Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

17 de Março de 2020 as 23:03:22



O MERCADO, 17.03: IBOVESPA sobe 4,85% a 74.617 pts DÓLAR encerrou em R$ 5,007



Diário do Mercado na 3ª feira, 17.03.2020
 
Bolsas sobem pelo mundo, na trilha da volatilidade
 
Comentário.
 
O índice brasileiro acompanhou os avanços dos demais mercados acionários pelo mundo e subiu. A volatilidade têm sido a tônica neste tempo de “efeito coronavírus”, tendo se acentuado a partir do início da semana passada, mas com as bolsas pelo mundo tendo sofrido fortes reveses.
 
Resumidamente, houve reação favorável dos agentes ao pacote de estímulos de cerca de US$ 1,2 trilhão nos Estados Unidos, com o índice Vix, que mede a aversão ao risco recuando para 75,91 pts, após o recorde histórico de 82,69 pts no dia anterior.
 
As bolsas de Nova York denotaram significativas elevações. Internamente, também foram consideradas benéficas as medidas do governo brasileiro, na noite de ontem, que injetarão quase R$ 147,3 bilhões na economia doméstica.
 
Já na noite de hoje, foi veiculada a notícia que o governo solicitará ao Congresso o reconhecimento do estado de calamidade pública. Assim, não precisará cumprir o teto de gastos estipulado para este ano em R$ 124,1 bilhões (mais R$ 30 bilhões em contingenciamento), com o déficit do orçamento em 2020 passando para cerca de R$ 155 bilhões
 
Esta atitude propiciará espaço para incrementar programas individuais e gerais de combate ao impacto negativo da doença em território nacional, evitando um caos maior por possível paralisação da economia, como já ocorreu em outros países afligidos pela patologia.
 
O dólar comercial fechou novamente acima de R$ 5,00, cotado a R$ 5,0070 (+0,09%). Os juros futuros caíram firmemente como um todo, se sobressaindo os contratos intermediários.
 
Ibovespa.
 
O índice oscilou inicialmente, mas depois colou sua trajetória no índice S&P500 ao longo da sessão, mas pressões finais de realizações fizeram com que terminasse com ganho inferior ao norte-americano.
 
O Ibovespa encerrou aos 74.617 pts (+4,85%) passando a acumular -9,75% na semana, -28,37% no mês, -35,48% ano e -24,73% em 12 meses. O preliminar giro financeiro da Bovespa foi de R$ 36,0 bilhões, sendo R$ 31,2 bilhões no mercado à vista.
 
Capitais Externos na Bolsa B3
 
No dia 13 de março, a Bovespa apurou retirada líquida de capital estrangeiro de R$ 2,095 bilhões, acumulando saída líquida de R$ 14,745 bilhões em março (fevereiro: recorde de retirada mensal de -R$ 20,971 bilhões). Em 2020, passou a acumular saldo negativo de -R$ 54,874 bilhões (em 2019, retirada anual líquida recorde de -R$44,517 bi).
 
Agenda Econômica.
 
No Brasil, o IPC-Fipe (mede a inflação na cidade de São Paulo) variou +0,12% na quadrissemana até o dia 15 versus +0,15% na anterior – consenso em +0,19%. Nos EUA, em fevereiro, as vendas a varejo em fevereiro oscilaram +0,5% em ante +0,6% em janeiro. Já a produção industrial subiu +0,6% contra +0,4% em janeiro.
 
Câmbio e CDS.
 
O dólar comercial (interbancário) tocou em uma máxima histórica de R$ 5,0850 (+0,65%) ainda pela manhã, mas, depois, perdeu ímpeto com as medidas adotadas por diversos países frente ao coronavírus. Mesmo assim, findou acima de R$ 5,00. O Banco Central efetuou US$ 2 bilhões em leilões de linha.
 
A moeda fechou “de lado”, em R$ 5,0070 (+0,09%), acumulando +3,97% na semana, +11,81% no mês, +24,80% no ano e +31,07% em 12 meses.
 
Risco-País
 
O risco-país (CDS Brasil de 5 anos) c
edeu a 310 pts frente a 325 na véspera.
  
Juros
 
Os juros futuros tiveram quedas expressivas, com os investidores influenciados pelas medidas de estímulos para combater os efeitos nefastos do coronavírus na economia, como pela percepção de corte na taxa Selic amanhã pelo Copom. Assim terminaram as taxas em relação ao dia anterior:
 
DI janeiro/2021 em 3,60% de 3,85%;
DI janeiro/2022 em 4,45% de 4,92%;
DI janeiro/2023 em 5,38% de 5,93%;
DI janeiro/2025 em 6,59% de 7,08%;
DI janeiro/2027 em 7,38% de 7,80%..
 
Agenda.   vide página 3 do relatório anexo.
 
Empresas.
 
Calendário de Balanços de Empresas 4T19 – vide pág.4 do relatório anexo..
 
Confira no anexo a íntegra do relatório de análise do comportamento do mercado na 3ª feira, 17.03.2020, elaborado por HAMILTON MOREIRA ALVES, CNPI-T, integrante do BB Investimentos

Clique aqui para acessar o aquivo PDF

Fonte: HAMILTON MOREIRA ALVES, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 27.03 Avalie se convém Investir 27/03/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 27.03 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 27.03: IBOVESPA cai 5,51% a 73.428 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,106 27/03/2020
O MERCADO, 27.03: IBOVESPA cai 5,51% a 73.428 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,106
 
VIA VAREJO - Resultado no 4º trimestre/2019: POSITIVO 27/03/2020
VIA VAREJO - Resultado no 4º trimestre/2019: POSITIVO
 
JBS  Resultado no 4º Trimestre /2019  ROBUSTO, POSITIVO 27/03/2020
JBS Resultado no 4º Trimestre /2019 ROBUSTO, POSITIVO
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 26.03 Avalie se convém Investir 26/03/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 26.03 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 26.03: IBOVESPA sobe 3,67% a 77.709 pts DÓLAR caiu a R$ 4,998 26/03/2020
O MERCADO, 26.03: IBOVESPA sobe 3,67% a 77.709 pts DÓLAR caiu a R$ 4,998
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 25.03 Avalie se convém Investir 25/03/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 25.03 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 25.03: IBOVESPA sobe 7,5% a 74.955 pts DÓLAR cai R$ 5,032 25/03/2020
O MERCADO, 25.03: IBOVESPA sobe 7,5% a 74.955 pts DÓLAR cai R$ 5,032
 
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.03 Avalie se convém Investir 25/03/2020
GUIA DE AÇÕES Conheça aqui as cotações de 24.03 Avalie se convém Investir
 
O MERCADO, 24.03: IBOVESPA sobe 9,69% a 69.729 pts DÓLAR cai a R$ 5,082 25/03/2020
O MERCADO, 24.03: IBOVESPA sobe 9,69% a 69.729 pts DÓLAR cai a R$ 5,082
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites