Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

Terça-Feira, Dia 09 de Outubro de 2018 as 22:10:02



O MERCADO 3ª feira: Ibovespa estável. Dolár cai a R$ 3,715



Diário de Mercado na 3ª feira, 09.10.2018
 
Dia de mais posicionamentos estratégicos aguardando pesquisa   
 
Comentário
 
O Ibovespa terminou literalmente estável (0,00%), com robusto volume financeiro, após sucessivos recordes de giro financeiro e de acumular ganhos de 8,5% no mês.
 
Hoje, os investidores estiveram efetivamente fazendo ou aumentando alocações táticas em ativos de acordo com suas percepções do desfecho eleitoral no Brasil, enquanto aguardam a primeira pesquisa eleitoral do 2º turno para a Presidência da República do Brasil – cujo pleito está marcado para o próximo dia 28 de outubro.
 
Já o dólar comercial prosseguiu em trajetória declinante, em movimento similar ao risco-país mensurado pelo CDS 5 anos do Brasil. Já nos juros futuros, a sua curva de estrutura a terno tornou a sofrer firme ajuste para baixo em toda a sua extensão.   
 
Ibovespa.
 
Após avanço de mais de 4% na véspera, o índice passou parte da manhã em terreno negativo, em um movimento de realização. Na parte da tarde tornou avançar, mas encerrou no mesmo patamar do dia anterior (0,0%). Petrobras, Vale e Ultrapar foram os destaques entre as maiores altas. Na outra ponta, Cielo e Ambev registraram forte recuo.
 
O Ibovespa fechou aos 86.087 pts (+0,00%), seguindo com alta de 8,50% no mês, 12,68% no ano e de 13,68% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 17,531 bilhões, sendo cerca de R$ 16,848 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 5 (último dado disponível), houve saída líquida de R$ 198,519 milhões em capital estrangeiro na bolsa, mas outubro ainda acumula saldo positivo de R$ 541,325 milhões. Em 2018, há entrada líquida de R$ 835,924 milhões.  
 
Agenda Econômica
 
No Brasil, o IPC da Fipe, medida de inflação na cidade de São Paulo, avançou 0,43% na primeira quadrissemana de outubro, acelerando ligeiramente ante a última quadrissemana de setembro (+0,39%) – praticamente em linha com o consenso de 0,42%.
 
Dentre os grupos de maior peso, Alimentação e Transportes avançaram na comparação com a última leitura, o primeiro avançou de 0,08% para 0,53%, ao passo que o segundo saiu de 0,97% para 1,04%. Já o grupo Habitação desacelerou de 0,23% para 0,15% na primeira quadrissemana de outubro. 
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) avançou na abertura, mas a reversão veio logo nos primeiros minutos da sessão, dali em diante a divisa desvalorizou paulatinamente até o fim da sessão. No exterior, o desempenho da divisa norte-americana foi misto, já o real esteve entre os melhores desempenhos.
 
A moeda findou cotada a R$ 3,7150 (-1,28%), acumulando queda de 3,63% na semana e de 8,27% no mês, já no ano, a divisa acumula ganhos de 12,07% e de 16,60% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil de 5 anos recuou a 226 pts, ante 229 pts da véspera.
 
Juros.
 
O otimismo dos investidores seguiu ditando o movimento dos juros nesta terça-feira. As taxas já operavam em baixa na sessão quando renovaram mínimas a caminho do fim do pregão, acompanhando também a queda do dólar.
 
Os maiores ajustes ocorreram nas seções intermediária e longa da curva, alguns contratos recuaram mais de 20 pontos base, a exemplo dos DIs para janeiro de 2021 e 2025.   
 
Para a semana.
 
No Brasil, destaque para os dados do varejo do IBGE na 5ª feira., 12.10. No exterior, ganham relevo a produção industrial da França e Reino Unido (ambas no dia 10). Ademais, a inflação ao consumidor norte-americano e a balança comercial chinesa na 5ª feira, 10.10, estarão no radar dos investidores.  
  
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 09.102018, elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T e RICARDO VIEITES, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON ALVES, CNPI-T e RICARDO VIEITES, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil 21/05/2019
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil
 
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar 19/05/2019
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar
 
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial 18/05/2019
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial
 
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento 18/05/2019
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento
 
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro 16/05/2019
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro
 
ATA DO COPOM  Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic 15/05/2019
ATA DO COPOM Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic
 
PIB Mensal recua em março 15/05/2019
PIB Mensal recua em março
 
PIBINHO DO GUEDES  Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC 15/05/2019
PIBINHO DO GUEDES Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC
 
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores 15/05/2019
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores
 
AZUL oferece US$ 145 milhões para comprar parte da AVIANCA 13/05/2019
AZUL oferece US$ 145 milhões para comprar parte da AVIANCA
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites