Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

07 de Janeiro de 2019 as 23:01:00



ARMAS DE FOGO Deputado quer desempoderamento da Polícia Federal



Decreto poderá aumentar prazo de registro
 
 
O presidente Jair Bolsonaro recebeu na tarde desta 2ª feira, 07.01, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) para discutir a proposta de elaboração de um decreto que regulamenta a posse de armas de fogo no Brasil. Fraga é relator projeto de flexibilização do Estatuto do Desarmamento em tramitação na Câmara.
 
Após o encontro, o parlamentar citou três aspectos do futuro decreto.
 
 
Anistia
 
Um deles se referem à concessão de anistia de armas irregulares no País, permitindo que o cidadão que tem arma em casa, sem registro ou com o documento vencido, faça o recadastramento.
 
 
Desempoderamento da PF e Validade do Registro
 
O texto deverá acrescentar, segundo Fraga, um dispositivo que vai tirar do delegado da Polícia Federal o poder de decidir se a pessoa poderá ou não obter a posse, e elevar o prazo de validade do registro da arma de 3 para 10 anos.
 
 
Mudanças
 
De acordo com o deputado, o decreto vai suprimir a necessidade comprovada para obtenção de posse de arma de fogo. Segundo ele, bastará o cidadão informar o motivo pelo qual deseja ter uma arma em casa. A justificativa não será mais um impeditivo.
 
“Se o delegado não for com a sua cara, ele pode dizer não porque esse requisito da necessidade comprovada é subjetivo, depende do arbítrio do delegado. Com o decreto, isso desaparece”.
 
Conforme o parlamentar, serão exigidos que o cidadão não tenha antecedentes criminais e aprovação em teste de aptidão psicológica.
 
Em seguida, o deputado ressaltou que houve uma mudança de comportamento a partir do estatuto do desarmamento, em 2003.
 
“No primeiro efeito do estatuto do desarmamento muita gente cadastrou suas armas. Tínhamos um universo de 6 milhões de armas cadastradas. A Polícia Federal tem 700 mil armas cadastradas. Ninguém renovou. O cadastramento é uma forma do governo saber quantas armas existem no Brasil, pelo menos as legalizadas”.
 
Previsão
 
Em entrevista na semana passada, Bolsonaro afirmou que o decreto sairá ainda em janeiro.
 
“Ali, na legislação diz que você tem que comprovar efetiva necessidade. Conversando com o [ministro da Justiça] Sergio Moro, estamos definindo o que é efetiva necessidade. Isso sai em janeiro, com certeza”,
 
disse na ocasião.
 
A legislação é clara ao distinguir posse e porte de arma. A posse de arma de fogo, tratada no futuro decreto, permite ao cidadão ter a arma em casa ou no local de trabalho. O porte, que não será contemplado nesse decreto, diz respeito à circulação com arma de fogo fora de casa ou do trabalho.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
THE INTERCEPT publica 3ª Rodada: Moro, o verdadeiro chefe da LavaJato 15/06/2019
THE INTERCEPT publica 3ª Rodada: Moro, o verdadeiro chefe da LavaJato
 
GENERAL SANTOS CRUZ bloqueou dinheiro para Olavo de Carvalho 15/06/2019
GENERAL SANTOS CRUZ bloqueou dinheiro para Olavo de Carvalho
 
THE INTERCEPT publica mais conversas comprometedoras em Moro e Força Tarefa LavaJato 15/06/2019
THE INTERCEPT publica mais conversas comprometedoras em Moro e Força Tarefa LavaJato
 
BOLSONARO critica decisão do STF de Criminalizar Homofobia 15/06/2019
BOLSONARO critica decisão do STF de Criminalizar Homofobia
 
BOLSONARO critica decisão do Senado de sustar decreto de armas 14/06/2019
BOLSONARO critica decisão do Senado de sustar decreto de armas
 
14/06/2019
FACADA Juiz Federal absolve Adélio Bispo. Bolsonaro irá recorrer da decisão.
 
ACOSSADO PELO INTERCEPT Moro alega 14/06/2019
ACOSSADO PELO INTERCEPT Moro alega "Descuido" nas mensagens
 
GLEISI HOFFMANN rechaça ataque desesperado do general HELENO 14/06/2019
GLEISI HOFFMANN rechaça ataque desesperado do general HELENO
 
MORO e DALLAGNOL são Mentirosos. E TV Globo os protege, acusa LULA 13/06/2019
MORO e DALLAGNOL são Mentirosos. E TV Globo os protege, acusa LULA
 
ANTES DA RUÍNA Gen. Santos Cruz deixa Secretaria de Governo; general RAMOS assume 13/06/2019
ANTES DA RUÍNA Gen. Santos Cruz deixa Secretaria de Governo; general RAMOS assume
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites