Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

12 de Junho de 2018 as 19:06:13



INVESTIMENTO O Mercado na 3ª feira BC mantem Dólar estável a R$ 3,7147 mas sobe Risco País e Capitais Externos saem da Bolsa.



Diário de Mercado na 3ª feira, 12.06.2018
 
Ibovespa avança modestamente na véspera de decisão de juros nos EUA
 
Resumo.
 
A sessão de negócios que antecedeu a data da definição de juros dos EUA foi marcada pela predominante cautela. Ainda que a elevação das Fed Funds já esteja dada, o mercado operou em postura mais defensiva no aguardo do gráfico de pontos
 
O gráfico de pontos é a visão acerca das taxas futuras sob a ótica de cada dirigente da autoridade monetária, algo que será conhecido apenas na tarde de 4ª feira, e ajudará investidores a recalibrarem suas exposições, tendo em vista novas evidências de avanço ou retração no diferencial de juros entre os EUA e o restante do mundo.
 
No Brasil, o noticiário foi morno, tendo sido a principal influência no clima dos negócios a dinâmica do mercado de câmbio, que contou com mais duas intervenções extraordinárias do Bacen para enxugamento da volatilidade.          
 
Ibovespa.
 
O índice doméstico até ensaiou ganhos mais significativos, mas por fim limitou-se a acompanhar a performance do mercado norte-americano, notadamente do S&P 500.
 
Em uma sessão onde predominaram as oscilações contidas, com os investidores à espera da definição de juros pelo Fomc na tarde da 4ª feira, os principais destaques positivos vieram da Vale e das siderúrgicas, enquanto o negativo ficou por conta da Petrobras, tendo o setor financeiro apresentado comportamento misto.
 
O Ibovespa fechou aos 72.754 pts (+0,62%), acumulando -5,21% no mês, -4,77% no ano e 17,92% em 12 meses. O volume financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 9,69 bilhões, sendo R$ 9,37 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa.
 
Na 6ª feira, 08.06, último dado disponível, houve saída líquida de capital estrangeiro em R$ 1,108 bilhão da bolsa.
 
No mês de junho o saldo é negativo em R$ 3,155 bilhões; já no ano, o saldo registra saída líquida de R$ 7,167 bilhões no ano.
 
Agenda Econômica.
 
Nos EUA, a inflação ao consumidor medida pelo CPI avançou 0,2% em maio no comparativo ante abril. Excluindo do levantamento itens voláteis como alimentos e energia – o núcleo do indicador – houve um avanço também de 0,2%. No comparativo contra maio de 2017 a variação do índice cheio ficou em 2,8%, enquanto do núcleo foi 2,2%.
 
Com exceção do dado cheio ano contra ano, onde era aguardada oscilação de 2,7%, os demais dados vieram ausentes de surpresas, estritamente em linha com as projeções do consenso de mercado.
 
Vale lembrar que o CPI não é a métrica mais utilizada pelo Fed para a tomada de decisões monetárias de seu colegiado (Fomc), recaindo essa atribuição ao PCE (Personal Consumption Expenditure), mais especificamente no núcleo do indicador.   
 
Câmbio e CDS.
 
No exterior, o dólar avançou ante moedas de economias emergentes, embora em amplitude contida. Domesticamente, o dia foi marcado por oscilação alternada entre os campos positivo e negativo, tendo como destaque mais um duplo leilão de swaps do Bacen, para abrandar a volatilidade.
 
A divisa fechou em R$ 3,7147 (-0,11%), recuando 0,73% no mês, e acumulando alta de 12,27% no ano e de 12,14% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil 5 anos saltou a 265 pts ante 254 pts da véspera¹.  
 
Juros.
 
Houve arrefecimento nos vencimentos mais curtos dos juros futuros, além de estabilidade nos intermediários e ligeiro avanço nos longos. O noticiário do dia não constituiu direcionador, tendo recaído sobre o comportamento do câmbio – que se movimentou com novas intervenções do BC - a maior influência sobre o mercado de juros. 
       
Para a semana.
 
O evento de maior relevância da semana reside na definição de juros pelo Fomc, que acontece às 15h da 4ª feira (horário de Brasília. Zona do Euro e Japão também definem política monetária, ambos na 5ª feira.
 
No Brasil, conheceremos dados de vendas no varejo de abril na 4ª feira, inflação pelo IGP-10 de junho na 5ª e na 6ª feira o IBC-Br (atividade econômica) relativo a abril.  
 
 
Confira no anexo a íntegra dorelatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira 12.06.2018, elaborado por RAFAEL REIS, CNPI-P, e RICARDO VIEITES, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos.
 
 
[¹] Nota da Redação JF:  A pontuação do Risco País, de 265 pontos, em 12.06.2018, representa o expressivo aumento de 11pts ou avanço de 4,33% em relação ao dia anterior.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RAFAEL REIS, CNPI-P, e RICARDO VIEITES, CNPI, do BB Investimentos. Chamada de Capa da Redação JF.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
23/05/2019
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações, em maio/2019
 
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts (-0,13%). Dólar cai a R$ 4,0400 (-0,17%) 22/05/2019
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts (-0,13%). Dólar cai a R$ 4,0400 (-0,17%)
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento 22/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%) 21/05/2019
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%)
 
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho 21/05/2019
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho
 
RENDA FIXA  Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos 21/05/2019
RENDA FIXA Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos
 
O MERCADO, 2ª Feira: Ibovespa sobe a 91.946 pts (+2,17%); Dólar estável a R$ 4,103 20/05/2019
O MERCADO, 2ª Feira: Ibovespa sobe a 91.946 pts (+2,17%); Dólar estável a R$ 4,103
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.05. Programe seu Investimento 18/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 89.992 (-0,04%). Dólar sobe a R$ 4,10 (+1,61%) 18/05/2019
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 89.992 (-0,04%). Dólar sobe a R$ 4,10 (+1,61%)
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 16.05 e Programe seu Investimento 16/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.05 e Programe seu Investimento
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites