Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

13 de Novembro de 2019 as 15:11:34



EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019: NEUTRO



EMBRAER - Resultado no 3º trimestre de 2019
 
Neutro.
Carteira de pedidos estável.
 
A Embraer apresentou desempenho neutro no 3T19, em nossa opinião.
 
Nos últimos trimestres, a divisão de Defesa e Segurança impulsionou os resultados da Embaer. No entanto, no 3T19, os segmentos Executivo e Aviação Comercial passaram a ser os destaques positivos, enquanto o negativo foi Defesa e Segurança, onde a receita líquida caiu 28,7% a / a.
 
Finalmente, a carteira de pedidos firmes atingiu US $ 16,2 bilhões contra US$ 16,9 bilhões no 2T19, mas permaneceu no mesmo nível de 2018 (US$ 16,3 bilhões).
 
Entrega de Aeronaves
 
Em relação às entregas, no segmento de Aviação Comercial, a Embraer entregou 17 aeronaves no 3T19 contra 15 no 3T18. Assim, a receita líquida na divisão de Aviação Comercial cresceu 6,8% a/a para US$ 408 milhões, contra US$ 382 milhões no 3T18.
 
Quanto à divisão de jatos executivos, foram entregues mais três jatos que o 3T18, encerrando o trimestre com 27 jatos executivos (15 leves e 12 grandes) versus 24 executivos (17 leves e 7 grandes) no 3T18. Portanto, a receita líquida aumentou 16,3% a / a, para US $ 363 milhões no 3T19 contra US $ 312 milhões no 3T18.
 
A divisão de Serviços e Suporte registrou uma receita líquida de US $ 238 milhões no 3T19, uma redução de 6,7% a / a.
 
Finalmente, o segmento de Defesa e Segurança registrou uma receita líquida de US $ 164 milhões contra US $ 230 milhões no 3T18 (-28,7% a / a).
 
De fato, a receita líquida consolidada foi de US $ 1,1 bilhão, um aumento de 1,4% a / a, enquanto as despesas consolidadas de SG&A foram de US$ 108 milhões contra US$ 118 milhões no 3T18, impactadas pelos custos de separação de US $ 34,8 milhões relacionados ao do negócio de Aviação Comercial da Embraer. Portanto, o EBIT ajustado atingiu US $ -21 milhões com margem de -1,8%, contra um EBIT de US $ 54 milhões no 3T18.
 
O EBITDA consolidado foi de US$ 18 milhões no 3T19, com margem de 1,5%, contra um EBITDA de US$ 114 milhões no 3T18 e margem de 9,8%. O prejuízo líquido reportado no 3T19 foi de US $ 48 milhões, contra um prejuízo líquido de US $ 17 milhões no 3T18. A Embraer encerrou o trimestre com dívida líquida de US $ 1,34 bilhão.
 
Atualização de orientação de 2019 e 2020.
 
Para 2019, a Embraer reafirmou suas expectativas de entregas para jatos comerciais e executivos e duas aeronaves KC-390, e agora espera mais cinco entregas de Super Tucano.
 
Para 2019, a Embraer reafirmou suas expectativas de entregas para jatos comerciais e executivos e duas aeronaves KC-390, e agora espera mais cinco entregas de Super Tucano. 
 
Também foram reafirmadas as orientações para a receita 19E de US$ 5,3 - 5,7 bilhões, bem como a margem EBIT. Também foram reafirmados US$ 5,3 - 5,7 bilhões, além da margem EBIT.
 
Devido ao maior consumo de caixa na transição da parceria da Boeing, a Embraer reduziu sua faixa de pagamento de dividendos estimada para US$ 1,3 - 1,6 bilhão, contra a expectativa anterior no topo da faixa atual (US$ 1,6 bilhão).
 
Opinião do analista.
 
Outperform
 
Permanecemos com uma visão positiva das perspectivas futuras da Embraer apoiadas por sua parceria com a Boeing, que, apesar de reduzida, levará a uma distribuição extraordinária de dividendos na faixa de US$ 1,3 bilhão a US$ 1,6 bilhão.
 
Nesse sentido, mantemos o rating Outperform e nosso preço-alvo no YE20 de R$ 22,50.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório a respeito do desempenho da EMBRAER no 3º trimestre/2019, elaborado por RENATO HALLGREN, Analista senior, do BB Investimentos.  
TRADUÇÃO: Redação JF

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RENATO HALLGREN, Analista senior, do BB Investimentos. TRADUÇÃO: Redação JF

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 27.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir 27/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 27.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 27.01: IBOVESPA caiu 3,29% a 114.481 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,209 27/01/2020
O MERCADO, 27.01: IBOVESPA caiu 3,29% a 114.481 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,209
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 25/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184 25/01/2020
O MERCADO, 24.01: IBOVESPA cai 0,96% a 118.376 pts DÓLAR sobe a R$ 4,184
 
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175 23/01/2020
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175
 
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205 22/01/2020
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205
 
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206 22/01/2020
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir 21/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir
 
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020 18/01/2020
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 18/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites