Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Segunda-Feira, Dia 19 de Agosto de 2019 as 17:38:53



CRISE ARGENTINA Macri retira impostos sobre alimentos da Cesta Básica



Macri joga cartas para reverter o quadro negativo pré-eleitoral
 
A decisão de eliminar temporariamente o IVA (imposto sobre valor agreado) de alguns alimentos é mais uma das medidas que vêm sendo anunciadas pelo presidente argentino, Mauricio Macri, para aliviar o bolso dos trabalhadores e tentar recuperar eleitores.
 
Ele assegurou que a medida valerá até o dia 31 de dezembro deste ano e que seu cumprimento será fiscalizado.
 
Os alimentos que terão o desconto são os que compõem a cesta básica: óleo, pão, arroz, lácteos, macarrão, erva mate, chá, farinha de trigo, hortaliças, conservas e legumes.
 
"Minha única prioridade é cuidar dos argentinos e levar alívio. Tomei uma decisão excepcional que nunca antes se tinha tomado na história do país: vamos eliminar o IVA dos principais alimentos que as famílias argentinas compram", afirmou Macri.
 
O ministro argentino da Produção e do Trabalho, Dante Sica, disse que a medida terá um custo de 10 bilhões de pesos. Ele explicou que a taxação passará de 21% a zero e que os preços dos alimentos que compõem a cesta não vão cair, mas que a medida servirá para absorver o impacto da desvalorização dos produtos.
 
O ministro Sica afirmou que a medida não é controle de preços. "Os controles de preços não funcionam, eles sempre terminaram mal. (A medida) é uma diminuição temporária no IVA pelo impacto da desvalorização do resultado eleitoral, e em uma cesta de mercadorias limitadas, que representa 60% da cesta básica. Isso é o oposto de um controle de preços. Isso busca gerar alívio”.
 
A eliminação temporária do IVA dos alimentos é uma das medidas que Macri anunciou após o impacto das eleições primárias do último domingo. A votação, que serve como uma sondagem nacional, surpreendeu o governo e a oposição.
 
Macri, que é candidato à reeleição, obteve 32% dos votos, enquanto que a chapa de Alberto Fernández e Cristina Kirchner conquistou 47%, mais do que os 45% necessários para que ganhem as eleições gerais em primeiro turno.
 
Entre as medidas de Macri estão ainda o congelamento por 90 dias do preço da gasolina, bônus salarias para os trabalhadores, aumentos nas ajudas sociais e descontos nos impostos.


Fonte: AGENCIA BRASIL. Chamada de capa e sub-título da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
Manifestantes em mais de 150 países defendem o meio ambiente 20/09/2019
Manifestantes em mais de 150 países defendem o meio ambiente
 
COREIA DO NORTE estaria construindo Submarino para lançar Mísseis 20/09/2019
COREIA DO NORTE estaria construindo Submarino para lançar Mísseis
 
MIKE POMPEU responsabiliza IRÃ por Ataques às Refinarias Sauditas 20/09/2019
MIKE POMPEU responsabiliza IRÃ por Ataques às Refinarias Sauditas
 
VENEZUELA Invasão Militar terá consequências fatais para a América do Sul 18/09/2019
VENEZUELA Invasão Militar terá consequências fatais para a América do Sul
 
ISRAEL Projeções mostram empate técnico eleitoral entre GANTZ e NETANUAHU 18/09/2019
ISRAEL Projeções mostram empate técnico eleitoral entre GANTZ e NETANUAHU
 
EUA ativam o TIAR, o tratado de defesa mútua, contra Venezuela 18/09/2019
EUA ativam o TIAR, o tratado de defesa mútua, contra Venezuela
 
PETRÓLEO tem forte alta mas OPEP busca acalmar mercado 17/09/2019
PETRÓLEO tem forte alta mas OPEP busca acalmar mercado
 
REBELDES HOUTHIS assumem Incêndio de Refinarias Sauditas 14/09/2019
REBELDES HOUTHIS assumem Incêndio de Refinarias Sauditas
 
ARÁBIA SAUDITA Ataques a refinarias reduzem produção em 60% 15/09/2019
ARÁBIA SAUDITA Ataques a refinarias reduzem produção em 60%
 
BASES DOS EUA e Porta-Aviões ao alcance de misseis do IRÃ 15/09/2019
BASES DOS EUA e Porta-Aviões ao alcance de misseis do IRÃ
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites