Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Internacional

Segunda-Feira, Dia 27 de Janeiro de 2020 as 02:01:13



IRÃ oferece conciliação. TRUMP não aceita e exclui o fim de sanções



Trump rebate tom conciliador de chanceler do Irã e exclui fim das sanções
 
Os EUA não irão suspender sanções impostas ao Irã para reiniciar negociações, escreveu o presidente dos EUA, Donald Trump, no Twitter. Anteriormente, chanceler iraniano havia declarado que seu país estava disposto a negociar.
 
No sábado, 25.01, o presidente dos EUA, Donald Trump, descartou a possibilidade de os EUA suspenderem sanções contra o Irã para que o diálogo entre os países seja retomado.
 
​O ministro das Relações Exteriores iraniano diz que quer negociar com os EUA, mas quer a suspensão das sanções. Não, obrigado!
 
Posteriormente, Donald Trump publicou o mesmo tweet em persa, reportou a Reuters. 
 
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, respondeu à postagem neste domingo, 26.01, reafirmando que o Irã estaria preparado para negociar, caso as sanções fossem suspensas. Zarif retweetou trechos de sua recente entrevista concedida ao jornal alemão Der Spiegel.
 
"Donald Trump, é melhor você basear seus comentários e decisões de política externa em fatos, e não em manchetes do Fox News ou nas suas traduções para persa",
 
postou Zarif.
 
Neste sábado, 25.01, o jornal alemão Der Spiegel publicou entrevista com Javad Zarif, na qual o chanceler iraniano adota tom conciliador em relação aos Estados Unidos.
 
"O governo Trump pode corrigir o seu passado, suspender as sanções e retornar à mesa de negociações. Ainda estamos na mesa de negociações. Foram eles que partiram",
 
declarou Zarif durante a entrevista.
 
Tensões entre os EUA e o Irã atingiram ponto mais crítico em anos, após o general iraniano Qassem Soleimani ter sido assassinado por operação especial dos EUA no Iraque, em 3 de janeiro. Em resposta, o Irã realizou uma série de ataques a bases no Iraque, onde estavam instaladas tropas dos EUA.
 
A relação bilateral deteriorou-se significativamente desde que o presidente Donald Trump se retirou unilateralmente do acordo nuclear iraniano, em 2018, e reimpôs sanções econômicas contra o país persa.
 


Fonte: SPUTNIKNEWS

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
FMI revela Impacto que Coronavírus na Economia Mundial 23/02/2020
FMI revela Impacto que Coronavírus na Economia Mundial
 
NAVIO RUSSO  Suspeito de Espionagem nas costas do Rio 21/02/2020
NAVIO RUSSO Suspeito de Espionagem nas costas do Rio
 
CORONAVIRUS - Diretor de hospital em Wuhan morre infectado 18/02/2020
CORONAVIRUS - Diretor de hospital em Wuhan morre infectado
 
JAPÃO - PIB diminui após Tufão e Aumento de Imposto sobre o Consumo 17/02/2020
JAPÃO - PIB diminui após Tufão e Aumento de Imposto sobre o Consumo
 
CHINA - Instituto de Virologia de Wuhan nega que o Paciente Zero do COVID-19 veio do instituto 17/02/2020
CHINA - Instituto de Virologia de Wuhan nega que o Paciente Zero do COVID-19 veio do instituto
 
CHINA - Armas Nucleares são estimadas entre 1.500 e 3.000 unidades 15/02/2020
CHINA - Armas Nucleares são estimadas entre 1.500 e 3.000 unidades
 
CORONAVIRUS NA CHINA - Mortes sobem a 1.523 15/02/2020
CORONAVIRUS NA CHINA - Mortes sobem a 1.523
 
CRIMES Contra HUMANIDADE Venezuela processa EUA no Tribunal de Haia 15/02/2020
CRIMES Contra HUMANIDADE Venezuela processa EUA no Tribunal de Haia
 
ERDOGAN: 14/02/2020
ERDOGAN: "Acordo do Século" de Trump é Plano de Ocupação do Oriente Médio
 
ARGENTINA pede apoio do Brasil para renegociar dívida com FMI 13/02/2020
ARGENTINA pede apoio do Brasil para renegociar dívida com FMI
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites