Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

06 de Junho de 2019 as 22:06:55



PREVIDÊNCIA - Presidente da Comissão da Câmara Sinaliza Inexistência de Votos Favoráveis



"Não adianta ter relatório se não tem votos", afirma o deputado Marcelo Ramos, presidente de comissão da reforma da Previdência
 
Depois de reunir a imprensa para fazer uma balanço da tramitação da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara, o presidente do colegiado, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse na 5ª feira, 06.06, que a data de votação da proposta dependerá do ambiente político e do nível de acordo que for obtido para o texto.
 
“Não adianta ter o relatório pronto na comissão sem ter a perspectiva de alcançar os 308 votos no plenário. Então o tempo de agora depende do tempo da política. O nosso esforço é permanente, mas ele tem suas limitações, que são inerentes às funções administrativas. Eu sempre disse que é minha função preparar a matéria para votar. Não é minha função conseguir os votos necessários para aprovação da matéria. Essa função é da liderança do governo, da articulação do governo e dos líderes partidários”,
 
disse.
 
Sem a presença do relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), na entrevista, Ramos não quis confirmar a apresentação do relatório para a próxima 3ª feira. 11.06, muito menos adiantar pontos do texto.
 
O presidente da comissão especial limitou-se a informar prazos regimentais de tramitação do texto.
 
Segundo ele, apresentado o relatório, há um prazo de 24 horas para ser lido na comissão. Feita a leitura do documento, é concedido pedido de vistas de duas sessões.
 
O prazo é para que os parlamentares tenham mais tempo para analisar o texto. A partir daí é iniciado o processo de debate. Se houver um bom nível de acordo, explicou, a votação tende a ser mais rápida porque é possível diminuir o número de deputados inscritos para discutir a matéria e também de destaques ao texto.
 
Segundo semestre
 
Sobre se a votação no plenário da Casa deve ficar só para o segundo semestre, Ramos disse que tudo dependerá da articulação de quem quer adiar e de quem tem pressa na matéria.
 
Apesar de ser de primeiro mandato, ele admitiu que a tradição de quórum esvaziado na Casa por conta dos festejos juninos este mês, pode prejudicar o andamento da proposta.
 
Não há apoio suficiente para aprovação
 
O deputado avaliou ainda que a proposta não tem os 308 votos necessários para ser aprovada no plenário da Casa, mas que o texto construído pelos deputados deve ter mais força.
 
Eu acho que ainda não chega [a 308 votos], mas não dá para especular em cima da proposta do governo. Ouso dizer que a proposta do governo não tem 100 votos, agora tenho certeza que o relatório do deputado Samuel ampliará muito o apoiamento à proposta de reforma da Previdência”,
 
disse.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de capa da Redação JF

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
Bolsonaro diz que vai jantar com Trump em Nova York 21/09/2019
Bolsonaro diz que vai jantar com Trump em Nova York
 
Bolsonaro liberado para Assembleia Geral da ONU em Nova York 21/09/2019
Bolsonaro liberado para Assembleia Geral da ONU em Nova York
 
THE INTERCEPT mostra plano de Bolsonaro para Amazônia 21/09/2019
THE INTERCEPT mostra plano de Bolsonaro para Amazônia
 
REFORMA DA PREVIDÊNCIA Tasso Jereissati apresenta Relatório Final 19/09/2019
REFORMA DA PREVIDÊNCIA Tasso Jereissati apresenta Relatório Final
 
CORREIOS - Funcionários suspendem greve 19/09/2019
CORREIOS - Funcionários suspendem greve
 
ODEBRECHT Encontrado Morto o Executivo que delatou ter pago R$ 50 Milhões a Aécio Neves 17/09/2019
ODEBRECHT Encontrado Morto o Executivo que delatou ter pago R$ 50 Milhões a Aécio Neves
 
COMBUSTÍVEIS Petrobras diz que não há previsão para reajuste de preços 17/09/2019
COMBUSTÍVEIS Petrobras diz que não há previsão para reajuste de preços
 
RAQUEL DODGE No último dia, denúncia sobre o Caso Marielle 17/09/2019
RAQUEL DODGE No último dia, denúncia sobre o Caso Marielle
 
STF Ministro homologa Acordo e destina verba da Petrobras a Educação e Meio Ambiente 17/09/2019
STF Ministro homologa Acordo e destina verba da Petrobras a Educação e Meio Ambiente
 
IMPEACHMENT de Dilma foi GOLPE, diz Michel Temer no Roda Viva 17/09/2019
IMPEACHMENT de Dilma foi GOLPE, diz Michel Temer no Roda Viva
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites