Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 06 de Dezembro de 2018 as 00:12:53



O MERCADO 4ª feira: Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e NY



Diário do Mercado na 4ª feira, 05.12.2018
 
Ibovespa sobe mesmo com baixa na Europa e Nova York fechado 
 
Comentário.
 
As bolsas de Nova York não tiveram pregão em virtude do funeral e homenagens hoje ao presidente George H. W. Bush (41º presidente norte-americano), falecido no último dia 30 de novembro, aos 94 anos.
 
A divulgação do livro bege pelo Fed, com as condições atuais da economia, reportou crescimento moderado para o setor industrial – vale lembrar que todos os efeitos da chamada “guerra comercial” com a China podem ainda não ter sido totalmente incorporados.
 
Vale lembrar ainda a questão atual dos temores dos agentes em relação a dita “inversão da curva”, com a rentabilidade se estreitando entre os título do Tesouro dos EUA de 10 anos e de 2 anos se estreitando – que poderia significar uma sinalização de recessão futura.
 
Mesmo sem Wall Street, que reduziu significativamente a liquidez doméstica, O Ibovespa oscilou na maior parte do dia em campo positivo, mas não distante da estabilidade e consumando a alta somente nos quinze minutos finais.
 
O anúncio do plano de negócios da Petrobras foi o destaque do dia, mas sem notícias novas em relação ao acordo com o governo acerca da cessão onerosa, que pela proximidade do final do ano, poderá ficar tão somente para 2019.
 
Ibovespa.
 
Vale ressaltar que a baixa liquidez não deu consistência ao movimento de hoje. O índice abriu ascendente, mas logo perdeu forças e, basicamente, operou com pequeno ganho ao longo do pregão, apesar de ter entrado levemente em campo negativo algumas vezes, em movimento capitaneado pela ações da Petrobras e do setor de bancos.
 
Nos minutos finais, o Ibovespa avançou e encerrou aos 89.039 pts (+0,47%), acumulando -0,52% na semana (e no mês), +16,54% no ano e +22,74% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 8,682 bilhões, sendo R$ 8,229 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 3 de dezembro (último dado disponível) ocorreu ingresso de capital estrangeiro de R$ 1,203 bilhão, após ter encerrado novembro com saída de R$ 3,603 bilhões. Em 2018, o saldo negativo de capital estrangeiro situa-se em R$ 8,7 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o PMI do setor de serviços passou de 50,5 pontos em outubro para 51,3 pontos em novembro, segundo os dados da IHS Markit. O resultado é considerado o maior dos últimos nove meses, marcando o segundo mês consecutivo em que o índice ultrapassa a marca dos 50 pontos, assinalando um crescimento nos negócios.
 
O PMI que engloba o setor industrial também obteve um aumento no mês de novembro, passando de 50,5 pontos em outubro para 51,6 pontos em novembro, atingindo o maior resultado em nove meses.
 
Câmbio e CDS.
 
O Banco Central informou que no mês de novembro o fluxo cambial denotou  que a saída de dólares superou o ingresso em US$ 6,6 bilhões, sendo a maior retirada de dólares do país desde dezembro de 2017, quando US$ 9,331 bilhões deixaram o País.
 
O dólar comercial (interbancário) findou cotado em R$3,8670 (+0,31%), acumulando +0,23% na semana (e no mês) +16,65% no ano e +19,54% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil de 5 anos subiu ligeiramente a 211 pts, ante 210 pts da véspera.
 
Juros 
 
Na sessão regular de hoje, os juros mais curtos apresentaram recuos, até o DI jan/23. A partir daí, tiveram mínimas variações positivas, praticamente estáveis.
 
O DI para janeiro de 2020 fechou em 6,94% frente 6,99% na véspera. O DI para janeiro de 2021 encerrou em 7,97% ante 8,01% de ontem. O DI para janeiro de 2023 caiu de 9,21% para 9,18%. Já o DI para janeiro de 2027 passou de 10,09% para 10,10%. 
 
Para a semana.
 
No Brasil: IGP-DI de novembro e IPCA de novembro. Nos EUA, Payroll e ADP de novembro, Livro Bege, PMIs da manufatura e serviços. Na Zona do Euro PIB, PMIs da manufatura e serviços e produção industrial. Finalmente na China, PMIs da manufatura e serviços (Caixin) e no Japão PMI da manufatura. 
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 4ª feira, 05.12.2018, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e WESLEY BERNABE, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, e WESLEY BERNABE, CNPI, ambos integrantes do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento 25/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015 24/05/2019
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015
 
NATURA & CO.  Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON 23/05/2019
NATURA & CO. Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON
 
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470 23/05/2019
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470
 
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações 23/05/2019
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações
 
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040 22/05/2019
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento 22/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%) 21/05/2019
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%)
 
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho 21/05/2019
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho
 
RENDA FIXA  Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos 21/05/2019
RENDA FIXA Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites