Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Terça-Feira, Dia 10 de Abril de 2018 as 01:04:30



CHINA em Contra-Ataque "a qualquer preço" às medidas dos EUA



China diz que vai contra-atacar "a qualquer preço" medidas tarifárias dos EUA
 
 
A China advertiu, nesta 6ª feira, 06.04, que vai "contra-atacar" contundentemente as medidas tarifárias dos EUA. O governo disse que está preparado para pagar o preço de uma guerra comercial que, embora não deseje, não teme.
 
"Se os EUA persistirem no seu comportamento de unilateralismo e protecionismo comercial, ignorando a oposição chinesa e da comunidade internacional, a China vai continuar até o fim a qualquer preço e contra-atacará contundentemente",
 
garantiu o Ministério do Comércio em comunicado.
 
As autoridades chinesas reagiram dessa forma à decisão do presidente americano Donald Trump, que ontem (5) anunciou que estuda impor US$ 100 bilhões em tarifas sobre a China, adicionais aos US$ 50 bilhões já anunciados a centenas de produtos chineses, em resposta às tarifas com as quais Pequim castigou Washington esta semana.
 
"Não queremos uma guerra comercial, mas não a tememos", reiterou o Ministério do Comércio, acrescentando que serão observadas as ações tomadas por Washington. "Sem dúvida alguma", serão tomadas novas medidas "para defender com contundência o interesse do país e do povo",
 
acrescentou.
 
Após criticar novamente o protecionismo adotado por Trump contra o livre-comércio, a China reafirmou que vai seguir com sua reforma e abertura, a proteção do sistema multilateral de comércio e a facilitação do investimento global.
 
Como já tinha advertido, Pequim apresentou formalmente ontem à OMC Organização Mundial do Comércio uma denúncia contra os EUA pelas tarifas impostas aos produtos chineses, alegando que essas cargas excedem os juros consolidados por Washington e são incompatíveis com o GATT Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio.
 
A crescente tensão entre as duas potências econômicas fez com que o secretário-geral daOrganização das Nações Unidas, António Guterres, insistisse hoje na necessidade de diálogo, horas antes de viajar para a China, onde participará do Fórum de Boao, um encontro de líderes econômicos e políticos considerado o "Davos asiático".


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
TAILÂNDIA Jovens presos na Caverna inundada recebem apoio militar e médico 04/07/2018
TAILÂNDIA Jovens presos na Caverna inundada recebem apoio militar e médico
 
MÉXICO Novo presidente quer manter o pais no NAFTA 03/07/2018
MÉXICO Novo presidente quer manter o pais no NAFTA
 
MÉXICO Andrés Manuel López Obrador é o novo presidente 02/07/2018
MÉXICO Andrés Manuel López Obrador é o novo presidente
 
01/07/2018
COPA 2018 - Rússia derrubou Espanha neste domingo
 
EUA x CHINA Disputa comercial permanece um risco  [Analise pelo Itaú BBA] 27/06/2018
EUA x CHINA Disputa comercial permanece um risco [Analise pelo Itaú BBA]
 
ARGENTINA obtem empréstimo de US$ 50 BI do FMI 27/06/2018
ARGENTINA obtem empréstimo de US$ 50 BI do FMI
 
EUROPA Risco ITÁLIA aperta finanças e compromete crescimento 27/06/2018
EUROPA Risco ITÁLIA aperta finanças e compromete crescimento
 
TALIBAN avança no Afeganistão com 77.000 combatentes 25/06/2018
TALIBAN avança no Afeganistão com 77.000 combatentes
 
TRUMP inquieto ameaça agora sobretaxar carros europeus em 20% 25/06/2018
TRUMP inquieto ameaça agora sobretaxar carros europeus em 20%
 
RUSSIA avalia reinstalar Base Militar em Cuba, para conter EUA 25/06/2018
RUSSIA avalia reinstalar Base Militar em Cuba, para conter EUA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009