Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 06 de Março de 2019 as 23:03:51



O MERCADO, 4ª feira: Livro Bege do FED avalia mal a economia dos EUA. NY e Ibovespa caem



Diário do Mercado na 4ª feira, 06.03.2019
 
Quedas acumuladas no exterior contaminam índice doméstico
 
Comentário.
 
O Ibovespa, no retorno do feriado prolongado de Carnaval, terminou com pequena baixa, repercutindo a perda acumulada nesta semana das bolsas de Nova York, que funcionaram normalmente.
 
Internamente, sem nenhuma notícia econômica de maior destaque, a menor liquidez foi a tônica hoje, devido a um pregão mais curto nesta quarta-feira de cinzas.
 
Em suma, o panorama externo foi preponderante, com preocupações dos agentes em relação a saúde futura da economia norte-americana, com a divulgação do livro bege pelo Fed, com suas considerações sobre as condições atuais da economia dos EUA não sendo vista de modo positivo.
 
Domesticamente, o dólar comercial (interbancário) avançou para R$ 3,8340 (+1,40%) - sendo sua maior cotação neste ano.
 
Os juros futuros acompanharam a tendência do câmbio e sua curva de estrutura a termo subiu como um todo, com realce para os vencimentos mais longos.
 
Ibovespa.
 
O índice chegou a esboçar uma inicial leve elevação, mas logo decaiu, reverberando às baixas dos dois dois pregões anteriores dos índices das bolsas de Nova York, bem como a trajetória negativa da sessão de hoje em Wall Street.
 
O setor financeiro – de maior peso – foi o destaque negativo, com a alta da Vale contribuindo positivamente, evitando uma queda maior, e, depois, a Petrobras ter revertido para um pequeno fechamento positivo.
 
O Ibovespa findou aos 94.216 pts (-0,41%), acumulando +7,20% no ano e +10,00% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 8,668 bilhões, sendo R$ 8,487 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 28 de fevereiro (último dado disponível), houve saída líquida de capital estrangeiro da bolsa de R$ 845,452 milhões, encerrando fevereiro com retirada líquida de R$ 2,613 bilhões. O saldo negativo acumulado em 2019 situa-se agora em R$ 1,094 bilhão. 
 
Câmbio e CDS.  
 
Em dia de sessão mais curta devido a quarta-feira de cinzas, a divisa norte-americana encerrou em alta, refletindo a aversão ao risco no exterior, e o desempenho ruim do real e das demais moedas emergentes no mercado global.
 
O dólar comercial (interbancário) encerrou em R$ 3,8340 (+1,40%), acumulando alta de 2,16% no mês, queda de 1,06% no ano e uma valorização de 19,40% em 12 meses. 
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil subiu de 158 pts para 164 pts.
 
Juros
 
Os juros abriram e encerraram a sessão regular em alta nesta quarta-feira de cinzas, com destaques para o avanço nos contratos na ponta longa da curva. Movimento alinhado com a alta do dólar, devido ao mau desempenho das moedas emergentes no mercado global e o clima de desconforto no mercado doméstico. 
 
O DI para janeiro de 2020 encerrou em 6,48% de 6,47%. O DI para janeiro de 2021 passou de 7,16% para 7,19% hoje. O DI para janeiro de 2023 subiu de 8,30% para 8,35%. O DI para janeiro de 2025 avançou de 8,84% para 8,91%. 
 
Agenda Econômica.
 
A balança comercial norte-americana apresentou um aumento no déficit para US$ 59,8 bi no mês de dezembro. As importações tiveram um aumento de 2,1% (US$ 264,89 bi) e as exportações recuaram 1,9% (US$ 205,12 bi). 
 
No mês de fevereiro, a criação de vagas no setor privado dos EUA desacelerou, registrando 183 mil trabalhadores ante 300 mil em janeiro. 
 
A atividade econômica nos EUA expandiu de forma moderada entre os meses de janeiro e fevereiro nos dez dos doze distritos regionais do banco central norte-americano, segundo a avaliação do Fed. O emprego também apresentou uma leve expansão em ritmo moderado. 
 
Para a semana
 
Brasil: IPC-Fipe; IGP-DI, Confiança Industrial; Utilização da Capacidade.
EUA: PMI Serviços e Composto.
Zona do Euro: PIB.
China: Balança comercial; IPC e IPP.
 
 
Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercado na 4ª feira, 05.03.2019, elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T , do BB Investimentos
 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON ALVES, CNPI-T , do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento 25/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015 24/05/2019
O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa cai a 93.627 pts; Dólar cai a R$ 4,015
 
NATURA & CO.  Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON 23/05/2019
NATURA & CO. Nota de Pesquisa A Aquisição da AVON
 
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470 23/05/2019
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa cai a 93.910 pts. Dólar sobe a R$ 4,0470
 
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações 23/05/2019
MAGAZINE LUIZA - Atualização das Estimativas de Preço Futuro das Ações
 
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040 22/05/2019
O MERCADO, 4ª Feira: Ibovespa cai a 94.360 pts. Dólar cai a R$ 4,040
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento 22/05/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 22.05. Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%) 21/05/2019
O MERCADO, 3ª Feira: Ibovespa sobe a 94.484 pts (+2,76%). Dólar caiu R$ 4,0470 (-1,36%)
 
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho 21/05/2019
VALE - Revisão de Preços das Ações pós-Brumadinho
 
RENDA FIXA  Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos 21/05/2019
RENDA FIXA Análise do Mercado em 20.05.2019, pelo BB Investimentos
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites