Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sexta-Feira, Dia 30 de Março de 2018 as 00:03:11



INVESTIMENTOS - Carteira de Ações Sugerida - Abril/2018



Carteira Sugerida de Ações para Abril de 2018
 
Abril: Fluxo de Capital Externo será preponderante para a tendência
 
 
Dentro do atual cenário, ponderado o balanço de riscos internos e internacionais que poderão influenciar os mercados acionários, o Ibovespa sinaliza viés de baixa para de abril. A temporada de resultados de empresas terminou e revisamos o preço-alvo do Ibovespa para 93.000 pontos no final de 2018.  
 
O índice registrou sucessivos recordes nos dois primeiros meses do ano, que culminaram com a sua máxima histórica de 88.317 pontos (+15,6% no ano) no final de fevereiro (26/2).
 
Todavia, a partir desta data, o fluxo negativo de recursos estrangeiros se fez presente em quase todos os pregões, perfazendo saída de R$ 7,1 bilhões até o dia 27 deste mês (último dado disponível), tornando negativo o saldo no ano em R$ 149 milhões, após ter atingido o ingresso máximo de R$ 10 bilhões em 1º de fevereiro – lembrando que o índice avançou 11,14% em janeiro.
 
Desse modo, apesar da perceptível entrada de recursos por meio de fundos domésticos, uma gradual tendência de baixa se fez notar e prosseguiu desde o citado recorde, com o capital externo permanecendo como principal direcionador do desempenho.
 
No exterior, esperamos que volatilidade advinda de questões envolvendo o embate comercial entre os EUA e a China, que terminam afetando os demais mercados mundo afora, se mantenha.
 
Os indicadores norte-americanos tendem a seguir mostrando paulatino avanço no crescimento, assim como na Europa – uma surpresa positiva poderia vir de dados da China.
 
Declarações de membros do Fed com postura mais austera sobre juros poderiam alterar as perspectivas sobre futuro aperto na política monetária e mexer com o humor dos investidores nos mercados acionários.
 
No Brasil, os agentes têm sua atenção voltada para o julgamento no STF de um pedido de habeas corpus para o ex-presidente Lula no próximo dia 4 de abril, que poderá alterar a percepção do mercado vinculada às candidaturas para presidente da República na eleição de outubro.
 
Também, deverá ser monitorado o substituto do ministro da fazenda, Henrique Meirelles, que deverá deixar o cargo para concorrer ao pleito, com prazo legal máximo para desincompatibilização até o próximo dia 7 de abril.
 
Na frente econômica, os indicadores deverão seguir sinalizando que a atividade doméstica prossegue em consistente recuperação.
 
Performance.
 
O Ibovespa fechou estável aos 85.365 pontos em março (+0,01%), acumulando +11,73% no ano e +30,27% em 12 meses. A volatilidade intradiária se elevou com a maior aversão ao risco advindas do cenário externo. Em meados do mês, a imposição pelo governo Trump dos EUA de tarifas de importação de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio impactaram os mercados negativamente mundo afora, mesmo com alguma amenização posterior.
 
A medida afeta a segunda maior economia do mundo, a China, trazendo temores aos agentes sobre uma possível guerra comercial mundial e a redução do crescimento global.
 
Já o Fed subiu a taxa de juros norte-americana em 25 pts-base, para o intervalo entre 1,50% e 1,75%, como precificado anteriormente pelos agentes. O discurso de seu novo presidente, Jerome Powell, manteve a mesma linha da fala de sua antecessora – o mercado espera três a quatro altas de juros nos EUA este ano.
 
De toda a sorte, o índice brasileiro, mesmo com a reação no último pregão do mês, a tendência declinante, que teve início na última pontuação histórica, no recente 26 de fevereiro, ainda não se dissipou, influenciada também pelo viés de retirada de capital externo desde a referida data.
 
Análise gráfica do Ibovespa.
 
O índice prosseguiu em elevada volatilidade e as forças de baixa se intensificaram, levando o Ibovespa a cumprir o objetivo baixista, sinalizado pela cunha apontada no mês anterior.
 
Para o próximo mês, os padrões gráficos configuram tendência de baixa, mas ainda em elevada volatilidade, podendo tocar tanto o fundo em 82.800, quanto o topo de 87.300 pontos ao longo do mês.
 
No entanto, embora acreditemos no viés de baixa para abril, a tendência de longo prazo se mantém em configuração de alta, ainda sem sinais de reversão ao movimento iniciado em junho de 2016.
 
Próximos suportes em 79.400, 81.100 e 84.700 pontos; resistências em 87.500 e 89.100 pontos.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório elaborado por Hamilton Moreira Alves, CNPI-T, Coordenador, José Roberto dos Anjos, CNPI-P, Analista Sênior, Rafael Reis, CNPI-P, Analista, Renato Odo, CNPI-P, Analista Sênior, Wesley Bernabé, CNPI, Gerente de Pesquisa, todos integrantes do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405 21/09/2018
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405
 
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130 19/09/2018
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento 19/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328 19/09/2018
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328
 
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019 18/09/2018
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019
 
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129 17/09/2018
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129
 
RENDA FIXA  Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018 15/09/2018
RENDA FIXA Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018
 
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos 15/09/2018
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento 15/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669 15/09/2018
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009