Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

25 de Julho de 2018 as 01:07:39



RAQUEL DODGE pede ao STF urgência no julgamento de recurso contra GAROTINHO



Processo nebuloso contra Garotinho, tocado por procurador sob alegada suspeição e que contou com testemunho que teria sido tomado sob tortura do informante, pelo delegado da Polícia Federal, foi suspenso pelo ministro Ricardo Lewandowsky, do STF.
 
 
A PGR Procuradoria-Geral da República pediu ao STF Supremo Tribunal Federal, nesta 3ª feira, 24.07, rapidez no julgamento do recurso apresentado contra a decisão do ministro Ricardo Lewandowski que suspendeu, em abril, o andamento de uma ação penal da Justiça Eleitoral contra o ex-deputado federal pelo Rio de Janeiro Anthony Garotinho.
 
No processo, Garotinho foi condenado a 9 anos e 11 meses de prisão pelo crime de corrupção eleitoral, mas a defesa pediu a suspeição do promotor de Justiça responsável pelo caso durante a fase de apuração policial.
 
Após a Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro marcar o julgamento da apelação da defesa contra a condenação, Lewandowski suspendeu temporariamente a tramitação até o julgamento final do caso pelo Supremo. 
 
 
"Imediatamente"
 
Ao se manifestar sobre o caso, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o recurso contra a decisão de Lewandowski seja julgado imediatamente pela Corte em função do período eleitoral. Garotinho é pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PRP.
 
"Aqui, vale notar que, caso a 2ª Turma do STF venha a julgar o habeas corpus e o agravo interno apenas após a data do pleito eleitoral, Anthony Garotinho estará livre para disputar as eleições e, se eleito, poderá ser diplomado normalmente",
 
argumentou Raquel Dodge. 
 
 
Posição do pré-candidato: Juiz parcial, promotor suspeito e inexistência de prova
 
Em nota divulgada pela assessoria de Anthony Garotinho, o pré-candidato ao governo do Rio diz que a Operação Chequinho, que investigou suposto esquema de troca de votos envolvendo o programa social Cheque Cidadão, na eleição municipal dde 2016, é um jogo político.
 
"O promotor não poderia ter atuado no caso, já que é denunciado por mim desde 2015. Isso o coloca sob suspeição. Já o juiz, por sua vez, agiu com parcialidade, a ponto de destituir um advogado dativo nomeado por si mesmo",
 
afirma o texto. 
 
"Não existe sequer um favorecido do Cheque Cidadão dizendo que recebeu o benefício por meu intermédio",
 
diz o ex-governador.
 
Segundo Garotinho, houve ainda uma série de ilegalidades no decorrer do processo e um claro cerceamento de defesa.
 
"A delegada-chefe da Polícia Federal à época dos acontecimentos chegou a afirmar, em um depoimento tornado público recentemente, que o delegado da dita Operação Chequinho praticou uma série de irregularidades a fim de forçar depoimentos contra mim. Entre essas irregularidades, prisão de pessoas inocentes e tortura.” 
 


Fonte: Agência Brasil, com subtítuLo e chamada de capa da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
TSE nega participação de LULA em debate na Rede TV nesta 6ª feira 17/08/2018
TSE nega participação de LULA em debate na Rede TV nesta 6ª feira
 
TSE Ministro Barroso confirmado relator de registro da candidatura de LULA 17/08/2018
TSE Ministro Barroso confirmado relator de registro da candidatura de LULA
 
MARINA e MEIRELLES pedem ao TSE registro de candidatura à Presidência 16/08/2018
MARINA e MEIRELLES pedem ao TSE registro de candidatura à Presidência
 
PT registra candidatura de LULA no TSE com apoio de milhares em caravana a Brasilia 16/08/2018
PT registra candidatura de LULA no TSE com apoio de milhares em caravana a Brasilia
 
CIRO GOMES Debates antes da Reforma Tributária e da Previdência 15/08/2018
CIRO GOMES Debates antes da Reforma Tributária e da Previdência
 
HADDAD Reverter a Oligopolização do Sistema Bancário é Prioridade 15/08/2018
HADDAD Reverter a Oligopolização do Sistema Bancário é Prioridade
 
STF Denúncias baseadas apenas em delação devem ser rejeitadas, decide a 2ª Turma 15/08/2018
STF Denúncias baseadas apenas em delação devem ser rejeitadas, decide a 2ª Turma
 
STF retira de MORO trecho de delação sobre LULA e MANTEGA 15/08/2018
STF retira de MORO trecho de delação sobre LULA e MANTEGA
 
STJ Ministro autoriza deputado a deixar prisão para se candidatar 15/08/2018
STJ Ministro autoriza deputado a deixar prisão para se candidatar
 
GAROTINHO - Justiça cassa direitos políticos de Garotinho por 8 anos 27/07/2018
GAROTINHO - Justiça cassa direitos políticos de Garotinho por 8 anos
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009