Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Política

26 de Julho de 2019 as 03:07:45



MORO quer descartar provas, mas PF irá mantê-las e oferecer à Justiça



O ministro Moro informou durante a ligação ao presidente do STJ, que o material obtido vai ser descartado para não devassar a intimidade de ninguém.
 
Contudo, nota da Polícia Federal assegura que os conteúdos mensagens raqueadas não serão destruídos pela PF e que cabe à Justiça determinar seu paradeiro.
 
O presidente do STF Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, confirmou nesta 5ª feira, 25.07, que foi alvo da atuação de hackers. Segundo o ministro, o fato foi comunicado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.
 
De acordo com a Polícia Federal (PF), os quatro presos na 3ª feira, 23.07, sob a acusação de invasão do celular de Moro, também teriam roubado dados de mil vítimas, entre elas, diversas autoridades do Legislativo, Judiciário e do Executivo.
 
Segundo Noronha, Moro informou que o nome dele está na lista da PF de autoridades hackeadas. Em nota, o presidente declarou que pouco utilizava o aplicativo Telegram, principal alvo dos roubos de dados, e que não tem "nada a esconder".
 
Íntegra da nota
 
"​O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, confirma que recebeu a ligação do ministro da Justiça, Sergio Moro, informando que o seu nome aparece na lista das autoridades hackeadas. O ministro do STJ disse que está tranquilo porque não tem nada a esconder e que pouco utilizava o Telegram.
 
O ministro Moro informou durante a ligação que o material obtido vai ser descartado para não devassar a intimidade de ninguém. As investigações sobre o caso são de responsabilidade da Polícia Federal, a quem cabe responder sobre o caso."​
 
Mais cedo, o Ministério da Justiça confirmou que o presidente Jair Bolsonaro também teve seu celular invadido.
 
Polícia Federal
 
Em nota, a Polícia Federal afirma que as investigações não têm como objeto a análise das mensagens supostamente subtraídas de celulares invadidos. A PF garantiu ainda que mensagens que venham a ser localizadas no material apreendido serão preservadas e que caberá à Justiça, em momento oportuno, definir o destino do material.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de capa e Subtítulo da Redação JF

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FORÇAS ARMADAS em regime de Meio Expediente, tal como no governo neo-liberal de FHC 17/08/2019
FORÇAS ARMADAS em regime de Meio Expediente, tal como no governo neo-liberal de FHC
 
ARGENTINA tem novo ministro da Economia, Hernán Lacunza 17/08/2019
ARGENTINA tem novo ministro da Economia, Hernán Lacunza
 
MERCOSUL 17/08/2019
MERCOSUL "Brasil sai do Bloco se Argentina frear abertura", diz Guedes
 
PGR pede ao STJ acesso a inquérito sobre Caso MARIELLE 16/08/2019
PGR pede ao STJ acesso a inquérito sobre Caso MARIELLE
 
PREVIDÊNCIA NO SENADO - CCJ define Calendário 16/08/2019
PREVIDÊNCIA NO SENADO - CCJ define Calendário
 
6ª MARCHA DAS MARGARIDAS em Brasília: 100 mil mulheres de todo o País 14/08/2019
6ª MARCHA DAS MARGARIDAS em Brasília: 100 mil mulheres de todo o País
 
LEILÃO de três áreas portuárias nesta 3ª feira 13/08/2019
LEILÃO de três áreas portuárias nesta 3ª feira
 
DALAGNOL Conselho Nacional do MP desarquiva Processo Disciplinar 13/08/2019
DALAGNOL Conselho Nacional do MP desarquiva Processo Disciplinar
 
GUEDES : “Tenham um pouco de paciência”, sobre a Recessão Técnica 12/08/2019
GUEDES : “Tenham um pouco de paciência”, sobre a Recessão Técnica
 
PREVIDÊNCIA Relator no Senado quer aprovação de texto vindo da Câmara 09/08/2019
PREVIDÊNCIA Relator no Senado quer aprovação de texto vindo da Câmara
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites