Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

16 de Dezembro de 2017 as 07:32:47



INVESTIMENTOS - Renda Fixa - Mercado Secundário de Debêntures em 14.12



Renda Fixa - Mercado Secundário de Debêntures 14/12/2017
 
Dúvidas com o quadro fiscal elevam prêmios nas curvas e acentuam indefinição entre as debêntures
 
 
No mercado de renda fixa, os agentes vêm se mostrando gradativamente mais arredios, em face dos receios na condução da reforma previdenciária, aumentando a exigência de prêmios em prazos mais longos e contribuindo para configurar um quadro geral de indefinição de tendência, entre os principais ativos no secundário. Esta postura mais cautelosa, sugerida pelo comportamento das curvas DI e NTN-B, se reflete entre as 50 debêntures monitoradas, em um expressivo desempenho conjunto de seus preços igual a zero, ao longo da semana.
 
Neste contexto, ainda que 24 papéis tenham apresentado valorização, a análise gráfica revela um agravamento do cenário de incerteza, ao identificar mais um título entrando em tendência indefinida (RDVT11) e outros consolidando padrões de congestão, como retângulos e oscilações em torno de médias móveis – totalizando 8 papéis sem definição no curto prazo, em um conjunto de 12, avaliados graficamente.
 
Dessa forma, permanece a recomendação de cautela e estrita atenção aos sinais emitidos pelas curvas de juros. Neste momento, é possível observar uma inédita inclinação da curva DI, com reiterados incrementos nos yields longos. Entre eles, merece destaque o derivativo de jan/2027, cujo rendimento superou a linha de inversão aos 10,5% e se consolidou em campo de alta, de modo consistente, confirmando o quadro mais preventivo. A propósito, cabe ponderar que o aumento do volume total negociado no secundário neste mês sofreu uma relevante distorção, motivada por duas transações de FERR19, que, sozinhas, representam 25% do total.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado Secundário de Debêntures, (Renda Fixa), elaborado por Renato Odo, CNPI-P, e analista sênior, e José Roberto dos Anjos, CNPI-P, analista sênior, ambos do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Renato Odo, CNPI-P, e José Roberto dos Anjos, CNPI-P, analista senior, ambos do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405 21/09/2018
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405
 
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130 19/09/2018
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento 19/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328 19/09/2018
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328
 
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019 18/09/2018
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019
 
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129 17/09/2018
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129
 
RENDA FIXA  Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018 15/09/2018
RENDA FIXA Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018
 
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos 15/09/2018
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento 15/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669 15/09/2018
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009