Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

09 de Outubro de 2018 as 16:10:08



TELEFONIA FIXA no País tem redução de 4,42%



Telefonia fixa no país tem redução de 4,42% em 12 meses
 
 
O número de linhas telefônicas fixas no país apresentou uma redução de 4,42% em 12 meses. De acordo com os dados divulgados nesta 3ª feira, 09.10, pela ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações, o Brasil registrou 39.112.393 linhas fixas em operação no mês de agosto de 2018, o que representa 1.810.123 linhas a menos do que o registrado em agosto do ano passado. Em relação ao mês anterior, agosto apresentou diminuição de 233.113 unidades, redução de 0,59% no número de linhas.
 
Do total de linhas fixas, 16.711.948 foram registradas pelas autorizadas e 22.400.445 pelas concessionárias. Em 12 meses, as autorizadas tiveram redução de 207.086 linhas, queda de 1,22% e as concessionárias perda de 1.603.037 linhas, menos 6,68%. Na comparação com julho deste ano, houve diminuição de 80.264 linhas, queda de 0,48% entre as autorizadas e nas concessionárias a redução foi de 152.849 linhas, menos 0,68%.
 
Empresas
A Claro é a empresa que lidera o mercado das autorizadas com 10.607.185 linhas, o que representa uma fatia de 63,47% de participação. Em seguida vem a Telefônica com 4.422.542 de linhas e fatia de 26,46%; Telecom Itália (TIM) com 767.060 linhas e 4,59% do mercado; Algar (CTBC Telecom) com 421.146 e participação de 2,52% e a Oi que com 171.645 de linhas tem 1,03% do mercado.
 
A empresa, por sua vez, lidera no segmento das concessionárias, com 12.684.520 linhas e 56,63% do mercado. Em seguida vem a Telefônica com 8.800.959 de linhas e 39,29%; depois a Algar com 754.594 linhas e 3,37% de participação. A Sercomtel vem em quarto com 158.515 linhas e 0,71% e a Claro aparece com 1.857 linhas e 0,01% do mercado.
 
Estados
 
No mês de agosto, entre as autorizadas, o estado de São Paulo manteve o maior quantitativo de linhas fixas com 5.650.847 unidades, uma participação de 33,81%. Em seguida vem o Rio de Janeiro com 1.987.545 e 11,89%. A mesma situação se mantém entre as concessionárias, com São Paulo apresentando 8.980.886 linhas, 40,09% do total e o Rio de Janeiro com 2.540.089 linhas e 11,34%.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil 21/05/2019
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil
 
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar 19/05/2019
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar
 
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial 18/05/2019
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial
 
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento 18/05/2019
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento
 
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro 16/05/2019
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro
 
ATA DO COPOM  Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic 15/05/2019
ATA DO COPOM Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic
 
PIB Mensal recua em março 15/05/2019
PIB Mensal recua em março
 
PIBINHO DO GUEDES  Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC 15/05/2019
PIBINHO DO GUEDES Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC
 
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores 15/05/2019
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores
 
AZUL oferece US$ 145 milhões para comprar parte da AVIANCA 13/05/2019
AZUL oferece US$ 145 milhões para comprar parte da AVIANCA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites