Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia

18 de Agosto de 2018 as 01:08:07



ANÁLISE DE CENÁRIO: PIB mensal normaliza em junho



Macro Brasil, 14.08.2018
 
PIB mensal normaliza em junho
 
• O PIB mensal Itaú Unibanco (PM-Itaú) avançou 1,4% em junho, na comparação mensal dessazonalizada, voltando para o nível de abril, antes da paralisação dos caminhoneiros. Ante o mesmo mês do ano anterior, o indicador avançou 1,6%.
 
• No 2T18, o PM-Itaú avançou 0,5% ante o 1T18, resultado ligeiramente superior à nossa projeção para o crescimento do PIB no mesmo período (0,3%).
 
• Para julho, com base em indicadores coincidentes já divulgados, projetamos, por ora, ligeira queda mensal dessazonalizada de 0,2% do PM-Itaú.
 
PIB mensal volta ao mesmo nível de abril
 
O PIB mensal Itaú Unibanco avançou 1,4% em junho ante maio, após ajuste sazonal. Com o resultado, o indicador voltou ao nível de abril (anterior à paralisação dos caminhoneiros), porém sem compensar o que deixou de ser produzido em maio. Na comparação ante o mesmo mês do ano anterior, o indicador apresentou alta de 1,6%.
 
No 2T18 o indicador apresentou crescimento dessazonalizado de 0,5% ante o 1T18, resultado ligeiramente
superior à nossa projeção para o crescimento do PIB no mesmo período (0,3%).
 
Analisando os principais indicadores mensais, temos um quadro de normalização. A produção industrial voltou aos patamares anteriores à paralização dos caminhoneiros, mas sem compensar as perdas de maio; a receita real do setor de serviços compensou parte das perdas (ou seja, apresentou valor ligeiramente acima do observado em abril), e as vendas no varejo (no conceito ampliado) cresceram em junho, mas sem voltar ao mesmo nível de abril.
 
Nove dentre os treze componentes do PIB mensal apresentaram avanço mensal dessazonalizado em junho. As maiores altas foram observadas nos dois componentes que mais recuaram em maio: serviços de transporte avançaram 11,0% e a indústria de transformação avançou 8,6% (após recuarem 8,2% e 6,6%, respectivamente, em maio)
 
Para julho, com base em indicadores coincidentes já divulgados, projetamos, por ora, ligeira queda mensal dessazonalizada de 0,2% do PM-Itaú.
 
Cabe ressaltar que revisamos a metodologia de cálculo do nosso indicador mensal de atividade econômica no final de 2017. A série revisada possui maior correlação com o PIB trimestral divulgado pelo IBGE. Para metodologia completa, ver o relatório Revisão na série do PIB mensal Itaú Unibanco.
 
Artur Manoel Passos
Alexandre Gomes da Cunha
 
 
Confirano anexo a íntegra do relatório preparado pelos economistas do departamento de Pesquisa Macro econômica do Itaú,
Mário Mesquita, economista chefe

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: Depto Pesquisa Macro Econômica do ITAÚ Artur Manoel Passos e Alexandre Gomes da Cunha





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
AGROPECUÁRIA  Valor da produção atinge R$ 565,6 Bilhões 26/09/2018
AGROPECUÁRIA Valor da produção atinge R$ 565,6 Bilhões
 
DESEMPREGO derruba arrecadação da Previdência Social em R$ 15 bilhões 21/09/2018
DESEMPREGO derruba arrecadação da Previdência Social em R$ 15 bilhões
 
CÂMBIO Dólar fecha semana com maior queda acumulada desde julho/2017 21/09/2018
CÂMBIO Dólar fecha semana com maior queda acumulada desde julho/2017
 
REMESSAS DO EXTERIOR Brasileiros poderão receber diretamente em Reais 21/09/2018
REMESSAS DO EXTERIOR Brasileiros poderão receber diretamente em Reais
 
BACEN mantém Selic em 6,5% ao ano 19/09/2018
BACEN mantém Selic em 6,5% ao ano
 
O MERCADO na 5ª feira: Ibovespa estável em 78.116 pts; Dólar cai a R$ 4,0749 20/09/2018
O MERCADO na 5ª feira: Ibovespa estável em 78.116 pts; Dólar cai a R$ 4,0749
 
ELETROBRAS adia leilão da Amazonas Distribuidora 20/09/2018
ELETROBRAS adia leilão da Amazonas Distribuidora
 
OCDE reduz para 1,2% previsão de crescimento do PIB do Brasil 20/09/2018
OCDE reduz para 1,2% previsão de crescimento do PIB do Brasil
 
CÂMBIO Dólar recua e fecha a R$ 4,0717 20/09/2018
CÂMBIO Dólar recua e fecha a R$ 4,0717
 
AGRONEGÓCIO Cenário Econômico Fraco e Questões Políticas 19/09/2018
AGRONEGÓCIO Cenário Econômico Fraco e Questões Políticas
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009