Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sábado, Dia 10 de Março de 2018 as 10:31:43



INVESTIMENTOS - O Mercado na 5ª feira: Bolsa cai 0,58% a 84.984 pts, Dólar sobe a R$ 3,2610 (+0,56%)



Diário do Mercado na 5ª feira, 08.03.2018
 
Ibovespa derrubada por ratificação da taxação do aço pelos EUA
 
Resumo.
 
O Ibovespa terminou sucumbindo no dia ao mau humor externo dos investidores em relação ao mercado brasileiro. O presidente norte-americano, Donald Trump, assinou hoje a taxação sobre as importações de aço, em 25%, e sobre o alumínio, em 10%, excluindo  países como Canadá e México, por causa do NAFTA, mas, deixou espaço para negociações “caso a caso”.
 
As empresas de siderurgia e mineração sofreram baques na Bovespa e a percepção dos agentes sobre o mercado brasileiro azedou pesou como um todo.
 
Também, na Europa, o BCE (Banco Central Europeu) manteve a taxa de juros, citando que manterá os estímulos o quanto for necessário, mas, concomitantemente, retirou a menção no comunicado que possibilitava o aumento e a extensão da medida. Enfim, internamente, o dólar subiu pela segunda sessão acompanhando sua evolução no mercado internacional. 
 
Ademais, vale lembrar que é véspera da divulgação do indicador de destaque da semana, o payroll (criação de vagas na economia) nos EUA, bem como do IPCA de fevereiro no Brasil, que poderá nortear com mais consistência um possível corte adicional na taxa Selic de 25 pts-base na reunião do Copom em 21 de março próximo.
 
De outra mão, o último dia 6 marcou o sétimo pregão consecutivo de saída de capital estrangeiro, que está negativo no mês.  
 
 
Ibovespa.
 
O índice oscilou próximo da estabilidade até a abertura dos mercados acionários em Nova York, às 11h30min. Em seguida, decaiu até a primeira hora da tarde e, depois, seguiu literalmente a trajetória do índice S&P500, mas sempre mantendo deslocamento negativo.
 
Ponderadamente, os setores de bancos e de siderurgia e mineração pesaram no índice. Já, individualmente, as ações de Fibria (FIBR3) e Suzano (SUZB3) foram destaques de alta com rumores sobre possível fusão entre as companhias.
 
O Ibovespa terminou aos 84.984 (-0,58%), acumulando -0,91% na semana, -0,43% no mês, +11,23% no ano e +31,32% em 12 meses. O volume da Bovespa foi de R$ 10,410 bilhões, sendo R$10,069 bilhões no mercado à vista.
 
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No último dado disponível, na 3ª feira, 06.03, a retirada líquida de capital estrangeiro da bolsa foi de R$ 435,350 milhões, acumulando saldo negativo de R$ 1,749 bilhão em março. Em 2018, a Bovespa soma ingresso líquido de R$ 3,568 bilhões.
 
 
Agenda Econômica
 
Na China, a balança comercial de fevereiro registrou um salto do saldo comercial de fevereiro, com incremento bem acima do consenso nas exportações versus importações aquém do esperado.
 
Os dados foram considerados não favoráveis para o restante das economias, essencialmente para demais países ditos emergentes. 
 
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário), de início, navegou próximo a estabilidade. A subida da moeda no mercado internacional, influenciada pela decisão do BCE em relação aos os estímulos, contaminou o mercado doméstico, levando a desvalorização do real.
 
A divisa terminou cotada a R$ 3,2610 (+0,56%), acumulando +0,31% na semana, +1,63% no mês, +0,62% no ano e +2,94% em 12 meses.
 
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil 5 anos permaneceu em 152 pts, igual a véspera.
 
 
Juros.
 
O comportamento no dia foi diferente dos recentes deslocamentos, nas quais as pontas mais curtas e longas se movimentaram. Os vértices médios sofreram ajustes para baixo, enquanto os curtos e longos se mantiveram quase inalterados, readequando os prêmios na composição da curva da estrutura a termo da taxa de juros.
 
 
Para a sexta-feira
 
No Brasil: IPCA e IGP-M 1ª prévia; Nos EUA: Payroll - criação de vagas na economia e Média de ganhos por hora;
 
Alemanha, França e Reino Unido: Prod. industrial. 
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 5ª feira, 08.03.2018, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e WESLEY BERNABÉ, CNPI, ambos integrantes da equipe do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e WESLEY BERNABÉ, CNPI, ambos integrantes da equipe do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405 21/09/2018
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405
 
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130 19/09/2018
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento 19/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328 19/09/2018
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328
 
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019 18/09/2018
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019
 
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129 17/09/2018
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129
 
RENDA FIXA  Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018 15/09/2018
RENDA FIXA Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018
 
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos 15/09/2018
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento 15/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669 15/09/2018
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009