Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sexta-Feira, Dia 08 de Fevereiro de 2019 as 20:02:50



O MERCADO na 6ª feira: Ibovespa sobe 0,99%. Dólar sobe a R$ 3,728



Diário do Mercado na 6ª feira, 08.02.2019
 
Bolsa recupera os 95 mil pts, mas amarga semana de perdas
 
Comentário.
 
Apesar do clima de pessimismo no mercado internacional, em razão das incertezas quanto aos desdobramentos da guerra comercial entre China e EUA e pelas perspectivas negativas quanto ao crescimento da Zona do Euro, a bolsa brasileira seguiu na contramão dos seus pares, operando em alta durante quase todo pregão e fechando com avanço de 1%.
 
Apesar da valorização no pregão, o Ibovespa encerrou a semana com perdas de 2,6%, oriundas da mais elevada cautela dos investidores em relação às dificuldades a serem enfrentadas pela agenda de reformas, bem como pela queda das ações da Vale na semana, ainda refletindo o desastre humanitário e ambiental de Brumadinho.
 
Além disso, o mercado também ficou atento à saúde do Presidente, que demonstrou melhora nesta 6ª feira, 08.02. No mercado de câmbio, o dólar subiu pela terceira sessão seguida, atingindo a cotação de R$ 3,72 (+0,27%). Já a curva de juros, principalmente nos vencimentos de médio e longo prazos, agregou prêmios.
 
Ibovespa.
 
Após três pregões consecutivos em queda, a bolsa abriu o dia em alta recuperando o patamar dos 95 mil pts. No início da tarde, o índice chegou a operar em baixa, com a piora no exterior, chegando a recuar mais de 1% na mínima, mas logo recuperou a trajetória de ascensão fechando o dia com valorização de 1%.
 
A recuperação foi impulsionada pelas ações da Vale, que chegaram a subir até 4,5% durante a tarde, liderando junto com bancos as maiores altas do índice.
 
O Ibovespa fechou em 95.343 pts (+0,99%), acumulando uma queda de -2,11% no mês, uma alta de +8,48% no ano e 16,94% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 15,9 bilhões, sendo R$ 15,4 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 06 de fevereiro (último dado disponível), houve retirada líquida de capital estrangeiro em R$ 367 milhões, diminuindo o saldo positivo do ano para R$ 2,1 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
Após encerrar 2018 com alta de 3,75%, com certa distância para o centro de meta (4,5%), o IPCA iniciou 2019 com elevação de 0,32%, bem abaixo da nossa projeção (0,42%) e do consenso de mercado em (0,37%). Em dezembro, o índice havia registrado variação de 0,15%, já em janeiro de 2018, elevação de 0,29%. Com o resultado, o IPCA acumula alta de 3,78% em 12 meses.
 
A esperada aceleração, dada a natureza sazonal, dos alimentos no domicílio (de 0,50% para 0,97%), além da alta da alimentação fora (de 0,33% para 0,79%), gerou o maior impacto (0,22 pp) dentre os grupos do IPCA em janeiro – Alimentos e Bebidas apresentou alta de 0,90%, próximo da nossa projeção em 0,85%.
 
Câmbio e CDS.
 
A divisa norte americana fechou em alta pelo terceiro dia consecutivo, refletindo a cautela do investidor no cenário doméstico e um movimento global de fortalecimento da moeda em razão dos efeitos nocivos da guerra comercial. O real registrou o terceiro pior desempenho em uma cesta com 24 das principais moedas.
 
O dólar comercial (interbancário) encerrou em R$ 3,7280 (+0,27%), acumulando uma alta de 1,91% no mês, uma desvalorização de -3,79% no ano, e uma alta de 13,69% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil de 5 anos subiu a 173 pontos, ante 169 pontos da última sessão.
 
Juros.
 
Os juros futuros encerraram a sessão regular em alta, sobretudo nos vencimentos de longo e médio prazo. Reflexo ainda do comunicado do Copom feito essa semana sobre a manutenção dos juros, e em sintonia com o movimento de alta do dólar.
 
O DI para janeiro de 2020 passou de 6,46% para 6,52%. O DI para janeiro de 2023 subiu de 8,23% para 8,36%. O DI para janeiro de 2025 fechou em 8,88% frente 8,77% da véspera.
 
Para semana que vem.
 
Brasil: Primeira prévia IGP-M; Vendas Varejo; Criação de empregos formais; IGP-10; Atividade Econômica; Coleta de impostos.
EUA: Produção industrial.
 
Alemanha: PIB;
Reino Unido: PIB;
Japão: IPP; PIB T/T; Produção industrial.
China: Importação; Exportação; Balança Comercial; IPC; IPP.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análsie do comportamento do mercado na 6ª 08.02.2019, elaborado por RICARDO VIEITES, CNPI, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RICARDO VIEITES, CNPI, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures em 22.08.2019 23/08/2019
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures em 22.08.2019
 
O MERCADO, 5ª Feira: R$ 9,5 BI de Capitais Externos já saíram da B3 em agosto 22/08/2019
O MERCADO, 5ª Feira: R$ 9,5 BI de Capitais Externos já saíram da B3 em agosto
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 21.08 Programe seu Investimento 21/08/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 21.08 Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 21.08: Ibovespa volta superar 100.000 pts, Dólar cai a R$ 4,030 21/08/2019
O MERCADO, 21.08: Ibovespa volta superar 100.000 pts, Dólar cai a R$ 4,030
 
VAREJO - Desempenho do Setor no 1º Semestre/2019: Positivo 21/08/2019
VAREJO - Desempenho do Setor no 1º Semestre/2019: Positivo
 
O MERCADO, 20.08: Ibovespa em trajetória errática. Dólar cai a R$ 4,051 20/08/2019
O MERCADO, 20.08: Ibovespa em trajetória errática. Dólar cai a R$ 4,051
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 19.08 Programe seu Investimento 19/08/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 19.08 Programe seu Investimento
 
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures - Relatório de 13.08.2019 16/08/2019
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures - Relatório de 13.08.2019
 
O MERCADO, 16.08: Ibovespa sobe 0,76% a 99.805 pts. Dólar sobe a R$ 4,003 16/08/2019
O MERCADO, 16.08: Ibovespa sobe 0,76% a 99.805 pts. Dólar sobe a R$ 4,003
 
O MERCADO, 15.08, Ibovespa abaixo dos 100 mil pts com persistência de temores 16/08/2019
O MERCADO, 15.08, Ibovespa abaixo dos 100 mil pts com persistência de temores
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites