Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

04 de Dezembro de 2018 as 02:12:46



TAESA Resultado no 3ºTrimestre /2018 Queda da Receita Líquida, Alavancagem Estável



TAESA - Resultado no 3º trimestre/2018
 
Receita regulatória menor e impacto positivo do IGP-M sobre o IFRS
 
 
Na contabilidade regulatória, a receita líquida trimestral foi R$ 362,2 milhões (-12,5% t/t e -13,1 a/a), apresentando queda em função da redução em 50% da RAP das concessões: TSN, Novatrans, NTE e GTESA. No acumulado em 9M18, a receita líquida totalizou R$ 1.194,7 milhões (-7,3% a/a). 
 
Já no IFRS, a receita foi impulsionada pela correção monetária do ativo financeiro pelo maior IGP-M apurado no período, atingindo R$ 403,1 milhões no trimestre (14,8% t/t e 87,6% a/a) e R$ 1.071,1 milhões no acumulado em 9M18 (+49,5% a/a).
 
O total de custos de O&M e despesas administrativas sem depreciação apresentou redução de 1,1% t/t e de 4,4% a/a totalizando R$ 52,0 milhões, principalmente em função da redução nas despesas com pessoal de 3,3% t/t e 2,7% a/a.
 
As despesas de pessoal corresponderam por 59,1% do total de custos e despesas sem depreciação no trimestre. Assim, o EBITDA regulatório trimestral foi R$ 310,1 milhões (-14,2% t/t e -14,5% a/a), correspondendo a margem EBITDA de 85,6%.
 
O resultado de equivalência patrimonial adicionou R$ 42,9 milhões ao resultado do trimestre, -26,9% t/t e 3,8% inferior ao 3T17 em função da queda da RAP de algumas concessões da TBE: EATE e ETEP. 
 
No acumulado em 9M18, o resultado de equivalência patrimonial foi de R$ 155,9 milhões, 3,3% inferior ao 9M17. O resultado financeiro veio negativo em R$ 63,0 milhões, +33,1% a/a, com estabilidade da receita e aumento na despesa financeira devido ao maior endividamento indexado ao IPCA, que impactou negativamente as variações monetárias. 
 
O lucro líquido regulatório foi de R$ 212,3 milhões no trimestre (-22,0% t/t e -14,5% a/a), enquanto no IFRS o lucro líquido totalizou R$ 267,7 milhões, +3,3% t/t e +175,1% a/a, devido ao impacto do IGPM no período sobre a receita em IFRS.
 
Endividamento. 
 
O endividamento líquido consolidado atingiu R$ 2.248,3 milhões, levemente inferior ao último trimestre (-2,7% t/t) e 21,1% abaixo do 3T17, mantendo a alavancagem medida pela relação entre dívida líquida/EBITDA dos últimos doze meses praticamente estável em 1,6 vezes.
 
Dividendos. 
 
O conselho de administração da companhia aprovou a distribuição de R$ 245,1 milhões (R$ 0,71/unit) a título de dividendos intercalares, com base no resultado do 3T18, equivalentes a 91,6% do lucro líquido IFRS do período, e a um retorno de 3,1% em relação ao último fechamento da unit. O pagamento ocorrerá no dia 22 de novembro, com base na posição acionária de 9 de novembro de 2018.
 
Os investimentos em expansão totalizaram R$ 66,0 milhões no trimestre e R$ 95,4 milhões no acumulado no ano, direcionados aos 8 novos projetos em construção que devem adicionar R$ 584 milhões de RAP proporcional quando entrarem em operação. 
 
Avaliação. 
 
Em breve divulgaremos nosso preço-alvo atualizado para o fim de 2019, mantendo por enquanto o preço-alvo para o fim de 2018 em R$ 26,50 por ação e a recomendação Outperform.
 
 
Confira no anexo a integra do relatório de análise de desempenho da TAESA no 3º trimestre/2018, elaborado por RAFAEL DIAS, Analista Sênior do BB Investimentos
 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RAFAEL DIAS, Analista Sênior do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 11.12 Programe seu Investimento 11/12/2018
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 11.12 Programe seu Investimento
 
O MERCADO 3ª feira: Ibovespa sobre 0,59%, Dólar cai a R$ 3,913 11/12/2018
O MERCADO 3ª feira: Ibovespa sobre 0,59%, Dólar cai a R$ 3,913
 
O MERCADO, 6ª feira: Temor de Recessão fez Ibovespa sucumbir às Quedas das Bolsas em NY 08/12/2018
O MERCADO, 6ª feira: Temor de Recessão fez Ibovespa sucumbir às Quedas das Bolsas em NY
 
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa fecha em 88.846 pts (-0,22%). Dólar sobe a R$ 3,880 06/12/2018
O MERCADO 5ª feira: Ibovespa fecha em 88.846 pts (-0,22%). Dólar sobe a R$ 3,880
 
PAPEL E CELULOSE - Análise do Desempenho das Empresas do Setor na Bolsa e Prognósticos 06/12/2018
PAPEL E CELULOSE - Análise do Desempenho das Empresas do Setor na Bolsa e Prognósticos
 
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e NY 06/12/2018
O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e NY
 
O MERCADO na 3ª feira: Baixa Global por Temores de Recessão nos EUA 05/12/2018
O MERCADO na 3ª feira: Baixa Global por Temores de Recessão nos EUA
 
ULTRAPAR Resultado no 3º Trimestre/2018: Neutro. Alguma Recuperação a Caminho 04/12/2018
ULTRAPAR Resultado no 3º Trimestre/2018: Neutro. Alguma Recuperação a Caminho
 
TAESA Resultado no 3ºTrimestre /2018 Queda da Receita Líquida, Alavancagem Estável 04/12/2018
TAESA Resultado no 3ºTrimestre /2018 Queda da Receita Líquida, Alavancagem Estável
 
CNS   Resultado no 3º trimestre / 2018: Positivo 04/12/2018
CNS Resultado no 3º trimestre / 2018: Positivo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites
JORNAL FRANQUIA - Todos os direitos reservados 2009