Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

09 de Maio de 2019 as 02:05:35



ARMAS - Decreto de Bolsonaro busca atender Promessas Eleitorais



Bolsonaro edita Decreto Presidencial  nº 9.785 e altera a regulamentação do Estatuto do Desarmamento (Lei nº 10.826/2016). 
 
O decreto nº 9.785  foi publicado no Diário Oficial da União nesta 4ª feira, 08.05.
 
A medida muda regras sobre aquisição, cadastro, registro, posse, porte e comercialização de armas de fogo.
 
Entre as novidades, o decreto amplia a diversidade de calíbres de armas de uso permitido, incluindo semiautomáticas; aumenta a quantidade de compra de munições para armas de uso permitido (5 mil unidades por ano) e para armas de uso restrito (1 mil unidades por ano).
 
A nova norma estende a onze categorias o direito de porte de armas. Foram contemplados, entre outros, instrutores de tiros, colecionadores e caçadores; detentores de mandatos eletivos (Executivo e Legislativo), advogados e jornalistas que façam cobertura de pautas policiais.
 
O decreto abre o mercado e faculta a possibilidade de importação de armas de fogo, desde que autorizada pelo Exército, por diferentes instituições de segurança pública, empresas de comercialização de armamento e munições e pessoas físicas autorizadas. 
 
Para aquisição de arma de fogo, nacionais ou importadas, e para obter o Certificado de Registro de Arma de Fogo, o interessado deverá apresentar declaração de efetiva necessidade. Segundo o decreto, “presume-se a veracidade dos fatos e das circunstâncias afirmadas na declaração”.
 
A flexibilização foi comemorada por Benedito Gomes Barbosa Júnior, mais conhecido como Bené Barbosa, presidente do Movimento Viva Brasil e autor do livro Mentiram pra Mim sobre Desarmamento. Segundo ele, “os critérios agora são mais objetivos, menos passíveis de interpretações e negativas por razões ideológicas e de crença religiosa”.  (...)
 
Ineficiência para coibir violência
 
A oposição ao governo no Congresso Nacional é contra mudar o Estatuto do Desarmamento. Deputados apresentaram projetos de decreto legislativo para tentar sustar o Decreto nº 9.785/2019.
 
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encomendou estudo sobre a iniciativa do governo à Consultoria Legislativa da Casa.
 
O Fórum Brasileiro de Segurança Pública divulgou nota onde apontou ver “com bastante preocupação a assinatura do decreto presidencial para facilitar o acesso a armas de fogo e munições”. Segundo a organização, a medida “ignora estudos e evidências que demonstram a ineficiência de se armar civis para tentar coibir a violência em todos os níveis”.
 
Levantamento do Instituto Sou da Paz indica que entre 2010 e 2018 foram comercializadas 1,4 bilhão de munições no Brasil. No ano passado, apenas uma de cada quatro munições comercializadas eram passiveis de rastreamento pelos órgãos de segurança pública, conforme prevê o Estatuto do Desarmamento.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Copidescagem Redação JF

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
LEVY descarta irregularidades no Fundo da Amazônia 26/05/2019
LEVY descarta irregularidades no Fundo da Amazônia
 
SUDENE apresenta Projeto de Desenvolvimento para o Nordeste: 24/05/2019
SUDENE apresenta Projeto de Desenvolvimento para o Nordeste:
 
BIOECONOMIA Programa federal fomentará cadeias produtivas da bioeconomia 24/05/2019
BIOECONOMIA Programa federal fomentará cadeias produtivas da bioeconomia
 
CÂMARA aprova MP 870/19: COAF fica na Economia e FUNAI, na Justiça 22/05/2019
CÂMARA aprova MP 870/19: COAF fica na Economia e FUNAI, na Justiça
 
QUEIROZ pode ter sido assassinado, sugere Paulo Coelho 21/05/2019
QUEIROZ pode ter sido assassinado, sugere Paulo Coelho
 
Bolsonaro tornou Brasil submisso aos EUA, afirma Dilma Rousseff 21/05/2019
Bolsonaro tornou Brasil submisso aos EUA, afirma Dilma Rousseff
 
REFORMA TRIBUTÁRIA Relator apresenta parecer favorável na CCJ 16/05/2019
REFORMA TRIBUTÁRIA Relator apresenta parecer favorável na CCJ
 
RODRIGO MAIA assume interinamente a Presidência da República. 16/05/2019
RODRIGO MAIA assume interinamente a Presidência da República.
 
CASO MARIELLE  Nassif divulga hipótese consistente que envolve BOLSONARO 15/05/2019
CASO MARIELLE Nassif divulga hipótese consistente que envolve BOLSONARO
 
RODRIGO MAIA Extrema Direta no Poder não apresentou Projeto de Longo Prazo 14/05/2019
RODRIGO MAIA Extrema Direta no Poder não apresentou Projeto de Longo Prazo
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites