Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

02 de Março de 2019 as 04:03:21



LADAINHA LIBERAL defende Reforma da Previdência Perversa e Enganosa



Secretaria de Política Econômica aplica discurso do ministro liberal xiita Paulo Guedes para defender reforma da previdência padrão Pinochet 
 
 
Somente a realização de reformas estruturais, das quais a principal é a da Previdência, conseguirá fazer a economia crescer mais e de maneira sustentável nos próximos anos.
 
A conclusão enganosa é de documento da SPE Secretaria de Política Econômica, do Ministério da Economia, que divulgou relatório sobre o PIB Produto Interno Bruto entre os anos 1980 e a década atual.
 
“Para que o PIB per capita volte a crescer de maneira sustentável, é necessário que as reformas estruturais ocorram. A nova Previdência é condição necessária para o equilíbrio fiscal de longo prazo da economia, melhorando o ambiente de investimento e evitando uma nova década perdida”,
 
destacou o documento que ignora que políticas recessivas comprimem os gastos das famílias e comprometem a demanda agregada do País, de modo a desestimular a produção e, em cadeia, o emprego e a renda do País.
 
O IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou que o PIB cresceu apenas 1,1% em 2018, no mesmo ritmo do crescimento de 2017, ocasião em que a máquina do governo que derrubou a presidente Dilma Rousseff prometia mentirosamente crescimento fabuloso da economia a partir da aprovação da Lei da Terceirização e da Reforma Trabalhista. 
 
Embora a ortodoxia do pensamento liberal entenda, em sua mediocridade, que o "Pibinho" deveu-se a greve dos caminhoneiros e a outras bobagens, o determinante do crescimento econômico medíocre foi a política recessiva governamental, a crise política gerada pelo golpe de estado que depôs a presidente Dilma Rousseff e a crise institucional gerada a partir do golpe, que  desorganizaram o Estado ensejando disputas acirradas entre segmentos da estrutura burocrática do Estado, em guerra por nacos da receita pública, fatores que atuaram como barreira contra o ânimo dos empresários por investir, que a tudo assistiram  
 
A lição que homens de pensamento como Guedes não aprenderam é a de que ambientes institucionais de crise política afugentam o empresariado. Acrescente-se a isso o fato de a institucionalidade financeira do Estado Brasileiro dominada pelos banqueiros -- o Banco Central era presidido por Diretor do Itaú, na gestão Temer, e hoje passa a ser presidido por diretor do Santander, no desgoverno Bolsonaro --   
 
Segundo a secretaria, o crescimento dos gastos públicos nos últimos anos e o desafio crescente para reequilibrar as contas do governo impactaram as decisões sobre consumo e investimento. Para a secretaria, as crises fiscal e política, que se agravaram a partir de 2015, estão fazendo o país atravessar uma “década perdida”, como foram os anos 1980.
 
De acordo com a SPE, as reformas estruturais que contenham o crescimento dos gastos públicos destravarão a economia ao criarem um círculo virtuoso pelo qual os juros cairão, estimulando a produção, o investimento e o consumo. A expansão da economia aumentará a criação de empregos, a renda e a arrecadação de tributos, melhorando a situação das contas do governo e contendo o crescimento da dívida pública.
 
“A aprovação da nova Previdência torna-se fundamental para a retomada do crescimento não apenas de longo prazo, como também dos próximos anos, uma vez que a trajetória esperada da dívida afeta o prêmio de risco de hoje, e com isso a taxa de juros, e, logo o crescimento atual”,
 
ressaltou enganosamente o relatório, deixando de avaliar que o projeto de reforma da Previdência de Bolsonaro-Guedes irá intensificar a grave crise social do País ao destruir a estrutura de assistência social do Estado Brasileiro, nesta sociedade que é dentre as mais desigualitárias do planeta.
 
A reforma da Previdência em curso no Congresso é criminosa e resulta da visão liberal irresponsável cujo objetivo é a desoneração das empresas e fazer os trabalhadores arcarem sozinhos com o custo da previdência, sob a falsa premissa de que menores impostos conduzirão à elevação dos investimentos, assertiva enganosa que não encontra espaço na história do capitalismo mundial.
 
A reforma da Previdênica levada por Bolsonaro e Guedes à aprovação pelo Congresso prevê a entrega à rede bancária dos recursos do FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, somando-se a esse valor as contribuições pessoais ao longo da vida profissional do trabalhador.  Por essa razão a proposta recebe todo apoio da FEBRABAN e dos bancos que assim tomariam posse de recursos da sociedade a quem teriam de devolver em muito longo prazo, até a aposentadoria de cada um.
 
Esse modelo prevê que, chegada a hora da aposentadoria da pessoa, são calculadas sua expectativa de vida, segundo as estatisticas e projeções elaboradas anualmente pelo IBGE, e o valor apurado é dividido pelos meses de vida restantes, resultando em um valor mensal que será pago a cada mês ao aposentado.
 
Caso o trabalhador faleça antes, o banco se apropria do valor faltante. Caso ele sobreviva mais algum tempo àquele periodo, não contará com pagamentos de aposentadoria. No Chile, os velhinhos da maior longevidade, sem aposentadoria, estão em processo de suicídio e foi gerada grande crise social.     
 
Paulo Guedes, chicagoboy, colaborou na construção da prevdiência social chilena, onde os bancos usufuiram da festa que seu trabalho ali proporcionou.  


Fonte: da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
LEVY descarta irregularidades no Fundo da Amazônia 26/05/2019
LEVY descarta irregularidades no Fundo da Amazônia
 
SUDENE apresenta Projeto de Desenvolvimento para o Nordeste: 24/05/2019
SUDENE apresenta Projeto de Desenvolvimento para o Nordeste:
 
BIOECONOMIA Programa federal fomentará cadeias produtivas da bioeconomia 24/05/2019
BIOECONOMIA Programa federal fomentará cadeias produtivas da bioeconomia
 
CÂMARA aprova MP 870/19: COAF fica na Economia e FUNAI, na Justiça 22/05/2019
CÂMARA aprova MP 870/19: COAF fica na Economia e FUNAI, na Justiça
 
QUEIROZ pode ter sido assassinado, sugere Paulo Coelho 21/05/2019
QUEIROZ pode ter sido assassinado, sugere Paulo Coelho
 
Bolsonaro tornou Brasil submisso aos EUA, afirma Dilma Rousseff 21/05/2019
Bolsonaro tornou Brasil submisso aos EUA, afirma Dilma Rousseff
 
REFORMA TRIBUTÁRIA Relator apresenta parecer favorável na CCJ 16/05/2019
REFORMA TRIBUTÁRIA Relator apresenta parecer favorável na CCJ
 
RODRIGO MAIA assume interinamente a Presidência da República. 16/05/2019
RODRIGO MAIA assume interinamente a Presidência da República.
 
CASO MARIELLE  Nassif divulga hipótese consistente que envolve BOLSONARO 15/05/2019
CASO MARIELLE Nassif divulga hipótese consistente que envolve BOLSONARO
 
RODRIGO MAIA Extrema Direta no Poder não apresentou Projeto de Longo Prazo 14/05/2019
RODRIGO MAIA Extrema Direta no Poder não apresentou Projeto de Longo Prazo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites