Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

08 de Agosto de 2018 as 22:08:55



MARCOPOLO Resultado no 2º Timestre/2018: Positivo



MARCOPOLO - Resultados no 2º Timestre/2018
 
Margens Operacionais Beneficiadas pela Variação Cambial; Positivo
 
A Marcopolo divulgou em 06.08, números robustos para o segundo trimestre, marcados por fortes exportações positivamente influenciadas pelo câmbio, bem como pela expansão dos volumes de produção nos segmentos urbanos e micros. 
 
A receita externa foi responsável por 68,3% das vendas totais da Marcopolo no período e apresentou um desempenho expressivo (+64,3 a/a), refletindo a valorização do dólar e o aumento do volume exportado (+9,8% a/a) devido às iniciativas estratégicas da companhia, principalmente, no segmento urbano no continente africano. Apesar da greve dos caminhoneiros, as receitas no mercado interno continuam mostrando uma recuperação gradual. 
 
Observamos um resultado positivo, com crescimento de 20,4% a/a no 2T18, impulsionado pelo alto desempenho no segmento rodoviário (+ 57,6% a/a). Desta forma, a receita líquida consolidada atingiu R$ 1.091,3 milhões, com crescimento de 47,3% a/a.
 
Uma vez que maiores volumes de vendas contribuíram para uma diluição do CPV sobre as receitas, a margem bruta da companhia alcançou a 17,0% (+2,1 p.p.). O mesmo aconteceu com as despesas gerais e administrativas, que representaram 4,0% da receita líquida, ante 5,5% no mesmo período do ano passado. 
 
No entanto, o resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 70,3 milhões, contra R$ 4,7 milhões no 2T17, devido a um impacto significativo da variação cambial. Assim, a Marcopolo encerrou o trimestre com lucro líquido de R$ 23,3 milhões (-10,4% a/a). O EBITDA consolidado atingiu R$ 107,7 milhões, 31,8% superior à estimativa de consenso da Bloomberg de R$ 81,7 milhões enquanto a margem EBITDA subiu para 9,9%, contra 6,4% no 2T17 (+3,5 p.p.). 
 
Quanto à alavancagem, no 2T18, a companhia atingiu dívida líquida de R$ 519 milhões (excluindo o Banco Moneo), o que representa uma relação dívida líquida para o EBITDA acumulado nos últimos 12 meses de 2,2x, possibilitando boas condições para a participação em eventuais oportunidades no setor. Assim, esperamos uma avaliação positiva nos próximos pregões.
 
 
Implicações de investimento.
 
Nós observamos um cenário positivo para a Marcopolo no longo prazo, dado o contínuo processo de renovação da frota brasileira de ônibus, bem como a forte expansão dos mercados emergentes, considerando a representativa presença global da companhia. 
 
No entanto, acreditamos que nosso preço-alvo incorpora de maneira justa os fundamentos atuais da empresa e, por enquanto, mantemos nossa visão otimista com a recomendação do Market Perform e o preço-alvo de R$ 4,60 para 2018. 
 
Além disso, há alguns resultados que podem agregar valor adicional, como possíveis operações de M&A, considerando seu histórico positivo e uma situação financeira sólida, que a possibilita se beneficiar de oportunidades no mercado automotivo, tanto em termos de volumes de vendas como em melhorias no mix de produtos. Os riscos de downside para nossa tese de investimento estão relacionados a
 
(i)   crescimento mais lento do que o esperado da economia doméstica, 
(ii) depreciação do dólar, que pode pressionar a receita das unidades no exterior, 
(iii) aumento da concorrência e 
(iv) potenciais aumentos preços das matérias-primas, levando à pressão das margens.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do desempenho da empresa MARCOPOLO no 2º trimestre/2018, elaborado por VIVIANE SILVA, Analista, do BB Investimentos.
 
 
 
C

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Viviane Silva Analista, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento 25/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015 24/05/2019
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015
 
NATURA & CO.  Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON 23/05/2019
NATURA & CO. Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON
 
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470 23/05/2019
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470
 
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações 23/05/2019
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações
 
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040 22/05/2019
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento 22/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%) 21/05/2019
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%)
 
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho 21/05/2019
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho
 
RENDA FIXA  Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos 21/05/2019
RENDA FIXA Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites