Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Economia e Finanças

05 de Outubro de 2019 as 15:10:51



ANP divulga lista com 13 empresas habilitadas a Leilão de Petróleo



O Saque do Petróleo
 
British Petroleum, Exxon, Chevron, Shell, Repsol, Pretronas e outras grandes internacionais estarão na festa em que o Brasil irá servir seu Pré-Sal sem risco exploratório
 
Treze empresas foram habilitadas para participar do leilão de petróleo que ocorrerá na 6ª Rodada de Partilha de Produção, prevista para 7 de novembro.
 
Serão ofertados os blocos de Aram, Bumerangue, Cruzeiro do Sul, Sudoeste de Sagitário e Norte de Brava, distribuídos nas bacias de Santos e de Campos.
 
A lista com as empresas foi publicada na 5ª feira, 03.10, no Diário Oficial. Mais quatro empresas manifestaram interesse em participar da rodada e terão as habilitações julgadas no dia 14 deste mês. Com isso a 6ª Rodada poderá ter o maior número de empresas habilitadas em licitações sob o regime de partilha.
 
As empresas habilitadas são:
 
1.   BP Energy do Brasil Ltda (Ingleterra)
2.   Chevron Brasil Óleo e Gás Ltda (EUA);
3.   CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda (Chna);
4.   CNOOC Petroleum Brasil Ltda (China)
5.   Ecopetrol Óleo e Gás do Brasil Ltda; (Colombia);
6.   ExxonMobil Exploração Brasil Ltda (EUA);
7.   Murphy Exploration & Production Company; 
8.   Petrobras (Brasil) 
9.   Petronas Petróleo Brasil Ltda (Malásia);
10. QPI Brasil Petróleo Ltda (Catar) 
11. Repsol Sinopec Brasil S.A (Espanha)
12. Shell Brasil Petróleo Ltda (da Inglaterra) e
13. Wintershall DEA do Brasil Exploração e Produção Ltda (Alemanha).
 
Excedente
 
No dia anterior, 6 de novembro, será realizada a Rodada de Licitações do Excedente da Cessão Onerosa, que é um regime de contratação direta de áreas da União para a Petrobras. A Lei nº 12.276/2010 concedeu à estatal o direito de extrair até 5 bilhões de barris de petróleo equivalente nessas áreas não contratadas, localizadas no pré-sal.
 
Considerando a existência de volumes superiores a isso, a ANP fica autorizada a licitar esse excedente, no regime de partilha. Serão ofertadas as áreas de desenvolvimento de Atapu, Búzios, ltapu e Sépia, na Bacia de Santos.
 
“A diferença dessa rodada para os demais leilões no regime de partilha da produção é que serão ofertadas áreas já em desenvolvimento, sem risco exploratório. Nas rodadas tradicionais de partilha, são ofertados blocos, ou seja, áreas ainda não exploradas, em que as empresas vencedoras precisarão fazer estudos para identificar se há ou não petróleo e/ou gás em quantidades comerciais (a chamada fase de exploração)”,
 
 
explicou a ANP, em nota divulgada à imprensa.


Fonte: AGENCIA BRASIL, Subtítulos da Redação JF





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
PETROBRAS apresenta resultados positivos no 3º trimestre 18/10/2019
PETROBRAS apresenta resultados positivos no 3º trimestre
 
PETRÓLEO em Praias do Nordeste Especialistas Comentam 16/10/2019
PETRÓLEO em Praias do Nordeste Especialistas Comentam
 
PETROBRAS anuncia afretamento de plataformas para a Bacia de Campos 16/10/2019
PETROBRAS anuncia afretamento de plataformas para a Bacia de Campos
 
FREE SHOP Nova cota para compras em 2020: US$ 1.000 14/10/2019
FREE SHOP Nova cota para compras em 2020: US$ 1.000
 
PETRÓLEO Leilão Fora do Pré Sal arrecada R$ 8,9 BI: 12 lotes arrematados, dos 36 11/10/2019
PETRÓLEO Leilão Fora do Pré Sal arrecada R$ 8,9 BI: 12 lotes arrematados, dos 36
 
INDÚSTRIA perde relevância no Brasil, avalia economista do IEDI 10/10/2019
INDÚSTRIA perde relevância no Brasil, avalia economista do IEDI
 
COMPETITIVIDADE Brasil é 71º no Ranking Internacional 10/10/2019
COMPETITIVIDADE Brasil é 71º no Ranking Internacional
 
GÁS NATURAL  Petrobras assina parceria exploratória com empresa da Noruega 10/10/2019
GÁS NATURAL Petrobras assina parceria exploratória com empresa da Noruega
 
DOLARIZAÇÃO - BC propõe lei para 08/10/2019
DOLARIZAÇÃO - BC propõe lei para "modernizar mercado de câmbio"
 
BB, CAIXA e PETROBRAS não estão no radar do governo para serem privatizadas. 06/10/2019
BB, CAIXA e PETROBRAS não estão no radar do governo para serem privatizadas.
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites