Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quarta-Feira, Dia 12 de Fevereiro de 2020 as 00:02:51



O MERCADO, 11.02: IBOVESPA sobe 2,49% a 115.370 pts DÓLAR estável em R$ 4,326



Diário do Mercado na 4ª feira, 11.02.2020

Ibovespa tem repique com ata do Copom e bolsas de Nova York

Comentário.

O índice brasileiro teve um pregão de recomposição de carteiras, no qual apenas dois papéis terminaram negativos,  após três sessões de baixas e na véspera do vencimento do índice futuro e de opções sobre o índice.

Internamente, a ata do Copom foi interpretada como menos agressiva do que o comunicado do Banco Central - emitido logo após a sua decisão sobre política monetária no dia 5 deste mês. Se anteriormente havia sido descartada nova redução da taxa Selic, agora, foi considerado pelos investidores que poderá haver espaço futuro para cortes, a depender do ambiente econômico – que leva em conta inflação e crescimento. Assim, setores que antes tinham sido penalizados, avançaram.

Externamente, houve alívio na percepção dos agentes de piora do coronavírus, abrindo oportunidade neste momento para a volta do apetite ao risco. Os índices acionários S&P500 e Nasdaq bateram novos recordes de pontuação e as principais bolsas da Europa subiram.

No Brasil, o dólar comercial terminou de lado, mas renovou seu recorde histórico, em R$ 4,3260 (+0,09%). Os juros futuros recuaram com firmeza, exceto os de curtíssimo prazo.

Ibovespa.

O índice principiou ascendente e assim prosseguiu ao longo do pregão, sendo que depois das 13h operou a maior parte do tempo acima dos 115 mil pts (+2,15%). A Vale (VALE3: R$ 52,05; +3,71%; giro R$ 1,43 bilhão), que havia se sobressaído ontem na baixa, reverteu e foi o principal destaque ponderado de alta no dia.

O Ibovespa fechou aos 115.370 pts (+2,49%), acumulando +1,41% na semana, +1,42% no mês, -0,24% no ano e +22,2% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 25,7 bilhões, sendo R$ 23,8 bilhões no mercado à vista.

Capitais Externos na Bolsa

No dia 7 de fevereiro, a Bovespa registrou saída líquida de R$ 1,314 bilhão de capital estrangeiro, passando a acumular saldos negativos de -R$ 5,594 bilhões no mês e de -R$ 24,752 bilhões no ano.

Agenda Econômica.

No Brasil, o IGP-M ficou estável (0,00%) na primeira prévia de fevereiro versus +0,67% na primeira prévia de outubro, abaixo do consenso de +0,13%. Os seus subíndices assim oscilaram: IPA-M em -0,15% (+0,86% na 1ª prévia de dezembro); o IPC-M em +0,24% (+0,33% na 1ª prévia de dezembro); e o INCC-M em +0,37% (+0,20% na 1ª prévia de dezembro). O indicador passou a acumular +0,47% no ano e +6,86% em 12 meses.

Câmbio e CDS.

O dólar comercial (interbancário) findou novamente de lado, mesmo tendo renovando seu recorde histórico nominal. A divisa operou a primeira parte dos negócios em baixa, mas, após às 13h30, passou definitivamente para campo positivo.

A moeda encerrou cotada a R$ 4,3260 (+0,09%), acumulando +0,14% na semana, +0,98% no mês, +7,83% no ano e +14,90% em 12 meses.

Risco País

O risco-país medido pelo CDS Brasil de 5 anos cedeu a 99 pts versus 100 pts na véspera.

Juros.

Os juros futuros curtos tiveram levíssimos ajustes para cima, enquanto as demais taxas tiveram firmes recuos, destacadamente vencimentos intermediários. As considerações dos agentes em relação a ata do Copom foram determinantes no dia.

Em relação ao pregão anterior, assim encerraram as taxas:

DI janeiro/2021 em 4,24% de 4,27%;
DI janeiro/2022 em 4,85% de 4,93%;
DI janeiro/2023 em 5,42% de 5,52%;
DI janeiro/2024 em 5,83% de 5,91%;
DI janeiro/2025 em 6,07% de 6,15%;
DI janeiro/2027 em 6,42% de 6,48%.

Agenda.

Brasil: Vendas no varejo, IGP-10, Volume setor de serviços; Atividade econômica;

EUA: Orçamento mensal, IPC, Vendas varejo, Prod. Industrial, Utilização da capacidade, Estoques de empresas, Sentimento Univ de Michagan;

Alemanha: IPC;

Zona do euro: Produção Industrial, PIB;

Japão: PIB;

China: Financiamento agregado, Novos empréstimos.

Empresas. Calendário de Balanços de Empresas 4T19 – vide página 4 do anexo.

Confira no anexo a íntegra do relatório sobre o comportamento do mercado na 3ª feira, 11.02.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos


Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
MERCADOS - Fechamento  em 18.09.2020: Mercado Interno e Externo 19/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 18.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - Fechamento  em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 16.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - Fechamento  em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo 16/09/2020
MERCADOS - Fechamento em 15.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 15/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 14.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista 12/09/2020
MERCADOS - FECHAMENTO em 11.09.2020: Volatilidade e Viés Pessimista
 
MERCADOS  Retrospectiva Semanal de 11.09.2020: Internacional e Brasil 12/09/2020
MERCADOS Retrospectiva Semanal de 11.09.2020: Internacional e Brasil
 
MERCADOS - FECHAMENTO EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo 11/09/2020
MERCADOS - FECHAMENTO EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
MERCADOS - ABERTURA EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo 10/09/2020
MERCADOS - ABERTURA EM 10.09.2020: Mercado Interno e Externo
 
GUIA DE AÇÕES, 09.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 10/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 09.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
GUIA DE AÇÕES, 03.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir. 04/09/2020
GUIA DE AÇÕES, 03.09: VEJA AQUI AS COTAÇÕES. Avalie se convem investir.
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites