Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

26 de Novembro de 2019 as 02:11:52



O MERCADO, 25.11: IBOVESPA cai 0,25% a 108.423 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,214



Diário do Mercado na 2ª feira, 25.11.2019
 
Ibovespa tem leve realização com mudança parcial de perspectivas
 
Comentário.
 
O índice brasileiro teve um dia de realizações, após dois pregões de ganhos, se descolando negativamente das bolsas norte-americanas. Internamente, os agentes, de acordo com o relatório Focus do Banco Central, subiram sua projeção de juros (taxa Selic) 4,25% a.a. para 4,50% a.a. para 2020.
 
De outra mão, o mercado não espera que mais reformas ainda ocorram neste final de ano – até pelo exíguo prazo, postergando sua expectativa para o próximo ano.
 
Também, dados do setor externo induziram o dólar a ter nova cotação recorde de fechamento. Este panorama doméstico foi precificado pelos investidores e suplantou até a notícia externa vinda da China, que divulgou que a conclusão do acordo comercial “fase 1” com os EUA já estaria na iminência de seu desfecho. Os índices acionários de Nova York (Dow Jones, S&P500 e Nasdaq) fecharam em recordes.
 
No Brasil, o dólar comercial terminou em nova máxima histórica de fechamento (desde o plano real), cotado a R$ 4,2140 (+0,52%). Os juros futuros curtos fecharam próximos da estabilidade, mas, a partir dos contratos intermediários, avançaram com firmeza.
 
Ibovespa.
 
O índice abriu em alta, mas logo passou a denotar trajetória oscilante e errática ao longo do pregão. Destaque positivo no dia para os papéis do setor de proteínas e depois para aqueles do setor de siderurgia e mineração. Já as ações da Petrobras e do setor de bancos pesaram na sessão.
 
O Ibovespa findou aos 108.423 pts (-0,25%), acumulando +1,12% no mês, +23,37% no ano e +25,74% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 16,0 bilhões, tendo o mercado à vista negociado R$ 17,7 bilhões.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 19 de novembro (último dado disponível), a Bovespa registrou saída líquida de capital estrangeiro de -R$ 164,587 milhões, com a saída líquida passando a -R$ 5,228 bilhões em novembro. Em 2019, o saldo negativo líquido acumulado situa-se em -R$ 35,228 bilhões.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o investimento direto no país registrou US$ 6,815 bilhões em outubro. O indicador passou a acumular US$ 62,126 bilhões no ano e US$ 79,499 bilhões no ano (4,35% do PIB). O déficit em transações correntes foi de -US$ 7,874 bilhões em outubro. O indicador passou a acumular saldos negativos de -US$ 45,657 bilhões no ano e de -US$ 58,825 bilhões em 12 meses (3,00% do PIB).
 
A dívida externa bruta estimada situa-se em US$ 326,842 bilhões em outubro (US$ 253,456 bilhões de longo prazo e US$ 73,386 bilhões de curto prazo) ante US$ 327,391 bilhões em setembro.
 
Já o Índice de Confiança do Consumidor/FGV baixou para 88,9 em novembro versus 89,4 em outubro.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) subiu ainda pela manhã após os agentes digerirem o dado do déficit em transações correntes ter vindo pior do que o consenso de mercado. Na parte da tarde, ascendeu um pouco mais e encerrou em novo recorde histórico de fechamento desde o plano real (1994). 
 
A moeda findou cotada a R$ 4,2140 (+0,52%), acumulando +5,03% no mês, +8,75% no ano e +10,20% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos passou a 124 pts ante 125 pts anterior.
 
Juros.
 
Os juros futuros curtos fecharam com sinais divergentes, mas não distantes da estabilidade. Já a partir dos vencimentos intermediários, subiram com firmeza, acompanhando o comportamento do dólar.
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam os contratos: DI janeiro/2020 em 4,68% de 4,69%; DI janeiro/2021 em 4,65%; DI janeiro/2022 em 5,37% de 5,33%; DI janeiro/2023 em 5,94% de 5,88%; DI janeiro/2025 em 6,54% de 6,45%; DI janeiro/2027 em 6,85% de 6,77%.
 
Agenda.
 
Brasil: Custos de construção/FGV, Total da dívida federal, IPC-FIPE, dados do setor de crédito, IGP-M inflação ao atacado, Taxa de desemprego, Resultados primário e nominal do setor público;
 
EUA: Estoques de varejo e no atacado, Balança comercial, Vendas de casas novas, PIB, Consumo pessoal, Pedidos de bens duráveis, PCE (núcleo), Livro Bege;
 
França: PIB;
 
Japão: Produção industrial;
 
China: Lucros industriais, PMI manuf., PMI não manuf.  
 
Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercado na 2ª feira, 25.11.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 06.12 Avalie se convém Investir 07/12/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 06.12 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 06.12: IBOVESPA sobe 0,46% a 111.125 pts. DÓLAR cai 1,0% a R$ 4,146 06/12/2019
O MERCADO, 06.12: IBOVESPA sobe 0,46% a 111.125 pts. DÓLAR cai 1,0% a R$ 4,146
 
O MERCADO, 04.12: Ibovespa subiu 1,23% a 110.300 pts, Dólar estável em R$ 4,202 04/12/2019
O MERCADO, 04.12: Ibovespa subiu 1,23% a 110.300 pts, Dólar estável em R$ 4,202
 
O MERCADO, 02.12: IBOVESPA sobe 064% a 108.927 pts. DÓLAR cai a R$ 4,211 02/12/2019
O MERCADO, 02.12: IBOVESPA sobe 064% a 108.927 pts. DÓLAR cai a R$ 4,211
 
O MERCADO, 29.11 - R$ 8,2 BI de Capitais Externos deixam a bolsa B3 em Novembro 30/11/2019
O MERCADO, 29.11 - R$ 8,2 BI de Capitais Externos deixam a bolsa B3 em Novembro
 
MEGA SENA sorteia prêmio de R$ 44 Milhões neste sábado 30/11/2019
MEGA SENA sorteia prêmio de R$ 44 Milhões neste sábado
 
BRASKEM - Resultado no 3º trimestre de 2019: Negativo 30/11/2019
BRASKEM - Resultado no 3º trimestre de 2019: Negativo
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 28.11 Avalie se convém Investir 29/11/2019
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 28.11 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 28.11: IBOVESPA sobe 0,54% a 108.290 pts. DÓLAR cai a R$ 4,215 28/11/2019
O MERCADO, 28.11: IBOVESPA sobe 0,54% a 108.290 pts. DÓLAR cai a R$ 4,215
 
O MERCADO, 26.11: IBOVESPA cai 1,26% a 107.059 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,244 27/11/2019
O MERCADO, 26.11: IBOVESPA cai 1,26% a 107.059 pts. DÓLAR sobe a R$ 4,244
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites