Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

Domingo, Dia 21 de Julho de 2019 as 22:07:06



FRETE MÍNIMO Já estão em vigor as novas regras para caminhoneiros



Já estão em vigor as novas regras do frete mínimo para caminhoneiros
 
O cálculo do frete mínimo agora abrange 11 categorias
 
Começam a valer a partir de sábado, 20.07, as novas regras para o cálculo do frete mínimo de transporte de cargas. As alterações, publicadas publicadas pela ANTT Agência Nacional de Transportes Terrestres na 5ª feira, 18.07, determinam que o cálculo do frete mínimo passará a considerar 11 categorias na metodologia para os diferentes cálculos dos pisos mínimos. Antes, o cálculo não se baseava em categorias.
 
Entre as categorias de cargas estão os transportes de graneis sólidos, líquidos, cargas frigorificadas, cargas conteinerizadas e transportes de cargas perigosas em diferentes modalidades, sólidas e líquidas.
 
Cálculo do Piso Minimo
 
A resolução também amplia os itens levados em consideração para o cálculo.
 
Segundo a norma, o cálculo do piso mínimo de frete levará em consideração o tipo de carga; também serão aplicados dois coeficientes de custo: um envolvendo o custo de deslocamento (CCD) e, outro, de carga e descarga (CC) que levará em consideração o número de eixos carregados. A resolução determina ainda que será levada em consideração a distância percorrida pelo caminhoneiro.
 
Detalhamento
 
Outro tema presente na resolução da ANTT é o detalhamento da multa para quem contratar o serviço abaixo do piso mínimo. A pena a ser aplicada é de duas vezes a diferença entre o valor pago e o piso devido, R$ 500 no mínimo, e R$ 10.500 no máximo. Quem ofertar contratação do transporte rodoviário de carga abaixo do piso mínimo pode ser multado em R$ 4.975.
 
No final de  maio, a agência reguladora já havia anunciado que deixaria de aplicar multa aos caminhoneiros por descumprimento da aplicação da tabela  De acordo com a ANTT, a aplicação de multa aos caminhoneiros que aceitavam fretes abaixo do piso mínimo desmotivava os motoristas a denunciar as empresas que estavam pagando o preço abaixo da tabela. Com a alteração, nenhum caminhoneiro autônomo pode ser multado caso esteja transportando cargas no valor abaixo do piso mínimo de frete estabelecido.
 
A ANTT informou ainda que vai aprofundar, até janeiro do próximo ano, os estudos para tratamento de cargas especiais (vidros, animais vivos, guincho para reboque de veículos, produtos aquecidos, logística reversa de resíduos sólidos, granéis em silo etc.), tratamento específico de cargas fracionadas e para transporte dedicado voltando vazio. A agência vai analisar ainda o destaque do diesel na fórmula do piso mínimo.


Fonte: AGENCIA BRASIL





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FORÇAS ARMADAS em regime de Meio Expediente, tal como no governo neo-liberal de FHC 17/08/2019
FORÇAS ARMADAS em regime de Meio Expediente, tal como no governo neo-liberal de FHC
 
ARGENTINA tem novo ministro da Economia, Hernán Lacunza 17/08/2019
ARGENTINA tem novo ministro da Economia, Hernán Lacunza
 
MERCOSUL 17/08/2019
MERCOSUL "Brasil sai do Bloco se Argentina frear abertura", diz Guedes
 
PGR pede ao STJ acesso a inquérito sobre Caso MARIELLE 16/08/2019
PGR pede ao STJ acesso a inquérito sobre Caso MARIELLE
 
PREVIDÊNCIA NO SENADO - CCJ define Calendário 16/08/2019
PREVIDÊNCIA NO SENADO - CCJ define Calendário
 
6ª MARCHA DAS MARGARIDAS em Brasília: 100 mil mulheres de todo o País 14/08/2019
6ª MARCHA DAS MARGARIDAS em Brasília: 100 mil mulheres de todo o País
 
LEILÃO de três áreas portuárias nesta 3ª feira 13/08/2019
LEILÃO de três áreas portuárias nesta 3ª feira
 
DALAGNOL Conselho Nacional do MP desarquiva Processo Disciplinar 13/08/2019
DALAGNOL Conselho Nacional do MP desarquiva Processo Disciplinar
 
GUEDES : “Tenham um pouco de paciência”, sobre a Recessão Técnica 12/08/2019
GUEDES : “Tenham um pouco de paciência”, sobre a Recessão Técnica
 
PREVIDÊNCIA Relator no Senado quer aprovação de texto vindo da Câmara 09/08/2019
PREVIDÊNCIA Relator no Senado quer aprovação de texto vindo da Câmara
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites