Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Segunda-Feira, Dia 26 de Agosto de 2019 as 11:08:31



O MERCADO, 23.08: Guerra Comercial EUA-China desaba DowJones Nasdaq S&P500 e Ibovespa. Dólar sobe.



Diário do Mercado na 6ª feira, 23.08.2019
 
Ibovespa cai com volume – retorno da hostilidade na guerra comercial 
 
Comentário.
 
O Ibovespa, sem novidades domésticas, terminou firmemente impactado negativamente pela piora do quadro externo, com o ressurgimento do acirramento da guerra comercial.
 
A China decidiu retaliar os EUA impondo US$ 75 bilhões em mais tarifas sobre a importação de produtos norte-americanos e citou que ainda instituirão outras mais sobre produtos agrícolas.
 
Por sua vez, o presidente dos EUA, Donald Trump, conclamou empresas norte-americanas a saírem do país oriental e ainda declarou, entre outras coisas -
 
“Não precisamos da China e, sinceramente, será muito melhor sem eles. A vasta quantidade de dinheiro feito e roubado pela China dos EUA, ano a ano, por décadas, precisa parar”.
 
Ademais, prometeu resposta à atitude chinesa até o final do dia – o que acabou acontecendo, mas os mercados já estavam fechados. O clima hostil entre as duas maiores economias do mundo exacerbaram um dos preponderantes temores atuais dos agentes, que poderá ser inevitável uma iminente desaceleração global.
 
O índice Vix (aversão ao risco) ascendeu a 19,87, de 16,68 da véspera. Neste panorama, os índices acionários de Nova York caíram e arrastaram as demais bolsas pelo mundo. 
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,1240 (+1,13%). Os juros futuros subiram em congruência com o dólar, menos os de curtíssimo prazo (visão de queda da taxa Selic).
 
Ibovespa.
 
O índice recuou após sua abertura, mas tentou reagir. Contudo, após o meio dia desceu rapidamente e se manteve ao redor de sua pontuação de fechamento, com curtas variações, após às 13h, com sua trajetória praticamente colada no índice S&P500.
 
O Ibovespa fechou aos 97.667 pts (-2,34%), acumulando -2,14% na semana, -4,07% no mês, +11,13% no ano e +29,13% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 19,406 bilhões, sendo R$ 17,545 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 21 de agosto (último dado disponível), ocorreu retirada líquida de R$ 1,020 milhões em capital estrangeiro da Bolsa, com a saída líquida passando a R$ 10,495 bilhões no mês. Em 2019, o saldo acumulado está negativo em R$ 20,929 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
Nos Brasil, O Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) mostrou criação de 43.820 vagas com carteira assinada em julho, depois de ter denotado geração de 47.319 vagas em junho. O indicador passou a acumular  464.411 novos postos de trabalho no ano e 521.542 em 12 meses.  
 
* Consenso dos analistas contribuidores da Bloomberg – Fonte: Bloomberg. Elaboração BB Investimentos
 
Câmbio e CDS.
 
A divisa norte-americana encerrou em alta ante ao real, ecoando os ruídos causados pela disputa comercial entre EUA e China.
 
O dólar comercial (interbancário) fechou quase na máxima do dia, cotado a R$ 4,1240 (+1,13%), variando +3,02% na semana, +7,99% no mês, +6,43% no ano e +0,10% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos avançou a 139 pts ante 136 pts da véspera.
 
Juros.
 
Os juros juros futuros, excetuando o curtíssimo prazo, encerraram a sessão regular em alta, em sintonia com o movimento do avanço do dólar, em meio às tensões comerciais vindas do cenário externo.
 
Em relação à sessão anterior, assim findaram: DI janeiro/2020 em 5,41% de 5,39%; DI janeiro/2021 em 5,44% de 5,38%; DI janeiro/2023 em 6,44%  de 6,37%; DI janeiro/2025 em 6,94% de 6,88%; DI janeiro/2027 em 7,24% de 7,19%.
 
Para a próxima semana.
 
Brasil: Saldo em conta corrente, Investimento Estrangeiro Direto, Balança comercial, IPC FIPE, Custos de construção/FGV, Dados do setor de crédito, Dívida federal, IGP-M/ FGV, PIB, Resultado primário do governo central, Taxa de desemprego nacional, Resultado primário e nominal do setor público consolidado;
 
EUA: Pedidos de bens duráveis, PIB, Consumo pessoal, Balança comercial, Estoques de varejo, Estoques no atacado, Novos pedidos seguro-desemprego, Renda e gastos pessoais, PCE (Núcleo), PMI Chicago, Índ Conf Consumidor Univ de Mich;
 
Alemanha: PIB, IPC;
 
França: PIB IPC;
 
Zona do Euro: IPC; Japão: Taxa de desemprego, IPC, Produção industrial, PMI Manuf;
 
China: Lucros industriais, PMI manuf, Caixin PMI Manuf.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 6ª feira, 23.08.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 18.09: Ibovespa estável em 104.531 pts. Dólar sobe a R$ 4,103 18/09/2019
O MERCADO, 18.09: Ibovespa estável em 104.531 pts. Dólar sobe a R$ 4,103
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Avalie se convém Investir 17/09/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.09 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 17.09: Ibovespa sobe 0,90% a 104.616 pts. Dólar cai a R$ 4,077 17/09/2019
O MERCADO, 17.09: Ibovespa sobe 0,90% a 104.616 pts. Dólar cai a R$ 4,077
 
O MERCADO, 16.09: Ibovespa sobe 0,17% a 103.680 pts. Dólar estável a R$ 4,089 16/09/2019
O MERCADO, 16.09: Ibovespa sobe 0,17% a 103.680 pts. Dólar estável a R$ 4,089
 
O MERCADO, 13.09: Ibovespa cai 0,83% a 103.501 pts. Dólar sobe a R$ 4,086 13/09/2019
O MERCADO, 13.09: Ibovespa cai 0,83% a 103.501 pts. Dólar sobe a R$ 4,086
 
O MERCADO, 12.09: Ibovespa sobe 0,89%, Dólar cai face ao Panorama Externo Melhor 13/09/2019
O MERCADO, 12.09: Ibovespa sobe 0,89%, Dólar cai face ao Panorama Externo Melhor
 
PETROBRAS - Visita à plataforma P-68 - Relatório BB-BI 07/09/2019
PETROBRAS - Visita à plataforma P-68 - Relatório BB-BI
 
O MERCADO, 05.09: Ibovespa sobe com NY. Dólar a R$ 4,110 06/09/2019
O MERCADO, 05.09: Ibovespa sobe com NY. Dólar a R$ 4,110
 
O MERCADO, 06.09: Ibovespa sobe a 102.935 pts (+0,68%). Dólar cai a R$ 4,080 07/09/2019
O MERCADO, 06.09: Ibovespa sobe a 102.935 pts (+0,68%). Dólar cai a R$ 4,080
 
O MERCADO, 09.09: Ibovespa sobe a 103.180 (+0,24%). Dólar sobe a R$ 4,098 09/09/2019
O MERCADO, 09.09: Ibovespa sobe a 103.180 (+0,24%). Dólar sobe a R$ 4,098
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites