Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

10 de Agosto de 2017 as 03:08:16



INVESTIMENTOS - O Mercado na 4ª feira: Bolsa cai 0,33%, Dólar sobe a R$ 3,1496



Diário do Mercado na 4ª feira, 09.08.2017
 
EUA e Coreia do Norte colocam mercado na defensiva
 
Resumo.
 
A troca de ameaças entre os EUA e a Coreia do Norte ainda na véspera deflagrou um sentimento de maior aversão ao risco em âmbito global. Com isso, os investidores buscaram abrigo em ativos considerados portos seguros, enquanto aguardam a poeira baixar.
 
Há um consenso de que um conflito é extremamente improvável, mas as personalidades dos líderes políticos de ambas as potências bélicas são imprevisíveis o suficiente para que os investidores optem pela parcimônia momentaneamente, e também realizem alguns lucros.
 
No âmbito doméstico, apesar da agenda econômica predominantemente positiva, a ausência de novidades no campo fiscal manteve os agentes na retranca de olho no exterior.
 
 
Ibovespa.
 
A bolsa já arrancou no negativo, refletindo o clima de incremento da aversão ao risco em âmbito global gerado pela tensão bélica entre os EUA e a Coreia do Norte. A queda foi puxada pelos papéis mais líquidos, como Vale e bancos, cuja performance em julho foi positiva.
 
 
O Ibovespa findou aos 67.671 pts (-0,33%) com o giro financeiro preliminar da Bovespa em R$ 6,47 bilhões, sendo R$ 6,26 bilhões no mercado à vista.
 
 
Capitais Externos na Bolsa
 
O capital externo à bolsa, com a entrada de R$ 287,05 milhões em 7 de agosto passou a totalizar no mês saldo líquido de R$ 628,49 milhões. Em 2017 o acumulado situa-se em R$ 8,625 bilhões.   
 
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a inflação medida pelo IPCA em julho registrou alta de 0,24%. A leitura, não apenas mostrou inversão da deflação medida no mês anterior (-0,23%) mas também veio ligeiramente acima do consenso de mercado (0,18%). No comparativo contra julho de 2016, a margem ficou em 2,71%, e apesar de também ter ficado acima das projeções, marcou a mínima recorde na série histórica.
 
A interpretação inicial de uma quebra na sequência de surpresas positivas no IPCA ao longo dos últimos meses na verdade fica nebulosa dada a queda do índice de difusão, que indicou que a alta observada não foi generalizada, e sim devido a itens isolados, como o caso da energia elétrica, que refletiu a tarifa “bandeira vermelha” do mês passado, bem como combustíveis, que foram impactados pelo aumento de impostos. 
 
Segundo o Caged, em julho foram criados 35.900 postos formais de trabalho. Após a criação de 9.821 postos no mês anterior, o dado de julho veio forte, e ficou acima do teto das projeções dos analistas, cuja média apontava para 5.750 vagas. A principal contribuição veio da indústria de transformação, que criou 12.594 postos, seguida por comércio (10.156) e serviços (7.714). 
 
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar rompeu uma sequência de pregões praticamente inertes, e subiu, tendo sido destino de capital em busca de proteção. A moeda norte-americana findou cotada a R$ 3,1496 (+0,82%)
 
 
O CDS brasileiro de 5 anos fechou a 199 pontos ante 197 da véspera.   
 
 
Juros.
 
Os juros futuros se elevaram nos vencimentos longos refletindo as animosidades entre EUA e Coreia do Norte, e também a perda de alguma tração do otimismo com o âmbito fiscal doméstico. A seção curta operou com viés de estabilidade. 
 
 
Para a 5ª feira.
 
A agenda econômica esmorece, trazendo de relevo apenas a primeira prévia do IGP-M de agosto no Brasil, e no exterior as produções industriais da França e Reino Unido relativas a junho, além dos pedidos de seguro-desemprego nos EUA.    
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 09.08.2017, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e, RAFAEL FREDA REIS, CNPI-P, ambos da equipe do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e, RAFAEL FREDA REIS, CNPI-P, ambos da equipe do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência 15/12/2017
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência
 
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões 14/12/2017
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões
 
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor 18/08/2017
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor
 
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040 14/12/2017
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040
 
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos 14/12/2017
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos
 
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança 14/12/2017
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança
 
COMÉRCIO - Varejo  tem queda de 0,9% em outubro 13/12/2017
COMÉRCIO - Varejo tem queda de 0,9% em outubro
 
ATA DO COPOM  Ligeiramente desconfortável 13/12/2017
ATA DO COPOM Ligeiramente desconfortável
 
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas 11/12/2017
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas
 
UE e Mercosul encerram rodada de negociação 10/12/2017
UE e Mercosul encerram rodada de negociação
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009