Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

10 de Abril de 2018 as 01:04:38



EXPORTAÇÕES Saldo comercial é de R$ 7,79 bi em março



Exportações do agronegócio sobem 4,1% em março;
Saldo comercial é de R$ 7,79 bi
 
 
As exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 9,08 bilhões em março, um crescimento de 4,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior (quando as vendas chegaram a US$ 8,73 bilhões).
 
Os dados foram divulgados pelo Ministério da Agricultura nesta 2ª feira, 09.04. Já a importações, por outro lado, registraram valor de US$ 1,29 bilhão, o que representa queda de 6,9% na comparação com março de 2017.
 
Por causa disso, o saldo da balança comercial do último mês (exportações menos importações) foi de US$ 7,79 bilhões. Os produtos do agronegócio representaram 45,2% do total das vendas externas brasileiras no período, com aumento de quase dois pontos percentuais de participação comparado a março do ano passado.
 
No período de avaliação, as exportações foram puxadas principalmente por produtos de origem vegetal, como é o caso da celulose, com 75,4% de incremento (vendas de US$ 765 milhões), e as carnes, que somaram US$ 592 milhões em vendas, um aumento de 22,1% na comparação com março do ano passado.
 
Também contribuíram para esse crescimento as vendas de produtos como sucos (US$ 107,51 milhões); cereais, farinhas e preparações (US$ 93,55 milhões); fumo e seus produtos (US$ 78,84 milhões) e fibras e produtos têxteis (US$ 27,97 milhões).  
 
Em termos de valor exportado, o complexo soja (soja em grão, farelo de soja e óleo em soja) representou 44,3% do total de vendas (US$ 4,03 bilhões), enquanto carnes (in natura e industrializada) e produtos florestais (papel, celulose e mandeira) responderam, respectivamente, por 14,8% (US$ 1,34 bilhão) e 13,9% (US$ 1,2 bilhão).
 
O complexo sucroalcooleiro (açúcar e álcool) somou 7% do total em vendas (US$ 636 milhões), seguido do café, com 4,5% (US$ 349 milhões) do montante. Os cinco setores representam 84,4% das exportações totais do agronegócio. O restante inclui itens como fumo, couro, frutas, cereais e farinhas, pescado e lácteos.
 
Importações
 
As importações de produtos do agronegócio sofreram queda de US$ 96,09 milhões em março deste ano na comparação com março de 2017. Os principais produtos adquiridos pelo Brasil foram: pescados (US$ 142,72 milhões); álcool etílico (US$ 135,19 milhões); trigo (US$ 87,73 milhões); papel (US$ 78,73 milhões) e vestuário e produtos têxteis de algodão (US$ 58,35 milhões).
 
Além dos pescados e do trigo, outros produtos que tiveram as maiores reduções em importações foram arroz (-US$ 30,93 milhões); lácteos (-US$ 22,53 milhões) e malte (-US$ 15,24 milhões).
 
Destinos
 
A Ásia se manteve como principal região de destino das exportações do agronegócio, somando US$ 4,65 bilhões. A União Europeia ocupou a segunda posição no ranking de blocos econômicos e regiões geográficas de destino das vendas externas do agronegócio brasileiro no mês.
 
Houve crescimento de 22,9% nas vendas ao mercado, decorrentes, principalmente, do aumento das exportações de celulose (162,6%); soja em grãos (59,7%); sucos de laranja (38,8%); fumo não manufaturado (120,2%) e farelo de soja (12,9%).
 
Trimestre
 
No acumulado do primeiro trimestre de 2018, as exportações brasileiras do agronegócio atingiram US$ 21,47 bilhões, cifra que supera em 4,6% o resultado de igual período do ano passado, significando recorde para resultados de janeiro a março.
 
A quantidade embarcada, em termos de volume, subiu 6,7%, mas o índice geral de preço do setor sofreu queda de 1,9%, com destaque para carne de frango (-8,2%), carne suína (-16,9%), carne de peru (-22,2%) e complexo sucroalcooleiro (-25,7%).
 
As importações recuaram 3,9% no trimestre, caindo de US$ 3,76 bilhões para US$ 3,61 bilhões, desempenho explicado, sobretudo, pela queda de 3,8% no índice de quantidade, enquanto o índice de preço teve ligeiro decréscimo de 0,1%, de acordo com o Departamento de Acesso a Mercados do ministério.
 
Com isso, no trimestre, o superavit comercial do agronegócio subiu de US$ 16,76 bilhões para US$ 17,86 bilhões, constituindo cifra recorde para períodos de janeiro-março.
 
Em 12 meses
 
As exportações do agronegócio atingiram US$ 96,96 bilhões nos últimos 12 meses, apurados entre abril de 2017 e março deste ano. O número representa crescimento de 13,5% em relação aos US$ 85,42 bilhões exportados entre abril de 2016 e março de 2017.
 
As importações do agronegócio diminuíram de US$ 14,35 bilhões entre abril de 2016 e março de 2017 para US$ 14,01 bilhões entre abril de 2017 e março de 2018, queda de 2,4%. Com isso, o saldo comercial do agronegócio dos últimos 12 meses foi de US$ 82,96 bilhões, superior aos US$ 71,07 bilhões no período anterior (2016/2017).
 
Os cinco principais setores exportadores do agronegócio apurados em 12 meses foram: complexo soja (participação de 32,7%); carnes (participação de 15,9%); produtos florestais (participação de 12,8%); complexo sucroalcooleiro (participação de 11,8%); e cereais, farinhas e preparações (participação de 5,8%).


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
IMPOSTO DE RENDA: 628 mil declarações caíram na malha fina 10/12/2018
IMPOSTO DE RENDA: 628 mil declarações caíram na malha fina
 
PETRÓLEO Queda no Preço Internacional afetará Contas Federais 09/12/2018
PETRÓLEO Queda no Preço Internacional afetará Contas Federais
 
RECEITA FEDERAL libera Consulta à Restituição do IR na 2ªfeira 08/12/2018
RECEITA FEDERAL libera Consulta à Restituição do IR na 2ªfeira
 
IMPOSTO DE RENDA  628 mil declarações caíram na malha fina 07/12/2018
IMPOSTO DE RENDA 628 mil declarações caíram na malha fina
 
STARTUPS - BNDES lança programa para atender startups 07/12/2018
STARTUPS - BNDES lança programa para atender startups
 
MINISTÉRIO DA FAZENDA Fazenda sugere Mudança das Regras de Reajuste do Salário Mínimo e Fim do Abono Salarial 06/12/2018
MINISTÉRIO DA FAZENDA Fazenda sugere Mudança das Regras de Reajuste do Salário Mínimo e Fim do Abono Salarial
 
DÓLAR  sobe pelo segundo dia e fecha cotado a R$ 3,86 06/12/2018
DÓLAR sobe pelo segundo dia e fecha cotado a R$ 3,86
 
Desocupação no Brasil subiu para 12,5% entre 2015 e 2017 05/12/2018
Desocupação no Brasil subiu para 12,5% entre 2015 e 2017
 
ILAN GOLDFAJN alerta que manutenção da Selic e inflação dependem de reformas 05/12/2018
ILAN GOLDFAJN alerta que manutenção da Selic e inflação dependem de reformas
 
FMI Investimento Público no Brasil Menor que em Países Emergentes 02/12/2018
FMI Investimento Público no Brasil Menor que em Países Emergentes
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009