Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

01 de Fevereiro de 2018 as 00:46:07



INVESTIMENTOS Carteira de Ações Sugeridas para Fevereiro/2018



Carteira Sugerida de Ações - Fevereiro de 2018
 
Fevereiro: ingresso de capital externo manterá tendência de alta
 
A recente tendência de alta do Ibovespa, que teve início em 20 de dezembro de 2017 e levou o índice a renovar sucessivos recordes históricos de pontuação (com 20 dos 27 pregões em campo positivo) deverá prosseguir em fevereiro, ainda apoiada pela firme entrada de recursos estrangeiros.
 
Cabe lembrar que janeiro apresentou recorde mensal de ingresso de recursos na bolsa, no valor de R$ 9,5 bilhões, de acordo com o último dado disponível (29/1), já equivalendo a cerca de 70% de todo o montante internalizado no ano passado (R$ 13,4 bilhões).
 
Domesticamente, acreditamos que o mercado prosseguirá assimilando favoravelmente os dados da agenda econômica, que continuarão a denotar a trajetória de reaquecimento econômico do Brasil.
 
O Banco Central deverá ratificar, em sua decisão no próximo dia 7, a expectativa de redução da taxa Selic em 25 pontos-base, para 6,75% – igualando-a à TLP. A taxa mensal de inflação (IPCA) deverá seguir dentro do esperado pelos analistas e congruente com a meta estabelecida de 4,25% para 2018. 
 
A cotação do dólar, mesmo tendo cedido para baixo de R$ 3,20, majoritariamente por questões domésticas, ainda permanece descolada para cima do risco-país mensurado pelo CDS Brasil de 5 anos, que tem se situado, basicamente, na casa de 140 pts desde o início do ano.
 
Tão somente um evento externo tende a compelir uma desvalorização do real frente a moeda norte-americana. Já a temporada de balanços de empresas, com números consolidados de 2017, tende a corroborar essa percepção positiva, induzindo uma revisão para cima dos preços-alvos das ações das companhias (principal elemento que utilizamos para atribuição da pontuação-alvo do Ibovespa).
 
Externamente, já está substancialmente ajustada, na nossa opinião, a expectativa de elevação da taxa de juros nos EUA pelo Fed em março próximo, embora a inflação ainda não mostre propensão altista e o avanço do PIB prossiga em ritmo dentro do esperado pelo órgão.
 
Na Europa, as principais economias mostram consistência nos avanços de seus crescimentos.
 
Já na China, após registrar alta de 6,9% no PIB em 2017, quando o mercado estimava anteriormente desaceleração gradual para 6,5% e depois para 6,7%, poderá ser favorecida pelo maior crescimento de seus parceiros.
 
 
Performance.
 
O Ibovespa fechou aos 84.912 pts em janeiro, após superar novo recorde intradiário no último pregão do mês, variando 11,14% no mês e acumulando ganhos de 31,30% em 12 meses, catapultada pelo ingresso de capital externo.
 
A tendência de valorização se manteve ao longo de todo o mês, perfazendo vários recordes históricos de pontuação, sendo incrementada a partir do dia 24, com as considerações dos agentes diante da unanimidade do placar de 3 a 0 em desfavor do ex-presidente Lula em julgamento de segunda instância e seu potencial reflexo no quadro eleitoral.
 
O setor de bancos foi destaque no mês, seguido pelo setor de siderurgia e pela Petrobras, que em nossa leitura representa um sintoma persuasivo da percepção dos investidores sobre o ciclo de retomada do crescimento econômico do País.
 
 
Análise gráfica do Ibovespa.
 
A intensa retomada do fluxo de estrangeiros ao longo do mês de janeiro levou o índice a superar o nível de resistência situado em 76.400 pontos, destacado no último estudo como um dos mais fortes do histórico do índice, e a configurar a atual tendência de alta, com registro de sucessivos recordes.
 
A propósito, cabe destacar que as breves correções que permeiam esta valorização proporcionam maior consistência ao movimento e confirmam as projeções gráficas. Próximos suportes em 79.400 e 81.100 pontos; resistências em 87.500 e 89.100 pontos. Desse modo, até que a temporada de resultados nos traga elementos fundamentalistas para a revisão do Ibovespa (fev-mar), atribuímos o alvo de 89.000 ao índice, sob o ponto de vista da análise gráfica.
 
 
 
 
 
Confira no anexo a integra do relatório preparado pela equipa do BB Investimentos, Hamilton Moreira Alves, CNPI-T, Coordenador, José Roberto dos Anjos, CNPI-P,Analista Sênior, Renato Odo, CNPI-P, Analista Sênior, Ricardo Vieites, CNPI, Analista, e Wesley Bernabé, CNPI, Gerente de Pesquisa

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB INVESTIMENTOS, equipe indicada no final do texto





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
INVESTIMENTOS - BIOSERV Resultados no 3º trimestre/2018 18/02/2018
INVESTIMENTOS - BIOSERV Resultados no 3º trimestre/2018
 
INVESTIMENTOS Mercado na 6ª feira: Ibovespa volátil no curso da trajetória externa 17/02/2018
INVESTIMENTOS Mercado na 6ª feira: Ibovespa volátil no curso da trajetória externa
 
INVESTIMENTOS  O Mercado na 5ª feira: Ibovespa sobe 0,9% a 84.290 pts. Dólar sobe 0,28% a R$ 3,2290 15/02/2018
INVESTIMENTOS O Mercado na 5ª feira: Ibovespa sobe 0,9% a 84.290 pts. Dólar sobe 0,28% a R$ 3,2290
 
INVESTIMENTOS SÃO MARTINHO - Resultado no 3º trimestre/2018: Robusto 17/02/2018
INVESTIMENTOS SÃO MARTINHO - Resultado no 3º trimestre/2018: Robusto
 
INVESTIMENTOS O Mercado na 4a feira: Ibovespa sobe 3,27% a 83.542pts. Dolar cai a R$ 3,218 (-2,08%) 15/02/2018
INVESTIMENTOS O Mercado na 4a feira: Ibovespa sobe 3,27% a 83.542pts. Dolar cai a R$ 3,218 (-2,08%)
 
GUIA DE AÇÕES - Conheça aqui as cotações de 09.022018 e programe seu investimento 12/02/2018
GUIA DE AÇÕES - Conheça aqui as cotações de 09.022018 e programe seu investimento
 
INVESTIMENTOS - CIELO Resultados no 4º trimestre/2017 12/02/2018
INVESTIMENTOS - CIELO Resultados no 4º trimestre/2017
 
INVESTIMENTOS - ABC BRASIL Resultados no 4º trimestre/2017 12/02/2018
INVESTIMENTOS - ABC BRASIL Resultados no 4º trimestre/2017
 
INVESTIMENTOS  -  SUSANO Resultados no 4º trimestre/2017 Surpreendentes 11/02/2018
INVESTIMENTOS - SUSANO Resultados no 4º trimestre/2017 Surpreendentes
 
INVESTIMENTOS - O Mercado na 6ª feira: Bolsa cai a 80.898 pts, Dólar sobe 0,49% a R$ 3,295 10/02/2018
INVESTIMENTOS - O Mercado na 6ª feira: Bolsa cai a 80.898 pts, Dólar sobe 0,49% a R$ 3,295
 
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009