Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Colunistas

Quinta-Feira, Dia 07 de Fevereiro de 2019 as 00:02:02



COPOM mantem SELIC em 6,5% ao ano, pela 7ª vez



 
Nesta 4ª feira, 06.02, o COPOM Comitê de Política Monetária manteve em 6,5% ao ano SELIC, a taxa básica de jurosna primeira reunião do Comitê do ano, com a unanimidade de votos. 
 
Este é o menor nível da SELIC em toda sua série histórica, mantido nesta sétima reunião seguida do Comitê em que o Banco Central não alterou os juros básicos da economia.  A decisão era esperada pelos analistas do mercado financeiro.
 
Em sua nota, o COPOM revelou que diminuiu o risco de inflação em relação ao cenário externo, provocada por instabilidades na economia internacional, como a guerra comercial EUA-China e o BREXIT, que podem fazer a economia global desacelerar em 2019.
 
Inflação
 
O Banco Central se utilizada da gestão da SELIC como instrumento para  controlar a inflação medida pelo IPCA, o indicador oficial que registrou 3,75% em 2018.
 
A meta do COPOM para 2019 é 4,25%, e margem de tolerância de 1,5%, para cima e para baixo, o que significa que a inflação não poderá superar 5,75% ou ser inferior a 2,75%.
 
PIB
 
No último Relatório de Inflação, o BC projetava expansão da economia de 2,4% para este ano. Segundo o boletim Focus, os analistas econômicos preveem crescimento de 2,5% do PIB Produto Interno Bruto em 2019.
 


Fonte: da Redação JF, com informações do BC e da Agência Brasil





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
COPOM mantem SELIC em 6,5% ao ano, pela 7ª vez 07/02/2019
COPOM mantem SELIC em 6,5% ao ano, pela 7ª vez
 
INVESTIMENTOS - O Mercado na 3ª feira: Ibovespa estável em 72,150 pts. Dólar cai a R$ 3,1182 05/09/2017
INVESTIMENTOS - O Mercado na 3ª feira: Ibovespa estável em 72,150 pts. Dólar cai a R$ 3,1182
 
INVESTIMENTOS - BRADESCO - Resultado no 2º trimestre/2017: Conforme esperado 03/08/2017
INVESTIMENTOS - BRADESCO - Resultado no 2º trimestre/2017: Conforme esperado
 
01/09/2014
INFLAÇÃO - IPC-S acumula alta de 4,42% no ano; e 6,76% em 12 meses.
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites