Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

10 de Agosto de 2019 as 00:08:30



BRF Resultados no 2º Trimestre /2019: SÓLIDOS



BRF - Resultados no 2º Trimestre/2019
 
Sólidos, superando nossas expectativas; OP reiterado
 
A BRF divulgou fortes resultados e surpreendeu positivamente o mercado hoje. A receita líquida atingiu R$ 8,3 bilhões, um aumento significativo de 18% a/a, como resultado dos maiores preços no Brasil e nos mercados internacionais, e 3% acima de nossas estimativas e consensos.
 
O desempenho operacional robusto mais que compensou os custos mais altos relacionados a preços de grãos e frete, e levou o EBITDA ajustado para R$ 1,5 bilhão, enquanto a margem subiu de 5% no 2T18 para 18,6% neste trimestre, muito acima dos níveis históricos.
 
É importante mencionar que, além do impacto positivo de R$ 157 milhões em razão da adoção do IFRS 16, os valores não recorrentes relacionados à exclusão de ICMS e provisão de ICMS na cesta básica, levaram o EBITDA a R$ 328 milhões. Se fosse excluído, o EBITDA teria sido de R $ 1,1 bilhão com margem de 12,7%, ainda superior ao BB-BIe de 11,2%.
   
Também destacamos como positiva a gestão eficiente do capital de giro que permitiu à empresa manter o ciclo financeiro abaixo de sua média de 3 anos com um fluxo de caixa livre positivo. No 2T19, o montante de R $ 1,2 bilhão referente à venda de ativos levou o FCF a R$ 1,4 bilhão.
 
Como resultado, a dívida líquida diminuiu 2% trimestre/trimestre e, juntamente com os incrementos reportados no EBITDA, a alavancagem caiu para 3,74x de 5,64x no 1T19.
 
Considerando a execução bem sucedida do processo de turnaround e as perspectivas positivas para a indústria de proteína animal como um todo, a BRF também anunciou uma nova orientação para alavancagem de cerca de 3,15x no final de 2019 contra 3,65x anteriormente esperada e 2,65x a YE20.
  
Apresentamos nosso novo YE20 TP para o BRFS3 em R $ 45,0 / ação e reiteramos o rating Outperform. A BRF continua apresentando melhoramentos sequenciais trimestre/trimestre, de fato. A companhia tem mostrado incrementos no faturamento e forte geração de caixa, como resultado de um plano de reestruturação operacional e financeira bem implementado, que permitiu sua desalavancagem a um ritmo muito mais rápido que o esperado.
 
Diante disso, acreditamos que a BRF poderá continuar se beneficiando não apenas do processo de turnaround, mas também de um cenário promissor no mercado internacional pela frente. Dada a já forte demanda da Ásia, devido aos efeitos do ASF, os volumes de exportação deverão aumentar significativamente no 2S19.
 
Além disso, o rating Outperform também é sustentado por:
 
(i) o atraente upside de 36,5% para o nosso TP;
(ii) uma estratégia de preços mais racional adotada pela indústria na BZ, que permitiu à empresa sustentar preços crescentes;
(iii) a melhora gradual do consumo de carne no Brasil ao longo de 2020, apoiada na evolução dos macro fundamentos internos, especialmente após a aprovação de reformas estruturais no Brasil; e
(iv) melhorias em sua estrutura de capital, aproveitando a oportunidade de redução das taxas de juros no Brasil.
 
Assim, a fim de incorporar a expectativa acima mencionada em nosso modelo, revisitamos nossas estimativas e atingimos um novo TP do YE20 de R$ 45,0/ação.
 
Confira no anexo a integra do relatório sobre o desempenho da BRF no 2º trimestre/2019, elaborado por LUCIANA CARVALHO,  do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: LUCIANA CARVALHO, do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
VAREJO & SHOPPINGS Perspectivas de Desempenho no 3º Trimestre/2019 17/10/2019
VAREJO & SHOPPINGS Perspectivas de Desempenho no 3º Trimestre/2019
 
O MERCADO, 16.10: Ibovespa avança na expectativa de Selic mais baixa. Dólar a R$ 4,153 16/10/2019
O MERCADO, 16.10: Ibovespa avança na expectativa de Selic mais baixa. Dólar a R$ 4,153
 
O MERCADO, 17.10: Realização de Lucros na B3. Dólar a R$ 4,169 17/10/2019
O MERCADO, 17.10: Realização de Lucros na B3. Dólar a R$ 4,169
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.10 Avalie se convém Investir 17/10/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.10 Avalie se convém Investir
 
RENDA FIXA  DEBÊNTURES - Mercado Secundário em 14.10.2019 15/10/2019
RENDA FIXA DEBÊNTURES - Mercado Secundário em 14.10.2019
 
O MERCADO, 15.10: Ibovespa sobe puxado por NY. Dólar sobe a R$ 4.164 15/10/2019
O MERCADO, 15.10: Ibovespa sobe puxado por NY. Dólar sobe a R$ 4.164
 
O MERCADO, 14.10: Ibovespa fecha em alta, mas liquidez reduzida. Dólar sobe a R$ 4,128 14/10/2019
O MERCADO, 14.10: Ibovespa fecha em alta, mas liquidez reduzida. Dólar sobe a R$ 4,128
 
O MERCADO, 11.10: Ibovespa sobe 1,98% a 103.831 pts. Dólar cai a R$ 4,093 12/10/2019
O MERCADO, 11.10: Ibovespa sobe 1,98% a 103.831 pts. Dólar cai a R$ 4,093
 
VALE Tour de Analistas e Investidores - Novo Preço-Alvo 2020e da Ação 12/10/2019
VALE Tour de Analistas e Investidores - Novo Preço-Alvo 2020e da Ação
 
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures: CRA e CRI 05/10/2019
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures: CRA e CRI
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites