Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

23 de Fevereiro de 2019 as 04:02:03



GENERAL BRASILEIRO será subordinado ao Exército dos EUA


Alcides Valeriano de Faria Júnior, general-de-brigada
 
 
Militar brasileiro assumirá subcomando do Exército Sul dos EUA
 
Pela primeira vez na história do Brasil, um general brasileiro ficará submetido à cadeia de comando de um exército estrangeiro, como que transformando as Forças Armadas Brasileiras em um departamento das Forças Armadas Norte-Americanas.
Diante disso, como poderá ser mantida a Soberania Nacional ? Há ilegalidade ? Há traição ? 
 
 
A convite das autoridades militares norte-americanas, o Exército brasileiro designou o general-de-brigada Alcides Valeriano de Faria Júnior para ocupar o subcomando de interoperabilidade do Exército Sul dos EUA. 
 
Subordinado ao Comando Sul do Exército norte-americano, o general de 52 anos de idade estará encarregado pela área de assistência humanitária e alívio de desastres do Exército Sul norte-americano.
 
As negociações começaram no governo Temer, em 2017. A indicação foi anunciada pelo chefe do Comando Sul dos EUA, almirante Craig Faller, durante pronunciamento no Senado norte-americano, em 09.02
 
"[Os Estados Unidos estão] trabalhando com [países] aliados e parceiros para desenvolver o conceito de uma força-tarefa multinacional capaz de agir em diferentes escalas, dentro das estruturas de cooperação de segurança já existentes, para melhorar a capacidade coletiva de responder rapidamente às crises.”
 
De acordo com o comandante do Exército Brasileiro, general Edson Leal Pujol, o oficial brasileiro trabalhará junto ao comando norte-americano e estará subordinado às autoridades norte-americanas.
 
A data em que Alcides Valeriano deixará o comando da 5ª Brigada de Cavalaria Blindada para assumir o novo posto ainda não está definida. O general brasileiro substituirá um oficial chileno no Subcomando de Interoperabilidade.
 
Atribuições
 
“A missão do general Alcides será atuar como ligação entre o Brasil e o Comando Sul. Ele será um assessor do comando e estará subordinado às autoridades norte-americanas, da mesma forma como um oficial de outro país que participasse de um comando conjunto no Brasil ficaria subordinado as nossas Forças Armadas”,
 
disse Pujol.
 
Segundo o Exército, entre as atribuições do general Alcides Valeriano estará apoiar os esforços do Exército do Sul e do Comando Sul
 
“no sentido de desenvolver uma visão multinacional para responder a necessidades de assistência humanitária e facilitar o desenvolvimento e o aprimoramento dos esforços para melhorar a interoperabilidade entre os EUAe as nações amigas, em apoio à missão e às linhas de esforços do Exército Sul dos Estados Unidos”.
 
Na prática, Alcides Valeriano vai monitorar e liderar as seções envolvidas em exercícios de treinamento e operações de assistência humanitária e alívio de desastres, além de encorajar as nações parceiras a colaborar na realização de pesquisas.
 
Para o comandante do Exército brasileiro, o fato de um brasileiro assumir um posto-chave no Comando Sul das Forças Armadas é mais um reconhecimento da competência dos militares brasileiros.
 
“É um reconhecimento do nosso valor, da nossa competência. E decorre, principalmente, das nossas participações em missões internacionais e nas conferências, seminários e intercâmbios em outros países.”
 
Perfil
 
O Comando Sul é formado por mais de 1,2 mil militares e civis do Exército, Marinha, Força Aérea, Fuzileiros Navais e Guarda Costeira norte-americana, além de agentes de várias outras agências federais dos Estados Unidos e de outros países.
 
Encarregado de executar e zelar pela política de segurança externa dos EUA para a América Central, América do Sul e Caribe (com exceção às comunidades, territórios e possessões ultramarinos dos EUA), o Comando Sul também é responsável por garantir a defesa do Canal do Panamá.
 
Em nota, o Ministério da Defesa lembrou que as Forças Armadas brasileiras já atuam em cooperação com vários países, inclusive participando de exercícios militares internacionais. A pasta também destaca que a presença de um oficial brasileiro no Comando Sul demonstra o “valor da atuação das Forças Armadas brasileiras e da formação em operações combinadas". A pasta destaca que a participação brasileira fortalecerá a formação e o treinamento militares e contribuirá para elevação da capacidade "operativa e de interoperabilidade" brasileira.
 
 
Nota da Redação JF
 
A informação sobre essa decisão do Exército Brasileiro não foi noticiada pela própria Força, permaneceu sigilosa, somente vindo ao conhecimento público com a divulgação, em 07.02.2019, do relatório não-classificado em site do Senado Federal dos EUA, Departamento de Defesa, do depoimento do almirante Craig S. Faller, comandante do Comando Sul dos EUA. 
 
Não está claro se o "acordo" entre norte-americanos e brasileiros -- relativo à subordinação de general brasileiro ao United States Southern Command (Comando Sul Norte-Americano) e à cadeia de comando das Forças Armadas dos EUA --  foi estabelecido ao nível do Exército Brasileiro, ou se envolveu o Ministério da Defesa, ou, ainda, se envolveu a Presidência da República. Essa informação é importante para que se conheça o nível de aprofundamento, no interior das Forças Armadas Brasileiras, da decisão subordinativa às Forças Armadas dos EUA.
 
Em momento algum da história militar brasileira se observou esse nivel de atrelamento das Armas Brasileiras a um exército estrangeiro, observou o ex-ministro da Defesa brasileiro, Dr. Celso Amorim, que mencionou a parametrização legal da Estratégia Nacional de Defesa a respeito da atuação conjunta das forças brasileiras com a de outros países em ações multilaterais acordadas pela ONU, além de ter aventado dúvidas quanto à legalidade da submissão das Forças Armadas Brasileiras às Forças Armadas de outro país e ao seu presidente. 


Fonte: AGENCIA BRASIL. Subtítulo e Chamada de capa da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
RODRIGO MAIA anuncia Comissão Especial para analisar Reforma dos Militares 19/03/2019
RODRIGO MAIA anuncia Comissão Especial para analisar Reforma dos Militares
 
21/03/2019
MPF acusa Temer e Moreira Franco de corrupção em obras de Angra 3
 
TEMER Preso em São Paulo a mando do Juiz Marcelo Bretas 21/03/2019
TEMER Preso em São Paulo a mando do Juiz Marcelo Bretas
 
'MOLEQUE INCONSEQUENTE'  Advogada Conselheira da OAB-DF ataca Procurador da Lava Jato 16/03/2019
'MOLEQUE INCONSEQUENTE' Advogada Conselheira da OAB-DF ataca Procurador da Lava Jato
 
Pesquisa IBOPE revela queda da aprovação de Bolsonaro 20/03/2019
Pesquisa IBOPE revela queda da aprovação de Bolsonaro
 
CHANTAGEM - Paulo Guedes ameaça abandonar governo 16/03/2019
CHANTAGEM - Paulo Guedes ameaça abandonar governo
 
EMBRAER & BOEING - Ministro da Ciência e Tecnologia manifesta apoio 12/01/2019
EMBRAER & BOEING - Ministro da Ciência e Tecnologia manifesta apoio
 
NA MASMORRA há 2,5 anos Palocci acusa LULA no Ocaso da Lava Jato 18/03/2019
NA MASMORRA há 2,5 anos Palocci acusa LULA no Ocaso da Lava Jato
 
LAVA JATO Movimento Pífio de Apoio do Vem Pr'a Rua reúne 50 pessoas no STF    18/03/2019
LAVA JATO Movimento Pífio de Apoio do Vem Pr'a Rua reúne 50 pessoas no STF
 
ANA embarga barragem no Ceará, 250 famílias removidas 17/03/2019
ANA embarga barragem no Ceará, 250 famílias removidas
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites