Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

18 de Janeiro de 2020 as 13:01:46



RENDA FIXA - O Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca do Retorno em 17.01.2010



RENDA FIXA - Debêntures, CRA e CRI no Mercado Secundário,
sob a Ótica dos Retornos
 
Investidores globais se manifestam abertamente otimistas, refletindo os sinais mais robustos de atividade e menores preocupações geopolíticas, mas o ambiente doméstico ainda sugere cautela
 
Cenário
 
A última semana assistiu a um duplo comportamento nos mercados globais, permeado de euforia no cenário internacional, mas reprimido no ambiente doméstico.
 
Dados de atividade bastante positivos por parte de EUA e China contrastaram, negativamente, com os indicadores internos, levando os agentes a adotar maior cautela na Bolsa, sofrendo perdas no câmbio, e a volatilizar os contratos de juros, com reiterados ajustes de premissas de suas projeções.
 
Até mesmo as tensões geopolíticas passaram para um segundo plano, com a efetiva assinatura do primeiro passo do acordo comercial entre EUA e China, estando o governo do Irã dividido por repercussões do ataque a um avião civil.
 
Neste ambiente, as principais Bolsas internacionais apresentaram alta, os juros dos US Treasuries refletiram menor busca por proteção e o índice VIX de volatilidade global registrou sucessivos abrandamentos diários.
 
No entanto, o otimismo global ainda não se repercute no mercado doméstico. Na Bovespa, a título de exemplo, já foram retirados R$ 5,014 bilhões de recursos estrangeiros, apenas neste mês de janeiro (frente à saída total de R$ 44,517 bilhões no fechamento de 2019).
 
Por outro lado, o segmento de renda fixa privada tem conseguido manter relativa autonomia, com níveis de preço e negociação mais resistentes e menores variações de yields. A atratividade deste mercado se reforça, portanto, por mais um sinal de maturidade e evolução, mas, importa reforçar que a cautela ainda constitui a principal recomendação.
 
Debêntures no Secundário
 
A leitura mais pessimista dos dados da economia efetivamente prevaleceu nos principais mercados domésticos, conforme alertado no último estudo, e se reforçou pela divulgação de três indicadores piores que as expectativas, ao mesmo tempo: produção industrial, vendas no varejo e volume do setor de serviços.
 
Como resultado, reagiram negativamente tanto a Bolsa quanto o câmbio, mas a curva de juros passou a oscilar entre altas e baixas, assimilando novos ajustes, em face da divergência do quarto dado de atividade divulgado nestes últimos dias, o IBC-Br, em campo positivo.
 
Contudo, apesar do cenário macroeconômico mais conturbado, o secundário de debêntures manteve relativa sustentação, com pequena variação de yields ente as 50 séries monitoradas e predominância de preços em alta, com 40 papéis em valorização. Quanto aos volumes, embora tenha havido ligeiro recuo, a média diária vem se mostrando em linha com o observado nos meses anteriores.
 
Dessa forma, continua importante a sinalização de cautela, diante do ambiente de dúvidas dos agentes, mas cabe notar que o mercado de debêntures passou a emitir mais um indicativo de maior maturidade, em linha com a melhoria de liquidez  observada em 2019 e o substancial aumento de tickers negociados
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do Mercado Secundário de Debêntures, CRA e CRI sob a Ótica do Retorno, elaborado por RENATO ODO, CNPI-P 3058, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: RENATO ODO, CNPI-P 3058, integrante do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro 17/02/2020
SUZANO - Resultado no 4º trimestre de 2019: Neutro
 
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas 17/02/2020
USIMINAS - Resultados no 4º trimestre de 2019: Margens Mais Baixas
 
JHSF - Resultados no 4º trimestre/2020: Números Positivos 17/02/2020
JHSF - Resultados no 4º trimestre/2020: Números Positivos
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir 15/02/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 14.02, 6ª feira. Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300 14/02/2020
O MERCADO, 14.02: IBOVESPA cai 1,11% a 114.380 pts DÓLAR cai a R$ 4,300
 
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC 14/02/2020
DÓLAR cai e fecha em R$ 4,30 com atuação do BC
 
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020 14/02/2020
RENDA FIXA - Mercado Secundário de Debêntures sob Ótíca de RISCOS em 14.02.2020m 10.01.2020
 
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures, CRA e CRI - Ótica RETORNO em 14.02.2020 14/02/2020
RENDA FIXA Mercado Secundário de Debêntures, CRA e CRI - Ótica RETORNO em 14.02.2020
 
REFORMA TRIBUTÁRIA Partidos Políticos indicam representantes para Comissão Mista da Câmara e Senado 13/02/2020
REFORMA TRIBUTÁRIA Partidos Políticos indicam representantes para Comissão Mista da Câmara e Senado
 
SÃO MARTINHO - Resultados no 3º trimestre/2020: Números Fortes 13/02/2020
SÃO MARTINHO - Resultados no 3º trimestre/2020: Números Fortes
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites