Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

20 de Agosto de 2018 as 21:18:00



O MERCADO na 2ª feira: Alta em Dia de Vencimento de Opções, favorecida pelo Mercado Externo



Diário de Mercado na 2ª feira, 20.08.2018
 
Alta em dia de vencimento de opções, favorecida por mercado externo positivo
 
Comentário.
 
Mesmo em meio às incertezas do cenário eleitoral com a divulgação de novas pesquisas de intenção de voto, o Ibovespa teve avanço modesto nesta segunda-feira, após amargar três quedas consecutivas.
 
O dia positivo nos principais mercados acionários pelo mundo colaborou para o melhor desempenho doméstico, ante alívio nas tensões comerciais entre EUA e China.
 
Já os mercados de câmbio e juros foram afetados negativamente pela intensificação da cautela derivada da indefinição eleitoral. O dólar atingiu sua maior cotação em mais de dois anos e encerrou valendo R$ 3,9570, ao passo que os contratos de juros futuros se elevaram de forma generalizada. 
 
Ibovespa
 
Em linha com o bom desempenho do exterior, o Ibovespa passou a operar em campo positivo no início da tarde e encerrou com ligeiro avanço. O setor de siderurgia, ao lado da Vale e de papeis com forte correlação com o câmbio – Suzano e Fibria – lideraram os ganhos do índice na sessão. Na outra ponta, Estácio e Eletrobrás recuaram firmemente.
 
O Ibovespa findou aos 76.327 pts (+0,39%), ainda recuando 0,61% em agosto e 8,24% em 2018. Em 12 meses acumula avanço de 2,61%. O giro financeiro preliminar da B3 foi de R$ 17,59 bilhões, sendo R$ 9,24 bilhões no mercado à vista e 7,95 bilhões em opções – sendo R$ 2,69 bilhões em opções de compra e R$ 5,27 bilhões em venda.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 16 (último dado disponível), houve ingresso líquido de R$ 7,111 milhões em capital estrangeiro da bolsa, acumulando agora saldo positivo de R$ 534,177 milhões em agosto. Em 2018, o saldo de recursos estrangeiros situa-se em R$ 5,616 bilhões negativo.  
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou que o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) subiu a 53,3 pontos em agosto versus 50,2 pts em julho. Mas, mesmo melhorando 3,1 pts, ainda ficou abaixo do dado de 55,5 apurado em maio último. Apesar disto, um número acima de 50 significa um avanço no otimismo.
 
A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,682 bilhão, acumulando saldos positivos de US$ 2,753 bilhão em agosto (até dia 19), bem como US$ 37,789 bilhões em 2018.
 
Os dados favoráveis do mês, em relação a agosto do ano passado, são o crescimento de 11,2% na média diária das exportações, e avanço de 20,9% na média diária das importações.
 
Câmbio e CDS
 
O comportamento no dia foi impactado tanto pela dinâmica de elevação do dólar no mercado internacional, bem como por uma pesquisa eleitoral divulgada hoje para a Presidência da República e considerada não favorável pelo mercado, se aproximando da cotação de R$ 4,00.
 
Assim, a trajetória ascendente inicial adveio do mercado externo, ganhando mais ímpeto na parte da tarde, após os agentes digerirem os números divulgados na pesquisa da corrida presidencial, chegando a máxima de R$ 3,9690 – ultrapassando o recente pico de R$ 3,9670 do dia 7 de junho de 2018.
 
O dólar comercial encerrou cotado a R$ 3,9570 (+1,10%) – na maior cotação desde 29/02/2016, de R$ 3,9980, passando a acumular 5,38% no mês, 19,37% no ano e 25,82% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil de 5 anos subiu a 245 pts versus 241 pts da 6ª feira.
 
Juros
 
A movimentação altista do mercado de juros futuro foi influenciada pelo comportamento de desvalorização do real no mercado cambial doméstico no dia. A curva da estrutura a termo da taxa de juros se elevou como um todo, com destaque para as altas de sua parte média para longa, entre o DI Jan/21 e o DI Jan/25.
 
Semana de 20 a 24 de agosto
 
No Brasil, balança comercial semanal, confiança industrial CNI, criação de empregos (CAGED), confiança do consumidor (FGV) e IPCA-15. No exterior, nos EUA, FOMC - ata da última reunião, PMI manufatura e pedidos de bens duráveis. PMIs também saem na Alemanha, França e Zona do Euro, além do Japão. Na Alemanha, o dado  final do PIB do 2T. 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 2ª feira, 20.08.2018, elaborado por RICARDO VIEITES, CNPI, HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T,  e RAFAEL REIS, CNPI-P, todos do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RICARDO VIEITES, CNPI, e HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, ambos do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir    Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


 Outras notícias.
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405 21/09/2018
O MERCADO na 6ª feira: IBOVESPA aproxima-se de 80.000 pontos. Dólar cai a R$ 4,0405
 
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130 19/09/2018
O MERCADO na 4ª feira Bolsa estável, Dólar cai a R$ 4,130
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento 19/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328 19/09/2018
O MERCADO 3ª feira Bolsa sobe 1,99% Dólar sobe a R$ 4,1328
 
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019 18/09/2018
EZTEC Atualização da Projeção de Preço da Ação em Bolsa para 12/2019
 
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129 17/09/2018
O MERCADO na 2ª feira: Bolsa sobe 1,8%. Dólar cai a R$ 4,129
 
RENDA FIXA  Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018 15/09/2018
RENDA FIXA Análise Semanal de Mercado em 10.07.2018
 
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos 15/09/2018
VAREJO Relatório Setorial de Setembro/2018 do BB Investimentos
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento 15/09/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.09 Programe seu Investimento
 
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669 15/09/2018
O MERCADO na 6ª feira Pregão Otimista não apaga perdas da semana. Dólar cai a R$ 4,1669
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009