Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Sexta-Feira, Dia 22 de Março de 2019 as 22:03:33



O MERCADO, 6ª Feira: Ibovespa desaba e Dólar dispara com gasolina da Lava Jato



Diário do Mercado na 6ª feira, 22.03.2019
 
Ibovespa tem firme queda com piora de visões externa e interna
 
Comentário.
 
O dia foi de baixa generalizada, com aparente movimento de vendas de carteiras pelos investidores. As perdas dos índices das bolsas de Nova York contagiaram a piora interna do humor dos agentes, motivadas por maiores temores tanto sobre o crescimento norte-americano, como o global.
 
Todavia, o mercado acionário doméstico já vinha indicando elevação de apreensões sobre a reforma da previdência. As três baixas consecutivas nos pregões anteriores refletiram esta percepção, associada a realizações após o Ibovespa ter alcançado seu recorde histórico de pontuação, pouco acima dos 100 mil pts (mas, sem fechar acima desta pontuação) neste recente período.
 
Agora, o índice mostrou a segunda maior queda em um mesmo dia neste ano (maior: -3,7% em 6 de fevereiro). Neste instante, os investidores levaram em consideração declarações de membros do governo e de políticos, assimilando um risco maior que a proposta do governo para a reforma da previdência poderá ter um trâmite menos moderado do que antes era ponderado. 
 
No Brasil, neste cenário, o dólar comercial terminou cotado a R$ 3,9010 (+2,66%), com elevação da aversão ao risco. A curva da estrutura a termo da taxa de juros acompanhou  a tendência do câmbio e avançou coo um todo, com destaque para a ponta longa. 
 
Ibovespa.
 
O índice principiou em firme declínio e manteve gradual tendência declinante ao longo de toda a sessão. A queda foi generalizada, entre as 65 ações, tão somente duas findaram positivas: Suzano ON (SUZB3: R$ 45,79; +1,19%) e Kroton ON (KROT3: R$ 10,87; +0,37%). A Petrobras PN (PETR4: R$27,00; -5,46%) encerrou na mínima do dia.
 
O Ibovespa fechou aos 93.735 pts (-3,10%), acumulando -5,45% na semana, -1,93% no mês, +6,65% no ano e +10,58% em 12 meses.  O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 19,334 bilhões, sendo R$ 18,539 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 20 de março (último dado disponível), houve entrada líquida de capital estrangeiro de R$ 1,330 bilhão, com ingresso de R$ 3,787 bilhões em março. Assim, o saldo positivo no ano situa-se em R$ 2,693 bilhão.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a confiança industrial (CNI) recuou para 61,9 pts em fevereiro versus 64,7 pts em janeiro. Nos EUA, a prévia do PMI manufatura arrefeceu para 52,5 em março  ante 53,0 de fevereiro (consenso em 53,5).
 
Na Europa, as prévias dos PMIs de março de  Alemanha, França e zona do euro caíram para 44,7 (47,6 em fevereiro), 49,8 (51,5 em fevereiro) e 47,6 (49,3 em fevereiro), respectivamente (consensos em 48,0; 51,4; e 49,5).
 
Câmbio e CDS.
 
A dólar comercial (interbancário) avançou firmemente na sexta-feira, com a virada do humor doméstico. A divisa terminou cotada a R$ 3,9010 (+2,66%), acumulando variações de +2,12% na semana, +3,94% no mês, +0,67% no ano e +17,93% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco medido pelo CDS Brasil subiu a 177 pts ante 163 pts da véspera. 
 
Juros.
 
A curva da estrutura a termo da taxa de juros subiu como um todo, voltando a patamares de duas semanas atrás, acompanhando o comportamento do dólar, com realce para os vencimentos mais longos.
 
Para a próxima semana
 
Brasil: IPC-S/FGV; Saldo em conta corrente; Investimento Estrangeiro Direto; Balança comercial semanal; Criação de empregos formais; IPC FIPE- Semanal; IPCA-15/IBGE; Confiança do Consumidor/FGV; Dados de crédito; IGP-M/FGV; Taxa de desemprego (PNAD); Resultados primário e nominal do setor público.
 
EUA: Construção de casas novas; Balança comercial; PIB; Consumo pessoal; Renda e Gastos pessoais; PCE – nucleo; Vendas de casas novas; Sentimento Univ. de Michigan.
 
França: PIB e IPC;
 
Alemanha: IPC; e
 
Reino Unido: PIB.
 
 
Confira no anexo a íntegra da relatório de análise do comportamento do mercado na 6ª feira, 22.03.2019, elaborado por HAMILTON ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: BB Ivestimentos. Com chamada de capa da Redação





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
USIMINAS  Resultado  no 1º Trimestre/2019: Negativo. Margens Deteriorando 18/04/2019
USIMINAS Resultado no 1º Trimestre/2019: Negativo. Margens Deteriorando
 
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa sobe aos 94.578 pts (+1,39%). Dólar a R$ 3,930 (-0,13%) 18/04/2019
O MERCADO, 5ª feira: Ibovespa sobe aos 94.578 pts (+1,39%). Dólar a R$ 3,930 (-0,13%)
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 18.04 Programe seu Investimento 18/04/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 18.04 Programe seu Investimento
 
GUIA DE AÇÕES  Conheça aqui as cotações de 17.04 Programe seu Investimento 17/04/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.04 Programe seu Investimento
 
O MERCADO, 4ª feira: Ibovespa cai a 93.284 pts (-1,11%). Dólar sobe a R$ 3,9350 (+0,87%) 17/04/2019
O MERCADO, 4ª feira: Ibovespa cai a 93.284 pts (-1,11%). Dólar sobe a R$ 3,9350 (+0,87%)
 
O MERCADO, 3ª feira: Ibovespa sobe a 94.333 pts (+1,34%). Dólar sobe a R$ 3,901 17/04/2019
O MERCADO, 3ª feira: Ibovespa sobe a 94.333 pts (+1,34%). Dólar sobe a R$ 3,901
 
SIDERURGIA  Desempenho Setorial no 1º trimestre/2019: Demanda mais fraca 17/04/2019
SIDERURGIA Desempenho Setorial no 1º trimestre/2019: Demanda mais fraca
 
PETRÓLEO & GÁS - Relatório Setorial - Março-Abril/2019 - pelo BB-BI 15/04/2019
PETRÓLEO & GÁS - Relatório Setorial - Março-Abril/2019 - pelo BB-BI
 
PAPEL E CELULOSE - Relatório Setorial do 1º trimestre/2019 15/04/2019
PAPEL E CELULOSE - Relatório Setorial do 1º trimestre/2019
 
O MERCADO, 2ª feira: Ibovespa sobe a 93.082 pts (+0,22%). Dólar cai a R$ 3,868 15/04/2019
O MERCADO, 2ª feira: Ibovespa sobe a 93.082 pts (+0,22%). Dólar cai a R$ 3,868
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites