Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

03 de Agosto de 2018 as 00:08:32



BR DISTRIBUIDORA Resultado no 2º Trimestre/2018 Números Fracos



BB-BI - BR DISTRIBUIDORA
 
Resultados no 2º Trimestre de 2018 
 
Números fracos oriundos dos impactos da greve dos caminhoneiros
 
5ª feira, 02.08.2018
 
A BR Distribuidora divulgou na 4ª feira, 01.08, seus resultados do 2T18 com menores volumes (-4,2% ano/ano) e menores margens (bruta e EBITDA). As despesas operacionais aumentaram 9,1% aa, afetadas por
 
(i)    provisões não recorrentes (bonificações e perdas de crédito),
(ii)   aumento de fretes e
(iii)  maiores despesas gerais e com pessoal. 
 
Do lado positivo, destacamos a robusta geração de caixa e a redução de 6% na relação Dívida Líquida, que atingiu 1,0x ND/EBITDA (-0,1x trimestre/trimestre), auxiliada pelo recebimento dos recebíveis da Eletrobras (R$ 304 milhões).
 
 
Varejo.
 
A BR registrou um menor volume de vendas (-3% aa), principalmente devido aos menores volumes de ciclo (-5% aa). Apesar do aumento da receita líquida (+ 21% ano/ano), a margem bruta caiu 3% aa e 21% trimestre/trimestre, afetada por perdas de estoque relacionadas à greve dos caminhoneiros, margens menores e pior mix (mais etanol em vendas). O impacto da greve nos estoques, segundo a empresa, chegou a R$ 110 milhões.
 
O destaque negativo é a queda na margem EBITDA para R$ 58/m3, -10% aa, decorrente das margens de comercialização mais baixas e maiores SG & A (+ 6% ano/ano).
 
 
Grandes consumidores.
 
Neste segmento, o volume de vendas caiu 9% ano/ano com base na redução nas vendas de diesel e no menor despacho das usinas termelétricas. O lucro bruto caiu 25% ano/ano, afetado por menores vendas de margem, perdas de estoque e vendas inferiores de diesel e óleo combustível para usinas termelétricas. O impacto da greve nos estoques, segundo a empresa, atingiu R$ 90 milhões, comprimindo a margem EBITDA para R$ 33/m³, -47% ano/ano.
 
 
Aviação.
 
Mais uma vez, esse segmento foi o destaque positivo nos resultados da empresa. Com um aumento de 7% no volume de vendas e um aumento de 53% aa no lucro bruto, a empresa apresentou uma margem EBITDA de R$ 129/m³, +135% ano/ano. Por trás desses números, houve crescimento das margens, devido ao reajuste de contratos e câmbio favorável.
 
 
Outras.
 
Apesar da queda de 7% ano/ano nos volumes vendidos, a receita líquida aumentou 10,6% ano/ano. O lucro bruto disparou 46% ano/ano, devido à maior margem do coque verde de petróleo, resultando em uma margem bruta de 16,8%, +410 pp ano/ano.
 
As despesas com vendas, gerais e administrativas diminuíram 4,6% aa, em conjunto com as maiores margens, levando a um aumento de 115% no EBITDA.
 
 
Opinião do analista.
 
A BR apresentou números fracos no 2T, apesar dos números robustos nos segmentos de Aviação e Outros. O impacto da greve totalizou R$ 200 milhões no consolidado (relacionado a perdas com estoques, devido à redução de R$ 0,46/ litro nos preços do diesel), além de menor volume de vendas e maiores custos.
 
A queda na margem EBITDA nos segmentos de Varejo e Grandes clientes pode levar os investidores a questionarem a recorrência desses níveis de margem à frente, especialmente no contexto atual de maior competição no segmento.
 
 
Market Perform.  Por enquanto, mantemos a recomendação do Market Perform e o Preço Alvo/2018 de R$ 23,00.
 
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do desempenho da BR DISTRIBUIDORA no 2º trimestre/2018, elaborado por DANIEL COBUCCI, CNPI, Analista Senior, do  BB Investimentos.
Tradução: Redação do Jornal Franquia.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: .DANIEL COBUCCI, CNPI, Analista Senior, do BB Investimentos. TRADUÇÃO: Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa sobre 0,99%. Dólar sobe a R$ 3,884 14/12/2018
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa sobre 0,99%. Dólar sobe a R$ 3,884
 
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobre 0,65%. Dólar cai a R$ 3,857 13/12/2018
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobre 0,65%. Dólar cai a R$ 3,857
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 11.12 Programe seu Investimento 11/12/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 11.12 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira: Ibovespa sobre 0,59%, Dólar cai a R$ 3,913 11/12/2018
O MERCADO 3ª feira: Ibovespa sobre 0,59%, Dólar cai a R$ 3,913
 
O MERCADO, 6ª feira: Temor de Recessão fez Ibovespa sucumbir às Quedas das Bolsas em NY 08/12/2018
O MERCADO, 6ª feira: Temor de Recessão fez Ibovespa sucumbir às Quedas das Bolsas em NY
 
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa fecha em 88.846 pts (-0,22%). Dólar sobe a R$ 3,880 06/12/2018
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa fecha em 88.846 pts (-0,22%). Dólar sobe a R$ 3,880
 
PAPEL E CELULOSE - Análise do Desempenho das Empresas do Setor na Bolsa e Prognósticos 06/12/2018
PAPEL E CELULOSE - Análise do Desempenho das Empresas do Setor na Bolsa e Prognósticos
 
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e NY 06/12/2018
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e NY
 
O MERCADO na 3ª feira: Baixa Global por Temores de Recessão nos EUA 05/12/2018
O MERCADO na 3ª feira: Baixa Global por Temores de Recessão nos EUA
 
ULTRAPAR Resultado no 3º Trimestre/2018: Neutro. Alguma Recuperação a Caminho 04/12/2018
ULTRAPAR Resultado no 3º Trimestre/2018: Neutro. Alguma Recuperação a Caminho
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009