Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

13 de Maio de 2019 as 17:05:28



AZUL oferece US$ 145 milhões para comprar parte da AVIANCA



 
A companhia aérea Azul informou, nesta 2ª feira, 13.05, que protocolou na Justiça uma nova proposta para comprar parte das operações da Avianca Brasil, empresa que passa por recuperação judicial e cancelou diversos voos no último mês.
 
Em nota, a empresa informou que requereu junto ao juízo da 1ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo, onde se processa a recuperação judicial da Avianca Brasil, uma autorização específica para a compra de uma "nova Unidade Produtiva Isolada (Nova UPI)", espécie de empresa que seria criada a partir do desmembramento da Avianca, no valor mínimo de U$ 145 milhões.
 
A proposta é maior do que a ofertada em março, quando a Azul ofereceu US$ 105 milhões para a compra de parte das operações da Avianca Brasil. A oferta da Azul prevê a compra de 21 slots (autorizações de pouso e decolagem), que a Avianca detém atualmente no Aeroporto de Congonhas; 14, no Santos Dumont, e 7 no aeroporto de Brasília.
 
"A Azul acredita que o pedido formulado ao juízo da RJ para alienação judicial da Nova UPI confere à Avianca Brasil, seus empregados, consumidores, credores e demais interessados uma alternativa legal e legítima para viabilizar a monetização, o uso continuado de bens e a preservação de atividades, as quais correm grave risco de paralisação e rápida deterioração das atividades da companhia, no melhor interesse do mercado de aviação e todos os envolvidos",
 
disse a empresa em comunicado ao mercado.
 
A empresa aérea justificou o pedido de compra com o argumento de que a medida oferece uma alternativa para aumentar a competitividade na ponte aérea Rio-São Paulo. A Azul disse ainda que a proposta de nova UPI "não invalida o procedimento de alienação judicial das 7 unidades produtivas isoladas", previstos para ser leiloados na semana passada.
 
O leilão, que deveria ter acontecido na última 3ª feira, 07.05, foi suspenso pela Justiça de São Paulo a pedido da Swissport Brasil, empresa que atua com serviços de logística em aeroportos. A Swissport argumentou, no pedido, que a transferência de slots, prevista no plano de recuperação da Avianca, é proibida por lei. A Avianca recorreu da suspensão, defendendo a legalidade de seu plano de recuperação.
 
"A alienação de UPIs, com a destinação dos recursos recebidos para o pagamento de credores, é inequivocamente um meio legítimo de recuperação",
 
disse a empresa no recurso.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Imagem de arquivo.

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
Ministério da Agricultura busca habilitar 30 frigoríficos para exportação de Carne 25/05/2019
Ministério da Agricultura busca habilitar 30 frigoríficos para exportação de Carne
 
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil 21/05/2019
FICHT Agência de Risco mantém Nota Baixa para o Brasil
 
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar 19/05/2019
CÂMBIO BC leiloará US$ 3,75 BI das Reservas para Conter Alta do Dólar
 
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial 18/05/2019
NOVA CRISE no Radar da Economia Mundial
 
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento 18/05/2019
Economista da FGV diz que brigas do presidente prejudicam crescimento
 
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro 16/05/2019
ARRECADAÇÃO menor levou ao contingenciamento, diz Bolsonaro
 
ATA DO COPOM  Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic 15/05/2019
ATA DO COPOM Taxa Selic ainda em nível confortável, mas espera-se que BC corte a Selic
 
PIB Mensal recua em março 15/05/2019
PIB Mensal recua em março
 
PIBINHO DO GUEDES  Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC 15/05/2019
PIBINHO DO GUEDES Atividade Econômica cai 0,68%, no 1º Trimestre segundo o BC
 
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores 15/05/2019
TESOURO DIRETO paga valor recorde de R$ 9 bi a 122 mil Investidores
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites