Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

02 de Dezembro de 2019 as 22:12:25



O MERCADO, 02.12: IBOVESPA sobe 064% a 108.927 pts. DÓLAR cai a R$ 4,211



Diário do Mercado na 2ª feira, 02.12.2019
 
Ibovespa avança na véspera da divulgação do PIB 3T19
 
Comentário.
 
O índice doméstico registrou ganho no dia com trajetória sempre positiva, se descolando dos negativos índices acionários norte-americanos. Uma série de motivos desencadearam o movimento altista deste pregão: já na noite de sexta-feira e de domingo passado, os dados da China vieram melhores; os superávits da balança comercial brasileira subiram US$ 6,5 bilhões com revisão de setembro a novembro; e a percepção dos agentes que a divulgação do PIB 3T19, na manhã desta terça-feira, tende a ser proveitosa. 
 
Externamente, houve declaração do governo dos EUA que poder[á haver taxação de produtos da China caso o acordo comercial “fase 1” não se concretize até 15 de dezembro próximo.
 
Neste panorama, as bolsas de Nova York, que não haviam funcionado na quinta-feira passada (ferido do “Dia de Ação de Graças”) e apenas parcialmente na sexta-feira (“Black Friday) sofreram realizações e encerraram em queda  - lembrando que na quarta-feira, dia 27 de novembro, haviam encerrados todas em recordes históricos de fechamento. 
 
No Brasil, o dólar comercial fechou cotado na máxima do dia, a R$ 4,2110 (-0,68%). Os juros futuros terminaram majoritariamente em alta, com destaque para os contratos intermediários. 
 
Ibovespa.
 
O índice ascendeu rapidamente após sua abertura e após meia hora de negócios passou o restante da sessão circundando os 109 mil pts (+0,70%), com curtas variações até seu fechamento.
 
O Ibovespa fechou aos 108.927 pts (+0,64%), acumulando +23,94% no ano e +21,70% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 16,9 bilhões, sendo R$ 15,4 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa
 
No dia 28 de novembro (último dado disponível), Bovespa teve saída líquida de -R$ 76,8 milhões de capital estrangeiro, com a retirada líquida passando a -R$ 8,274 bilhões em novembro e a -R$ 38,6781 bilhões em 2019.
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, a balança comercial registrou superávit de US$3,4 bilhões em novembro, com exportações de US$ 17,6 bilhões e importações de US$ 14,2 bilhões. O saldo acumulado está em US$ 41,079 bilhões em 2019. No geral, os resultados de setembro até novembro foram revisados, incrementando o superávit comercial em US$ 6,5 bilhões.
 
Já o PMI manufatura subiu para 52,9 em novembro ante 52,2 em outubro. A utilização da capacidade instalada (CNI) melhorou para 78,0% em outubro versus 77,9% em setembro.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário), apesar do um humor externo, recuou com a revisão para cima de cerca de US$ 6,5 bilhões no saldo acumulado da balança comercial de setembro a novembro deste ano.
 
A moeda fechou na mínima do dia, valendo R$ 4,2110 (-0,68%),  acumulando +8,67% no ano e +9,15% em 12 meses.
 
Risco País
 
O risco-país medido pelo CDS Brasil 5 anos permaneceu em 125 pts.
 
Juros.
 
Os juros futuros não acompanharam a queda do dólar. O mau humor externo terminou por elevar as taxas dos títulos do Tesouro norte-americano e os agentes aproveitaram para fazer ajustes na curva da estrutura a termo doméstica.
 
Em relação ao pregão anterior, assim fecharam os contratos: DI janeiro/2020 em 4,64% de 4,66%; DI janeiro/2021 em 4,75% de 4,70%; DI janeiro/2022 em 5,44% de 5,35%; DI janeiro/2023 em 5,96% de 5,89%; DI janeiro/2025 em 6,57% de 6,52%; DI janeiro/2027 em 6,90% de 6,85%.
 
Agenda.
 
Brasil: PIB, Produção industrial, Dados Veículos/Anfavea, IPC-Fipe, IPCA;
 
EUA: ADP setor empregos privados, Balança comercial, Pedidos bens duráveis, Payroll - Criação de vagas na economia, Taxa desemprego, Média de ganhos por hora, Estoques e vendas no atacado, Sentimento Univ. Mich, Crédito ao consumidor;
 
Alemanha: Prod. industrial.
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análsie do comportamento do mercado na 2ª feira, 02.12.2019, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos.

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, do BB Investimentos.





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175 23/01/2020
O MERCADO, 22.01: IBOVESPA sobe 1,17% a 118.391 pts, DÓLAR cai a R$ 4,175
 
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205 22/01/2020
O MERCADO, 21.01: IBOVESPA cai 1,54% a 117.026 pts DÓLAR sobe a R$ 4,205
 
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206 22/01/2020
DÓLAR fecha no maior valor do ano: R$ 4,206
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir 21/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 20.01, 2ª feira. Avalie se convém Investir
 
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020 18/01/2020
MARKET UPDATE - Destaques na Economia - 17.01.2020
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir 18/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 17.01, 6ª feira. Avalie se convém Investir
 
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010 18/01/2020
RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir 16/01/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 16.01 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 14.01: IBOVESPA sobe 0,26% a 117.632 pts. DÓLAR caiu 0,29% a R$ 4,129 14/01/2020
O MERCADO, 14.01: IBOVESPA sobe 0,26% a 117.632 pts. DÓLAR caiu 0,29% a R$ 4,129
 
O MERCADO, 15.01: IBOVESPA cai 1,04% a 116.414 pts. DÓLAR sobe 1,31% a R$ R$ 4,183 15/01/2020
O MERCADO, 15.01: IBOVESPA cai 1,04% a 116.414 pts. DÓLAR sobe 1,31% a R$ R$ 4,183
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites