Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

25 de Junho de 2018 as 03:06:04



TALIBAN avança no Afeganistão com 77.000 combatentes



Taliban avança mais forte no Afeganistão, apesar dos bombardeios dos EUA
 
 
Um importante comandante afegão disse que 77 mil militantes do Taliban estão combatendo o governo do país - mais que o dobro das estimativas de autoridades dos EUA e do Afeganistão sobre a força dos insurgentes.
 
O aparente surto de militantes, embora refutado por alguns, também coloca em cheque a campanha de bombardeio dos EUA, que ampliou seu escopo desde março, informou Sputnik News.
 
"Está provado que 77.500 inimigos, dos quais 5.000 são combatentes estrangeiros e 3.000 são militantes do Daesh, estão realizando atividades contra a paz e estabilidade de nosso país", disse o general afegão Laal Jan Zaheer ao site Tolo News em 11 de junho.
 
Guerreiros Talibans, chamados de "insurgentes"
pelo governo dos EUA
 
A Resolute Support Mission da OTAN, no âmbito da qual os EUA operam no país, informou em janeiro que a determinação do número das forças do Taliban no Afeganistão é limitada a "avaliações informais e conjecturas, já que não há rastreamento formal ou um mecanismo de censo".
 
Em setembro de 2017, o Inspetor-Geral Especial para Reconstrução do Afeganistão (SIGAR) dos EUA observou que "havia entre 25.000 e 35.000 combatentes do Talibã no Afeganistão no final do trimestre".
 
No entanto, estimativas mais recentes, embora não oficiais, aproximam-se do enorme número 77.500 de Zaheer. Sputnik News noticiou em fevereiro que alguns oficiais militares dos EUA e do Afeganistão estavam avaliando a força do Talibã em pelo menos 60 mil.
 
No mesmo mês, Dawlat Waziri, então porta-voz do Ministério da Defesa do Afeganistão, disse ao site Stars & Stripes que entre 40 mil e 60 mil talibãs estão "sempre ativos" no país.
 
De acordo com um relatório de 1º de maio do SIGAR, os insurgentes controlaram, influenciaram ou contestaram 43,7% do país.
 
Em um discurso na sede da OTAN em Bruxelas na sexta-feira, o principal comandante dos EUA no Afeganistão, o general John Nicholson, declarou: "Os talibãs não estão mais lutando para ganhar novos territórios no Afeganistão. Eles estão lutando para infligir baixas e chamar atenção. Estão lutando para melhorar sua posição de barganha".
 
Mas no dia 12 de junho, não foi isso que aconteceu. Na província de Faryab, militantes invadiram o distrito de Kohistan e mataram seu governador, Abdul Rahman Panah, e mais de uma dúzia de soldados. Faryab foi contestada por mais de um ano e o Talibã reivindicou a responsabilidade por essa ofensiva, junto com outra na província de Sar-e Pul, que levou a vida de mais de uma dúzia de forças de segurança durante a noite.
 
Cinco oficiais de segurança também foram mortos terça-feira por um homem-bomba na província de Ghazni, no leste do país, no entanto, o Talibã não assumiu o atentado. Um porta-voz do governador de Ghazni, no entanto, culpou o grupo.
 
As incursões aconteceram apesar de um acordo de cessar-fogo entre o grupo insurgente e o governo afegão que aconteceria durante o feriado muçulmano de Eid al-Fitr (14 e 15 de junho), que celebra o fim do jejum do Ramadã, informou Sputnik News.
 
O governo afegão anunciou no sábado um cessar-fogo que durou entre 12 a 20 de junho. Os insurgentes disseram que o cessar-fogo não incluiria forças estrangeiras, inclusive americanas.
 
 


Fonte: Sputnik News. Chamada de Capa e subtítulos da Redação JF. Imagens de arquivo.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
12/11/2018
ELEIÇÕES EUA 2018 - "Estão tentando roubar duas grandes eleições na Flórida", afirma TRUMP
 
Imprensa internacional avalia reflexos de eleições nos EUA 07/11/2018
Imprensa internacional avalia reflexos de eleições nos EUA
 
08/11/2017
Imprensa Internacional avalia reflexos de Eleições nos Estados Unidos
 
ELEIÇÕES NOS EUA Republicanos deverão ter maioria no Senado e Democratas na Câmara 07/11/2018
ELEIÇÕES NOS EUA Republicanos deverão ter maioria no Senado e Democratas na Câmara
 
CHINA Em Xangai Exposição de Importações responde à Guerra Comercial de Trump 07/11/2018
CHINA Em Xangai Exposição de Importações responde à Guerra Comercial de Trump
 
BATATADA EGÍPCIA de Bolsonauro compromete negócios brasileiros com Egito e Comunidade Árabe 05/11/2018
BATATADA EGÍPCIA de Bolsonauro compromete negócios brasileiros com Egito e Comunidade Árabe
 
EUA ELEIÇÕES Eleitores vão às urnas escolher novo Congresso e governadores 05/11/2018
EUA ELEIÇÕES Eleitores vão às urnas escolher novo Congresso e governadores
 
CHINA ALERTA BOLSONARO: 30/10/2018
CHINA ALERTA BOLSONARO: "Não há razões para o Trump-Tropical romper relações com a China"
 
XI JINPING recebe empresariado da FIESP em Jantar após Alerta Chinês ao Governo Bolsonaro 04/11/2018
XI JINPING recebe empresariado da FIESP em Jantar após Alerta Chinês ao Governo Bolsonaro
 
RÚSSIA anuncia Retomada de Importação de Carne Brasileira 31/10/2018
RÚSSIA anuncia Retomada de Importação de Carne Brasileira
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009