Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 17 de Outubro de 2019 as 19:40:54



O MERCADO, 17.10: Realização de Lucros na B3. Dólar a R$ 4,169



Diário do Mercado na 5ª feira, 17.10.2019
 
Ibovespa tem pequena baixa em dia de realizações de lucros
 
Comentário.
 
O índice doméstico teve uma sessão de realizações, depois de seis pregões consecutivos de ganhos, período no qual subiu +5,44% desde o dia 8 até o dia 16 de outubro.
 
Além do Ibovespa se aproximar de sua máxima histórica de fechamento, de certa forma, as notícias internas favoráveis já estão precificadas, com destaque para a aprovação da reforma da Previdência e da continuidade de um afrouxamento monetário maior.
 
Assim, passa a existir agora necessidade de um ímpeto mais vigoroso, mas, o capital estrangeiro prossegue saindo da bolsa brasileira, estabelecendo até o momento recordes de retirada mensal e anual. Ademais, ainda não surgiram dados econômicos mais consistentes para ratificar o esperado crescimento futuro.
 
De toda a sorte, vale ressaltar que a partir da próxima semana se iniciará a temporada de balanços do 3º trimestre deste ano, que findará em meados de novembro próximo. Internamente, essa gama de resultados poderá a ser o “fiel da balança” para dar ao mercado acionário doméstico impulso para tentar suplantar seu teto histórico.
 
Externamente, um misto entre dados econômicos norte-americanos aquém do esperado, de acerto entre Reino Unido e União Europeia para o Brexit e o olhar sobre o acordo comercial entre EUA e China deram o tom aos negócios. As bolsas de Nova York subiram.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,1690 (+0,39%). Os juros futuros decaíram sucessivamente da ponta mais curta para a mais longa, com visão de queda da taxa Selic.
 
Ibovespa.
 
O índice oscilou a maior parte da manhã com leve alta. Contudo, pouco antes das 11:30h, perdeu força e passou a navegar basicamente em campo negativo até seu fechamento, com realizações.
 
O Ibovespa fechou aos 105.015 pts (-0,39%), acumulando +1,14% na semana, +0,26% no mês, +19,49% no ano e +22,45% em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 15,3 bilhões, sendo R$ 13,8 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 12 de outubro (último dado disponível), ocorreu retirada líquida de de R$ 166,409 milhões em capital estrangeiro na Bovespa, apurando saída líquida de -R$ 10,298 bilhões no mês. Em 2019, o saldo negativo líquido acumulado atingiu -R$ 31,101 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o Caged (criação de empregos formais) mostrou geração de 157.213 vagas em setembro, ante 121.387 em agosto – acima do consenso de 129.902, sendo melhor resultado para os meses desde setembro de 2013. O indicador passou a acumular criação de 761.776 postos de trabalho no ano.
 
Nos EUA, a produção industrial recuou -0,4% em setembro contra alta de +0,8% em agosto (revisto de +0,6%) – consenso de -0,2%. Já a utilização da capacidade instalada cedeu para 77,5% em setembro frente a 77,9% em agosto – consenso de 77,7%. As construções de casas novas variaram -9,4% em setembro (para 1,256 milhão – taxa anual com ajuste sazonal) versus +15,1% em agosto (revisado de +12,3%), consenso em -3,2%. Já as licenças para construção caíram -2,7% em setembro (para 1,87 milhão - taxa anual com ajuste sazonal) ante +8,2% em agosto (revisto de +7,7%) - consenso de -5,3%.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar subiu ante o real. A moeda brasileira só não teve desvalorização maior do que o peso argentino no mercado internacional.
 
A divisa findou cotada a R$ 4,1690 (+0,39%), acumulando +1,86% na semana, +0,34% no mês, +7,59% no ano e +13,13% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos cedeu a 131 pts de 132 na véspera. 
 
Juros.
 
Os juros futuros decaíram progressivamente da ponta curta para a longa em sua curva de estrutura a termo.
 
Os agentes levaram em conta a queda futura da taxa Selic, além do favorável cenário externo no dia. Em relação à sessão anterior, assim fecharam: DI janeiro/2020 em 4,86% de 4,89%; DI janeiro/2021 em 4,47%  de 4,52%; DI janeiro/2023 em 5,43% de 5,50%; DI janeiro/2025 em 6,10% de 6,21%; DI janeiro/2027 em 6,48% de 6,58%.
 
Agenda.
 
Brasil: Confiança industrial CNI, IGP-M (2ª prévia);
 
EUA: índice antecedente;
 
China: produção industrial, vendas a varejo, PIB.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercado na 5ª feira, 17.10.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRAL AVLES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos  

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRAL AVLES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 18.11: IBOVESPA ca 0,27% a 106.269 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,205 19/11/2019
O MERCADO, 18.11: IBOVESPA ca 0,27% a 106.269 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,205
 
SLC AGRÍCOLA - Resultado no 3º trimestre/2019  Resultado Líquido Negativo 16/11/2019
SLC AGRÍCOLA - Resultado no 3º trimestre/2019 Resultado Líquido Negativo
 
JBS - Resultado no 3º Trimestre /2019:  Fortes Resultados 16/11/2019
JBS - Resultado no 3º Trimestre /2019: Fortes Resultados
 
MVR - Resultado no 3º trimestre /2019: Mudança de Direção 13/11/2019
MVR - Resultado no 3º trimestre /2019: Mudança de Direção
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 13.11 Avalie se convém Investir 13/11/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 13.11 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 13.11: Ibovespa cai com ruídos entre EUA e China. Dólar sobe R$ 4,185 13/11/2019
O MERCADO, 13.11: Ibovespa cai com ruídos entre EUA e China. Dólar sobe R$ 4,185
 
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO 13/11/2019
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO
 
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116 13/11/2019
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116
 
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142 12/11/2019
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142
 
SANTANDER BRASIL  Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS 09/11/2019
SANTANDER BRASIL Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites