Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

Domingo, Dia 21 de Julho de 2019 as 22:07:06



FRETE MÍNIMO Já estão em vigor as novas regras para caminhoneiros



Já estão em vigor as novas regras do frete mínimo para caminhoneiros
 
O cálculo do frete mínimo agora abrange 11 categorias
 
Começam a valer a partir de sábado, 20.07, as novas regras para o cálculo do frete mínimo de transporte de cargas. As alterações, publicadas publicadas pela ANTT Agência Nacional de Transportes Terrestres na 5ª feira, 18.07, determinam que o cálculo do frete mínimo passará a considerar 11 categorias na metodologia para os diferentes cálculos dos pisos mínimos. Antes, o cálculo não se baseava em categorias.
 
Entre as categorias de cargas estão os transportes de graneis sólidos, líquidos, cargas frigorificadas, cargas conteinerizadas e transportes de cargas perigosas em diferentes modalidades, sólidas e líquidas.
 
Cálculo do Piso Minimo
 
A resolução também amplia os itens levados em consideração para o cálculo.
 
Segundo a norma, o cálculo do piso mínimo de frete levará em consideração o tipo de carga; também serão aplicados dois coeficientes de custo: um envolvendo o custo de deslocamento (CCD) e, outro, de carga e descarga (CC) que levará em consideração o número de eixos carregados. A resolução determina ainda que será levada em consideração a distância percorrida pelo caminhoneiro.
 
Detalhamento
 
Outro tema presente na resolução da ANTT é o detalhamento da multa para quem contratar o serviço abaixo do piso mínimo. A pena a ser aplicada é de duas vezes a diferença entre o valor pago e o piso devido, R$ 500 no mínimo, e R$ 10.500 no máximo. Quem ofertar contratação do transporte rodoviário de carga abaixo do piso mínimo pode ser multado em R$ 4.975.
 
No final de  maio, a agência reguladora já havia anunciado que deixaria de aplicar multa aos caminhoneiros por descumprimento da aplicação da tabela  De acordo com a ANTT, a aplicação de multa aos caminhoneiros que aceitavam fretes abaixo do piso mínimo desmotivava os motoristas a denunciar as empresas que estavam pagando o preço abaixo da tabela. Com a alteração, nenhum caminhoneiro autônomo pode ser multado caso esteja transportando cargas no valor abaixo do piso mínimo de frete estabelecido.
 
A ANTT informou ainda que vai aprofundar, até janeiro do próximo ano, os estudos para tratamento de cargas especiais (vidros, animais vivos, guincho para reboque de veículos, produtos aquecidos, logística reversa de resíduos sólidos, granéis em silo etc.), tratamento específico de cargas fracionadas e para transporte dedicado voltando vazio. A agência vai analisar ainda o destaque do diesel na fórmula do piso mínimo.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
EDUARDO CUNHA alega aneurisma cerebral e pede prisão domiciliar no Rio 03/12/2019
EDUARDO CUNHA alega aneurisma cerebral e pede prisão domiciliar no Rio
 
CANNABIS Anvisa autoriza venda de medicamentos à base de Cannabis 03/12/2019
CANNABIS Anvisa autoriza venda de medicamentos à base de Cannabis
 
TESOURO NACIONAL - 01/12/2019
TESOURO NACIONAL - "Abono Salarial beneficia os menos pobres", diz a STN
 
BAILE FUNK Ação da PM deflagra a morte de 9 pessoas pisoteadas em Paraisópolis 01/12/2019
BAILE FUNK Ação da PM deflagra a morte de 9 pessoas pisoteadas em Paraisópolis
 
HIV - Nos Arcos da Lapa, a celebração do Dia Mundial de Luta contra AIDS 01/12/2019
HIV - Nos Arcos da Lapa, a celebração do Dia Mundial de Luta contra AIDS
 
ICMS - Senado vota isenção para igrejas nesta terça 01/12/2019
ICMS - Senado vota isenção para igrejas nesta terça
 
CPI investiga Derramamento de Óleo nas Praias 29/11/2019
CPI investiga Derramamento de Óleo nas Praias
 
EDITORIAL - TOFFOLI reage à papagaiada de GUEDES 26/11/2019
EDITORIAL - TOFFOLI reage à papagaiada de GUEDES
 
LICENÇA PARA MATAR - Bolsonaro defende Excludente de Ilicitude contra protestos violentos 25/11/2019
LICENÇA PARA MATAR - Bolsonaro defende Excludente de Ilicitude contra protestos violentos
 
IMPOSTOS Arrecadação federal chega a R$ 135,2 bilhões 25/11/2019
IMPOSTOS Arrecadação federal chega a R$ 135,2 bilhões
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites