Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

07 de Fevereiro de 2020 as 03:02:35



O MERCADO, 06.02: IBOVESPA caiu 0,72% a 115.189 pts. DÓLAR sobe R$ 4,285



Diário do Mercado na 5ª feira, 06.02.2020

Ibovespa recua após três pregões de alta, descolado do exterior

Comentário.

O índice doméstico teve um pregão de baixa, depois de uma sequência de três sessões de ganhos. Em suma, as realizações foram deflagradas por correções de posicionamentos dos investidores, que também aproveitaram para embolsar os lucros da recente alta inicial do mês de fevereiro.

Na véspera, o Banco Central reduziu a taxa Selic em 25 pts-base para seu piso histórico de 4,25% a.a. e indicou a interrupção de novos cortes, levando aqueles que acreditavam em continuidade do recuo na decisão subsequente em março a reprecificarem seus ativos.

Também houve no dia um certo temor dos investidores em relação aos efeitos que o coronavírus já poderia estar causando no comércio entre o Brasil e a China (foco da doença), com especulações de algum efeito negativo sobre a economia brasileira no primeiro trimestre do ano. Nem mesmo novas altas dos índices acionários de Nova York conseguiram conter a pressão vendedora na bolsa brasileira.

No Brasil, o dólar comercial fechou cotado a R$ 4,2850 (+1,09%) – em recorde histórico. Os juros futuros subiram, com destaque para aos vencimentos intermediários, se ajustando à sinalização na véspera da interrupção do afrouxamento monetário pelo Banco Central.

Ibovespa.

O índice subiu inicialmente e superou os 117 mil pts pela manhã. Todavia, assim como nos dois pregões anteriores, foi perdendo força na parte da tarde, com a pressão vendedora se acentuando firmemente após às 15h. A queda somente não foi maior porque os papéis da Petrobras avançaram, após a precificação na véspera da oferta secundária de ações PETR3 detidas pelo BNDES a R$ 30,00.

O Ibovespa findou aos 115.189 pts (-0,72%), acumulando +1,26% na semana (e no mês), -0,39% no ano e +21,72% em 12 meses. O vistoso giro financeiro da Bovespa foi de R$ 2,83 bilhões, sendo R$ 28,3 bilhões no mercado à vista.

Capitais Externos na Bolsa B3

No dia 3 de fevereiro, houve retirada líquida de capital estrangeiro de -R$ 1,531 bilhão da Bovespa, acumulando saída de –R$ 3,846 bilhões no mês e -R$ 23,0 bilhões no ano.

Agenda Econômica.

No Brasil, a Anfavea informou que a produção de veículos em janeiro subiu a 193.386 unidades ante 175.504 em dezembro, mas as vendas de veículos desaceleraram a 193.459 unidades versus 262.558 em dezembro. Já as exportações de veículos recuaram para 20.027 unidades contra 28.998 em dezembro.

Nos EUA, a prévia da produtividade mostrou variação  de +1,4% no 4T19 ante -0,2% no 3T19. Já o custo de mão de obra desceu a +1,4% no 4T19 frente a +2,5% no 3T19.

Câmbio e CDS.

O dólar comercial (interbancário) subiu na esteira da valorização do dólar sobre os emergentes no mercado internacional, após a China ter anunciado redução de tarifas para a importação de US$ 75 bilhões de mercadorias norte-americanas.

A moeda fechou na máxima do dia e em novo recorde de cotação, valendo R$ 4,2850 (+1,09%), acumulando +0,02% na semana (e no mês), +6,80% no ano e +15,69% em 12 meses.

Risco-País

O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos permaneceu em 97 pts.

Juros.

Os juros futuros tiveram um dia de ajustes para cima como um todo, após o Copom reduzir a taxa Selic em 25 pts-base na noite de ontem, para seu piso histórico de 4,25% a.a., mas citando que estava interrompendo o ciclo de corte. Assim, aqueles que apostavam que haveria sequência de baixa na taxa em março próximo, refizeram suas posições, que terminaram com impacto altista maior nos vencimentos intermediários.

Em relação ao pregão anterior, assim encerraram as taxas:

DI janeiro/2021 em 4,33% de 4,29%;
DI janeiro/2022 em 5,02% de 4,89%;
DI janeiro/2023 em 5,54% de 5,42%;
DI janeiro/2024 em 5,91% de 5,82%;
DI janeiro/2025 em 6,14% de 6,05%;
DI janeiro/2027 em 6,47% de 6,39%.

Agenda.

Brasil: IGP-DI, IPCA;

EUA: Payroll - Criação de vagas na economia, Taxa de desemprego, Média de ganhos por hora, Estoques e vendas de negócios no atacado;

Alemanha e França: Produção industrial;

China: Balança comercial, Reservas estrangeiras.

Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 5ª feira, 06.02.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos


Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

 
Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228 08/04/2020
O MERCADO, 07.04: IBOVESPA sobe 3,08% a 76.358 pts DÓLAR cai a R$ 5,228
 
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290 07/04/2020
O MERCADO, 06.04: IBOVESPA reage com NY. Dólar cai a R$ 5,290
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir 04/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 03.04 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325 04/04/2020
O MERCADO, 03.04: BOVESPA cai 3,76% a 69.537 pts, DÓLAR sobe a R$ 5,325
 
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260 03/04/2020
O MERCADO, 02.04: IBOVESPA sobe 1,81% a 72.253 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,260
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir 03/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 02.04 Avalie se convém Investir
 
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27 02/04/2020
DÓLAR sobe e aproxima-se de R$ 5,27
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir 01/04/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 01.04 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 01.04: IBOVESPA cai 2,17% a 70.966  pts; DÓLAR sobe a R$ 5,2600 01/04/2020
O MERCADO, 01.04: IBOVESPA cai 2,17% a 70.966 pts; DÓLAR sobe a R$ 5,2600
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 30.03 Avalie se convém Investir 31/03/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 30.03 Avalie se convém Investir
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites