Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

12 de Outubro de 2017 as 03:10:27



INVESTIMENTOS Diário de Mercado na 4ª feira: Ibovespa cai 0,31%, Dólar cai a R$3,17



Diário de Mercado na 4ª feira, 11.10.2017
 
Após recorde, cautela antes do feriado levou a leve realização
 
Resumo.
 
No Brasil, os dados de vendas no varejo e a inflação foram acompanhados de perto pelos agentes. As vendas no varejo decepcionaram de maneira inesperada, demonstrando que foram afetadas pelo esgotamento dos recursos do FGTS liberados pelo governo em maio. Já os dados de inflação mantiveram viés positivo.
 
No exterior, o mercado buscava pistas na ata de reunião do Fomc, que, apesar de trazer divisão de posicionamento entre os participantes, ainda manteve altas as chances de elevação da taxa de juros norte-americana em dezembro deste ano.  
 
Ibovespa.
 
O índice doméstico operou durante quase todo a sessão em terreno negativo, performando pequena realização, atingindo sua mínima intradiária aos 76.322 pts (-0,75%), às 15h - no momento da divulgação da ata do Fomc.
 
Na sessão, o setor educacional liderou as retrações, junto com ações de maior relevância para o índice, a exemplo da Petrobras, Vale e de papéis do setor bancário. De outra mão, a Ambev e a B3 foram exceções e fecharam com valorizações.
 
No fim da tarde, o Ibovespa suavizou as perdas e encerrou aos 76.659 pts (-0,31%). O índice acumula agora +0,80% na semana, +3,19% no mês, +27,28% no ano e +25,63% em 12 meses. O giro preliminar da Bovespa foi de R$ 9,538 bilhões, sendo R$ 9,190 bilhões no mercado à vista. 
 
Capitais Externos na Bolsa.  Na 2ª feira, 09.10, último dado disponível, a saída líquida de capital estrangeiro foi de R$ 126,769 milhões na bolsa, deixando o saldo positivo do mês praticamente zerado, em R$ 1,425 milhão. Em 2017, o saldo de capital estrangeiro acumula agora ingresso de R$ 14,784 bilhões. 
 
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a primeira prévia do IGP-M (FGV) variou +0,32% em outubro, contra +0,34% na primeira prévia de setembro, ficando abaixo do consenso (+0,44%). Com o resultado, o índice acumula retração de -1,79% em 2017 e -1,29% em 12 meses.
 
O IBGE divulgou queda de -0,5% nas vendas a varejo estrito, ante estabilidade em julho e abaixo do consenso (+0,1%), aparentemente, mostrando esgotamento dos recursos liberados anteriormente do FGTS. Na comparação anual, o indicador cresceu +3,6% versus agosto de 2016 (+3,1% em julho-17/julho-16) – inferior ao consenso de +4,4%.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) seguiu em sintonia com a desvalorização observada no exterior e iniciou a sessão em baixa. A moeda circundou o patamar dos R$ 3,1650 durante todo o pregão e encerrou cotada a R$ 3,1700 (-0,44%), acumulando +0,41% na semana, +0,09% no mês, -2,52% no ano e -0,91% em 12 meses.
 
Risco Brasil. O risco medido pelo CDS Brasil 5 anos desceu aos 184 pts, ante 186 na véspera.
 
Juros.
 
Os juros futuros findaram a sessão com ligeiros ajustes na maior parte da curva. Nos vencimentos de curto e médio prazos, o viés foi de baixa, enquanto nos vencimentos de longo prazo, houve pequenos ajustes para cima.
  
Para a quinta-feira. Na França: IPC EU harmonizado. UE: Produção industrial. China: Balança comercial. 
 
Para a sexta-feira. Nos EUA: IPC exc. alimentos e energia, Adiantamento de vendas no varejo, Índice de confiança do consumidor da Universidade de Michigan e Estoques de empresas. Na Alemanha: IPC harmonizado.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 11.10.2017, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, WESLEY BERNABÉ, CNPI, e RICARDO VIEITES, do BB Investimento.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência 15/12/2017
DÓLAR na maior cotação em 5 meses após adiamento da reforma da Previdência
 
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões 14/12/2017
Orçamento/2018 aprovado com previsão de gastos de R$ 3,57 Trilhões
 
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor 18/08/2017
PETROLEO - Governo prorroga até 2040 regime aduaneiro especial para o setor
 
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040 14/12/2017
Câmara mantém isenções a petrolíferas até 2040
 
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos 14/12/2017
FGTS - Empresas devedoras já podem parcelar débitos
 
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança 14/12/2017
PLANOS ECONÔMICOS - Conheça o Acordo que irá compensar as perdas da Poupança
 
COMÉRCIO - Varejo  tem queda de 0,9% em outubro 13/12/2017
COMÉRCIO - Varejo tem queda de 0,9% em outubro
 
ATA DO COPOM  Ligeiramente desconfortável 13/12/2017
ATA DO COPOM Ligeiramente desconfortável
 
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas 11/12/2017
INFLAÇÃO e Juros mais baixos em 2017, afirmam economistas
 
UE e Mercosul encerram rodada de negociação 10/12/2017
UE e Mercosul encerram rodada de negociação
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009