Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

01 de Novembro de 2018 as 02:11:50



O MERCADO 4ª feira Ibovespa sobe a 87.423pts, Próximo a Recorde



Diário de Mercado na 4ª feira, 31.10.2018
 
Bolsa fecha acima dos 87 mil pts e se aproxima de recorde
 e Dólar sobe a R$ 3,728 (+0,95%)
 
 
Comentário.
 
Os principais mercados acionários pelo mundo fecharam em alta no último pregão de outubro, voltando a beneficiar os mercados domésticos. Por aqui, os investidores seguiram monitorando as sinalizações dos principais membros do governo eleito, vendo-as, via de regra, com otimismo.
 
À vista disso e a despeito da presente volatilidade na sessão, o Ibovespa subiu 0,62%, aos 87.423 pts, segunda maior pontuação histórica de fechamento. Dando continuidade ao rali da véspera, quando avançou mais de 3,6%.
 
Outubro encerra-se com expressivos ganhos na bolsa, de 10,2%. Já no mercado de câmbio, o dólar se fortaleceu puxado pela alta global da moeda. A curva de juros encerrou com sinais mistos.
 
Alta na ponta longa alinhada ao dólar e ligeiros recuos na seção curta – em compasso de espera com a decisão do Copom, em que restou confirmada a expectativa dos economistas pela manutenção em 6,5%.      
 
Ibovespa.
 
O principal índice doméstico iniciou a sessão em firme alta, chegando a registrar valorização de mais de 1,3% na máxima intradiária. Perdeu força e navegou entre altas e baixas no decorrer do dia, encerrando ainda com avanço de 0,62%. Bancos e Petrobras recuaram e seguraram um melhor desempenho do índice. Já Vale e siderúrgicas lideraram na ponta positiva, acumulando fortes ganhos.
 
O Ibovespa fechou aos 87.423 pts (+0,62%), acumulando alta 10,19% no mês, 14,43% no ano e de 17,65% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 18,1 bilhões, sendo cerca de R$ 17,4 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 29 (último dado disponível), houve retirada líquida de capital estrangeiro em R$ 1,0 bilhão da bolsa, aprofundando o saldo negativo em outubro para R$ 7,0 bilhões. Em 2018, o saldo de capital estrangeiro é negativo em R$ 6,7 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, em linha com amplo consenso entre os economistas, o Copom manteve a taxa básica em 6,5% – sua mínima histórica. 
 
Nos EUA o ADP apontou a criação de 227 mil empregos no setor privado em outubro, acima das previsões dos analistas de 194 mil vagas.
 
Câmbio e CDS.
 
Pressionado tanto pela formação da última Ptax do mês como pela forte criação de vagas no setor privado norte-americano – fato último que fortaleceu a divisa norte-americana de maneira generalizada no exterior – o dólar comercial (interbancário) oscilou em campo de alta durante quase toda a sessão. Na máxima intradiária a moeda chegou a valer R$ 3,7440, apresentando arrefecimento a caminho do fim.
 
O dólar encerrou a sessão em alta cotado a R$ 3,7280 (+0,95). Acumulando uma queda de -7,95% no mês, já no ano, a divisa acumula ganhos de +12,46% e de 13,97% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil de 5 anos caiu a 204 pts, ante 205 da véspera.
 
Juros.
 
Os juros futuros encerraram a sessão com alta moderada na ponta longa, acompanhando a apreciação do dólar.
 
Já os vértices de curto prazo registraram ligeiros recuos, ancorados nas perspectivas sobre a decisão do Copom desta 4ª feira, com consenso apontando para a manutenção da Selic em 6,50%, o que se confirmou.
 
A taxa DI para janeiro de 2020 fechou em 7,19% em relação 7,17% da última sessão. Já o DI para janeiro de 2025 subiu para 9,83% frente 9,78% da última sessão.
 
Para quinta e sexta-feira.
 
Fechando a semana no Brasil, amanhã, 01.11, o IBGE divulgará a Produção Industrial de setembro. Nos EUA, 6ª feira, 02.11, haverá a divulgação do payroll, relatório de emprego da economia norte-americana.
 
Por fim, os PMIs Manufatura são também destaque com os números finais para outubro de China, EUA e Alemanha.                 
  
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 31.10.2018. elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T, e RICARDO VIEITES, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON ALVES, CNPI-T, e RICARDO VIEITES, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO 2ª Feira: Ibovespa cai 0,69%. Dólar sobe a R$ 3,764 (+0,7%) 19/11/2018
O MERCADO 2ª Feira: Ibovespa cai 0,69%. Dólar sobe a R$ 3,764 (+0,7%)
 
JBS  Resultados no 3º Trimestre/ 2018: Forte Geração de Caixa 17/11/2018
JBS Resultados no 3º Trimestre/ 2018: Forte Geração de Caixa
 
BANCO CENTRAL Sai ex-Diretor do ITAÚ, entra Diretor do Banco SANTANDER 17/11/2018
BANCO CENTRAL Sai ex-Diretor do ITAÚ, entra Diretor do Banco SANTANDER
 
MAHLE METAL LEVE Resultados no 3º trimestre/2018: Vendas Fortes 17/11/2018
MAHLE METAL LEVE Resultados no 3º trimestre/2018: Vendas Fortes
 
M DIAS BRANCO  Resultados do 3T18 e Atualização de Preços futuros das Ações 17/11/2018
M DIAS BRANCO Resultados do 3T18 e Atualização de Preços futuros das Ações
 
O MERCADO 6ª feira Ibovespa sobe 2,96% Dólar cai a R$ 3,738 17/11/2018
O MERCADO 6ª feira Ibovespa sobe 2,96% Dólar cai a R$ 3,738
 
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe 1,25% Dólar cai a R$ 3,783 14/11/2018
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe 1,25% Dólar cai a R$ 3,783
 
O MERCADO 2ª Feira: Ibovespa cai 0,14% a 85.524,7 pts. Dólar sobe a R$ 3,759 13/11/2018
O MERCADO 2ª Feira: Ibovespa cai 0,14% a 85.524,7 pts. Dólar sobe a R$ 3,759
 
O MERCADO 6ª feira: Ibovespa estável; Dólar cai R$ 3, 738 10/11/2018
O MERCADO 6ª feira: Ibovespa estável; Dólar cai R$ 3, 738
 
BRF - Resultado no 3º Trimestre/2018: Recuperação no Trimestre 10/11/2018
BRF - Resultado no 3º Trimestre/2018: Recuperação no Trimestre
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009