Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Segunda-Feira, Dia 09 de Abril de 2018 as 03:04:06



HARVARD & MIT Secretário da Previdência 'vende' Reforma da Previdência nos EUA



Texto da reforma deve ser aproveitado em 2019, diz secretário da Previdência
 
 
O secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, disse no sábado, 07.04, que, se o decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro continuar até 31 de dezembro, como previsto, um novo governo poderia aproveitar o texto da atual PEC Proposta de Emenda à Constituição para a Reforma da Previdência, que já tramita no Congresso, e economizar “no mínimo seis meses” na aprovação de uma reforma.
 
Segundo Caetano, o presidente que for eleito teria de esperar a eleição de novos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado para dar continuidade à tramitação e, caso decida dar continuidade à que já ocorre, seria possível ter a aprovação da reforma ainda no primeiro semestre de 2019.
 
“Do ponto de vista legislativo é possível, sim, aproveitar todo esse processo que já foi feito e é recomendado que se faça isso”,
 
disse.
 
Caetano disse que se o novo governo decidir propor um novo texto, o processo demoraria pelo menos outros seis meses, já que seria necessário formar uma equipe técnica e um consenso entre ela, além de fazer a articulação no Executivo e apresentar um novo texto ao Congresso somente por volta de abril. “Se for um processo bastante acelerado, ele vai conseguir ter a aprovação de uma reforma da Previdência só no final de 2019”, concluiu.
 
A proposta de reforma da Previdência do governo passou pela Comissão de Constituição e Justiça e foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados, criada para tratar do tema, em maio de 2017, mas sua tramitação foi interrompida quando o governo decretou a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro. A Constituição Federal não permite que sejam feitas emendas ao seu texto enquanto ocorrem intervenções.
 
O secretário da Previdência fez as declarações em Cambridge, nos Estados Unidos, onde participou da Brazil Conferência, organizada por alunos brasileiros das universidades de Harvard e do MIT Massachusetts Institute of Technology.
 
 
Eleições
 
O secretário disse também que a reforma deve ser um dos principais temas da campanha eleitoral deste ano.
 
“Já a partir de julho, quando o debate eleitoral presidencial e mesmo parlamentar começar a ficar mais presente, o tema da reforma da Previdência será retomado com força”.
 
Segundo ele, o tema “tem que estar em uma pauta de urgência independentemente de governo”, mesmo que um candidato se posicione contra a reforma durante a campanha.
 
“Se houver candidatos que venham a negar a necessidade da reforma da Previdência, ele quase, com certeza, vai se deparar com uma contradição entre discurso e ação”,
 
disse.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
MI-6 Inteligência Britânica prepara Falso Ataque Químico na Síria para culpar Bashar al-Assad 09/09/2018
MI-6 Inteligência Britânica prepara Falso Ataque Químico na Síria para culpar Bashar al-Assad
 
DÓLAR Países movimentam-se para deixar o Padrão Monetário 05/09/2018
DÓLAR Países movimentam-se para deixar o Padrão Monetário
 
ÍNDIA dribla sanções dos EUA e importa de petróleo do IRÃ 05/09/2018
ÍNDIA dribla sanções dos EUA e importa de petróleo do IRÃ
 
MÉXICO Transição segue com estabilidade, segundo Lopes Obrador 05/09/2018
MÉXICO Transição segue com estabilidade, segundo Lopes Obrador
 
CHINA substituirá Soja dos EUA pela brasileira 05/09/2018
CHINA substituirá Soja dos EUA pela brasileira
 
EUA flexibiliza aplicação de tarifas para importação de aço do Brasil 30/08/2018
EUA flexibiliza aplicação de tarifas para importação de aço do Brasil
 
RÚSSIA vende 4/5 de seus Títulos dos EUA e compra Ouro: Inteligente dizem especialistas 28/08/2018
RÚSSIA vende 4/5 de seus Títulos dos EUA e compra Ouro: Inteligente dizem especialistas
 
ARGENTINA Ajuda do FMI derruba Popularidade de Macri a 35,9% 24/08/2018
ARGENTINA Ajuda do FMI derruba Popularidade de Macri a 35,9%
 
CHINA x EUA Despencam as Importações chinesas de grãos dos EUA 24/08/2018
CHINA x EUA Despencam as Importações chinesas de grãos dos EUA
 
CHINA recorre na OMC contra nova rodada de tarifas dos EUA 23/08/2018
CHINA recorre na OMC contra nova rodada de tarifas dos EUA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009