principais economias europeias já estudam a suspensão de medidas expansionistas.
 
Já nos EUA, dissidências permeiam as decisões do Fomc, ressaltadas na semana anterior pela Ata relativa à sua última reunião. No documento, não houve consenso quanto ao início da redução do balanço patrimonial do Bacen norte-americano, e também quanto ao andamento da inflação ao consumidor, que reluta em ascender à meta do governo em 2%.
 
Apesar disto, a maior economia mundial performa relativamente bem e não há, neste momento, obstáculos ao plano de gradual normalização monetária por lá. Mas tais posturas – europeia e nos EUA – são, em uma primeira análise desfavoráveis ao Brasil, que vem compensando a ausência de firmeza do mercado interno com a excedente liquidez do exterior, o que pode estar chegando ao fim.
 
Selic em queda.
 
Ainda que o Bacen tenha abrandado os ânimos do mercado por ocasião da divulgação do comunicado que acompanhou sua última definição de juros em 31/05, os agentes insistem em elevar as apostas em um corte mais amplo na Selic.
 
A razão disto reside em dois fatores primordialmente: a inflação, que vem paulatinamente arrefecendo, evidenciando em tal dinâmica que a extensão da recessão em andamento ainda não é clara, e o fato da política monetária (cortes nos juros) traduzir a única alternativa do governo para a “reanimação” da economia, já que o lado fiscal se encontra travado.  
 
 
IGP-DI projeta deflação em 2017.
 
Em queda pela vigésima quinta semana consecutiva, o IGP-DI passou a projetar -0,36% para 2017 (ante +0,34% na semana anterior. O dado, que pondera a inflação sendo 60% o peso dado à do atacado, evidencia a firme continuidade da recessão, que atinge em especial o setor produtivo do país.   
 
Síntese: 
 
- O IPCA cedeu a 3,38% para 2017 (3,46% antes) e para 4,24% (4,25% antes) para 2018.
A taxa Selic cedeu a 8,25% para 2017, e a 8% para 2018.
A taxa de câmbio ficou em R$ 3,35 para 2017 subiu a R$ 3,45 (R$ 3,40 antes) para 2018.
O PIB baixou a 0,34% (0,39% antes) para 2017 e manteve-se a 2,00% para 2018. 
O CDS (Credit Default Swap) brasileiro de 5 anos (CBIN) manteve-se a 241 pts (23/jun), versus 239 pts da semana anterior (16/jun).
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do Boletim Focus do Banco Central, de 10.07.2017, elaborado por RAFAEL FREDA REIS, CNPI-P, e WESLEY BERNABÉ, CNPI, ambos do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RAFAEL FREDA REIS, CNPI-P, e WESLEY BERNABÉ, CNPI, ambos do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
PLANOS ECONÔMICOS - Soluções sobre como obter Ressarcimento de suas Perdas 18/12/2017
PLANOS ECONÔMICOS - Soluções sobre como obter Ressarcimento de suas Perdas
 
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência 15/12/2017
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência
 
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões 14/12/2017
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões
 
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor 18/08/2017
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor
 
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040 14/12/2017
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040
 
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos 14/12/2017
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos
 
PLANOS ECONÔMICOS Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança 14/12/2017
PLANOS ECONÔMICOS Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança
 
COMÉRCIO - Varejo  tem queda de 0,9% em outubro 13/12/2017
COMÉRCIO - Varejo tem queda de 0,9% em outubro
 
ATA DO COPOM  Ligeiramente desconfortável 13/12/2017
ATA DO COPOM Ligeiramente desconfortável
 
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas 11/12/2017
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009