Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Sábado, Dia 12 de Outubro de 2019 as 23:10:14



RÚSSIA reduz à metade a participação do Dólar nas Reservas Internacionais



Rússia reduz pela metade participação do dólar em suas reservas internacionais
 
O Banco Central russo aumenta a participação do ouro, do yuan e do euro em suas reservas internacionais, que atingiram US$ 487,4 bilhões em março de 2019.
 
A Rússia reduziu em mais de 50% a participação do dólar norte-americano em suas reservas em um período de somente um ano. Em contrapartida, a participação do ouro, do yuan e do euro aumentou, informou o Banco Central russo em um informe publicando nesta 4ª feira, 02.10.
 
O montante total das reservas internacionais da Rússia também cresceu em US$ 27,2 bilhões no mesmo período, atingindo US$ 487,4 bilhões de dólares.
 
A fatia do dólar no montante total das reservas caiu de 43,7% para 23,6%, uma queda de 54%, entre março de 2018 e março de 2019. O total de ativos nos EUA também teve queda significativa: de 29,3% para 9,2%.
 
Por outro lado, outras divisas apresentaram um aumento significativo nas reservas russas. A participação do yuan teve o maior aumento: subiu de 5% em março de 2018 para 14,2% em 2019, um crescimento de 35,2%.
 
A participação do euro aumentou em 8,1% durante o período, e hoje representa 30,3% das reservas internacionais russas.
 
O ouro, que já tinha uma percentagem elevada na composição das reservas em 2018, de 17,2%, alcançou 18,2% em 2019.
 
Política monetária do Banco Central russo
 
O Banco Central russo está implementando, desde abril de 2018, uma política de redução do papel do dólar norte-americano em suas reservas internacionais. Esta medida é uma resposta às sanções econômicas impostas pelos EUA contra Moscou.
 
Para diminuir a dependência do dólar, o Banco Central russo investiu ativamente na compra de ouro, tornando-se o maior comprador mundial deste metal precioso no ano passado.
 
O país também procura aumentar o uso de moeda local no seu comércio bilateral, que já atingiu níveis elevados nas transações com parceiros como a China, Irã e Turquia.
 
 


Fonte: SPUTINIK NEWS





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
CHINA-BRASIL Presença de XI JINPING no Brasil aprofunda parcerias 12/11/2019
CHINA-BRASIL Presença de XI JINPING no Brasil aprofunda parcerias
 
XI JINPING é recebido no Itamarati no encontro dos BRICS nesta 4ª feira 13/11/2019
XI JINPING é recebido no Itamarati no encontro dos BRICS nesta 4ª feira
 
BOLÍVIA - Congresso deve se reunir para acatar Renúncia de Evo Morales 12/11/2019
BOLÍVIA - Congresso deve se reunir para acatar Renúncia de Evo Morales
 
12/11/2019
EVO MORALES chega ao México em Asilo Político
 
BRICS pede fim de medidas comerciais unilaterais e protecionistas 12/11/2019
BRICS pede fim de medidas comerciais unilaterais e protecionistas
 
BOLÍVIA Indígenas e Pobres marcham a La Paz para deter o Golpe da Direita 11/11/2019
BOLÍVIA Indígenas e Pobres marcham a La Paz para deter o Golpe da Direita
 
EVO MORALES aceita enfim Asilo oferecido pelo México 11/11/2019
EVO MORALES aceita enfim Asilo oferecido pelo México
 
BOLÍVIA - Encapuzados atacam embaixada com dinamite 11/11/2019
BOLÍVIA - Encapuzados atacam embaixada com dinamite
 
GOLPE DE ESTADO - BOLIVIA Evo Morales deixa a presidência por pressão dos militares 10/11/2019
GOLPE DE ESTADO - BOLIVIA Evo Morales deixa a presidência por pressão dos militares
 
BOLÍVIA Evo Morales convoca novas eleições presidenciais 10/11/2019
BOLÍVIA Evo Morales convoca novas eleições presidenciais
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites