Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

28 de Outubro de 2019 as 21:10:02



O MERCADO, 28.10: Ibovespa tem recorde histórico. Dólar cai a R$ 3,992.



Diário do Mercado na 2ª feira, 28.10.2019
 
Ibovespa tem novo recorde histórico junto com índice S&P500
 
Comentário.
 
O índice brasileiro foi gradualmente ascendendo ao longo do pregão e superou e se firmou acima dos 108 mil pts na parte da tarde, para performar em novo recorde de fechamento. O melhor panorama externo foi fundamental para o comportamento do mercado doméstico.
 
Ademais, vale destacar que os agentes estão otimistas com o consenso de corte de 50 pts-base na taxa básica de juros na próxima 4ª feira, 30.10, pelo Copom e seu comunicado, além da  expectativa de continuidade do ciclo de afrouxamento monetário para pisos históricos ainda menores e da percepção que os juros devem prosseguir baixos por um período prolongado. Os resultados de empresas na temporada de balanços 3T19 também têm sido bem recebidos.
 
Externamente, outra citação do presidente norte-americano, Donald Trump, que o acordo comercial parcial com a China poderá ser assinado na APEC (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico), nos dias 16 e 17 de novembro próximo no Chile, induziu altas nos índices acionários de Nova York, inclusive levando o S&P500 a nova máxima pontuação histórica.
 
Mais uma vez, a grande maioria dos resultados da temporada de balanços 3T19 de empresas continua sendo avaliada melhor do que o esperado.
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 3,9920 (-0,40%). Os juros futuros mantiveram tendência baixista na antevéspera da decisão da taxa Selic pelo Copom.
 
Ibovespa.
 
O índice principiou ascendente e testou os 108 mil pts algumas vezes pela manhã. Na parte da tarde, suplantou esta pontuação e fechou em novo recorde histórico. Os papéis do setor de bancos foi o destaque do dia.
 
O Ibovespa fechou aos 108.187 pts (+0,77%), acumulando +3,29% no mês, +23,10% no ano e +26,21 em 12 meses. O giro financeiro preliminar da Bovespa foi de R$ 15,1 bilhões, sendo R$ 13,7 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 24 de outubro (último dado disponível), ocorreu entrada líquida de capital estrangeiro de R$ 173,370 milhões na Bovespa, baixando a saída líquida para -R$ 9,887 bilhões no mês. Em 2019, o saldo negativo líquido acumulado situa-se em -R$ 30,690 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a FGV informou que os custos de construção variaram +0,12% em outubro, ante +0,60% em setembro – consenso em +0,10%. 
 
Nos EUA, a balança comercial registrou déficit de US$ 70,4 bilhões em setembro versus US$ 73,1 bilhões em agosto.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar cedeu abaixo de R$ 4,00 logo após sua abertura e operou em campo negativo ao longo de toda a sessão. A menor aversão ao risco no cenário externo foi determinante no dia.
 
A moeda fechou cotada a R$ 3,9920 (-0,40%), acumulando -3,92% no mês, +3,02% no ano e +9,31% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos cedeu a 117 pts de 119 pts na 6ª feira, 25.10.
 
Juros.
 
Os juros futuros, basicamente, terminaram em baixa ao longo de toda a sua curva de estrutura a termo, acompanhando a tendência do dólar. Obviamente, vale ressaltar os posicionamentos de última hora antes da decisão do Copom sobre a taxa Selic na próxima quarta-feira (28).
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam os contratos: DI janeiro/2020 em 4,78% de 4,78%; DI janeiro/2021 em 4,39% de 4,40%; DI janeiro/2023 em 5,37% de 5,41%; DI janeiro/2025 em 6,03% de 6,07%; DI janeiro/2027 em 6,40% de 6,45%.
 
Agenda.
 
Brasil: IGP-M, Taxa Selic, Taxa de desemprego, Resultados primário e nominal do setor público, Produção industrial, PMI Manufatura, Balança comercial mensal;
 
EUA: ADP empregos privados, PIB, Consumo pessoal, Decisão de juros - FOMC , Payroll, Taxa de desemprego, PMI Manufatura, Manufaturados ISM;
 
Alemanha: PMI Manufatura , IPC;
 
França: PIB; zona do euro: PIB;
 
Japão: PMI Manuf, Produção ind., Taxa de juros – BoJ.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercao na 2ª feira, 28.10.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI, integrante do BB Investimentos. 

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
SLC AGRÍCOLA - Resultado no 3º trimestre/2019  Resultado Líquido Negativo 16/11/2019
SLC AGRÍCOLA - Resultado no 3º trimestre/2019 Resultado Líquido Negativo
 
JBS - Resultado no 3º Trimestre/2019:  Fortes Resultados 16/11/2019
JBS - Resultado no 3º Trimestre/2019: Fortes Resultados
 
MVR - Resultado no 3º trimestre /2019: Mudança de Direção 13/11/2019
MVR - Resultado no 3º trimestre /2019: Mudança de Direção
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 13.11 Avalie se convém Investir 13/11/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 13.11 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 13.11: Ibovespa cai com ruídos entre EUA e China. Dólar sobe R$ 4,185 13/11/2019
O MERCADO, 13.11: Ibovespa cai com ruídos entre EUA e China. Dólar sobe R$ 4,185
 
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO 13/11/2019
EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO
 
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116 13/11/2019
O MERCADO, 12.11: Ibovespa cai 1,49% a 106.751 pts. Dólar sobe a R$ 4,116
 
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142 12/11/2019
O MERCADO, 11.11: Ibovespa sobe 0,69% a 108.367 pts. Dólar cai a R$ 4,142
 
SANTANDER BRASIL  Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS 09/11/2019
SANTANDER BRASIL Resultados no 3º trimestre/2019: NEGATIVOS
 
BRF  Resutados no 3º trimestre de 2019: POSITIVOS 09/11/2019
BRF Resutados no 3º trimestre de 2019: POSITIVOS
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites