Home   |   Expediente   |   Publicidade   |   Cadastre-se   |   Fale Conosco             

Investimentos

Quinta-Feira, Dia 11 de Junho de 2020 as 00:06:51



PETRÓLEO & GÁS - Relatório Setorial de Maio/2020



BB-BI - Relatório setorial - Petróleo e gás - Maio 2020
 
Em maio, o petróleo bruto (tipo Brent) subiu 34% ante o mês anterior, fechando em US$ 35,3/barril, mas ainda cumula baixa no ano de 48% ante o fechamento de 2019.
 
As ações do setor tiveram um desempenho muito acima do Ibovespa, em linha com essa recuperação nos preços de petróleo, considerando as expectativas de reabertura das economias e consequente aumento na mobilidade, um importante driver do setor.
 
A recuperação nos preços de petróleo está relacionada às boas perspectivas de uma prorrogação do atual acordo feito pelos membros da OPEP+, que reduziu a produção global em 9,7 milhões de barris/dia, o que corresponde aproximadamente a 10% da produção total global. Como pode ser observado no gráfico da página seguinte [vide anexo], a produção da OPEP está nas mínimas dos últimos dez anos, em torno de 24,6 mbpd.
 
Petrobras bate recorde de exportação de óleo combustível.
 
A empresa exportou 1,1 milhão de toneladas do produto no mês de maio. A quantidade exportada é 231% superior ao volume exportado no mesmo período de 2019.
 
Esse movimento ocorre em meio à nova especificação mundial dos combustíveis marítimos (IMO 2020), que reduziu de 3,5% para 0,5% o limite de teor de enxofre no óleo combustível. Como a Petrobras produz um produto com baixo teor de enxofre, essa aceleração ajuda a compensar, ainda que parcialmente, os menores preços e a demanda reduzida de petróleo e derivados por conta do surto de COVID-19.
 
Petrobras prossegue com venda de ativos.
 
No final do mês de maio (29.05), a Petrobras informou ter concluído a venda de sua participação em sete campos de produção terrestres, localizados na Bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte. A compradora foi a 3R Petroleum, uma empresa operadora de campos de petróleo com foco em revitalização de campos maduros. O valor do contrato foi de R$ 676,8 milhões.
 
Além desta transação concretizada, a companhia também anunciou, ao longo do último mês, evoluções sobre outros processos em curso:
 
1) fase vinculante da venda de usinas eólicas;
2) etapa de divulgação da oportunidade (teaser) referente a
 
(i)   venda de suas participações em cinco sociedades de geração de energia elétrica;
(ii)  ativos de E&P na Bacia do Espírito Santo;
(iii) venda de quatro usinas termelétricas; 
 
3) fase não-vinculante:
 
(i)   venda de sua participação (35%) no Campo de Manati, na Bacia de Camamu;
(ii)  venda de ativos na Colômbia;
(iii) venda de sua participação remanescente de 10% na Nova Transportadora do Sudeste S.A. (NTS);
(iv) venda da totalidade de sua participação de 51% na Petrobras Gás S.A. (Gaspetro).
 
Queda nas vendas de combustíveis líquidos.
 
Conforme esperado, dadas as restrições de mobilidade ocasionadas pelas medidas de quarentena no País, as vendas totais de combustíveis líquidos caíram 18% m/m e 26% a/a.
 
O Diesel teve uma menor queda (-15% a/a e m/m) por conta de sua demanda no setor de agronegócios e outras atividades essenciais.
 
Além da relevante queda, vale notar que os dados apresentados pela ANP e pelo Sindicom indicam um aumento expressivo do market share de postos bandeira branca, que ocupam a perda de participação por parte da BR Distribuidora, Raízen e Ipiranga.
 
Nossa leitura destes dados é a de que o distanciamento social, que gira em torno de 50% em grande parte dos Estados brasileiros, atinge principalmente as classes mais favorecidas economicamente, e estas classes são as principais consumidoras de combustível de postos embandeirados. Assim, esperamos uma reversão desta tendência conforme a reabertura ocorra.
 
Confira no anexo a integra do relatório de análise a respeito, preparado por DANIEL COBUCCI, CNPI, do BB Investimentos


Fonte: DANIEL COBUCCI, CNPI, do BB Investimentos





Indique a um amigo     Imprimir     Comentar notícia

>> Últimos comentários

NOTÍCIAS DA FRANQUEADORA E EMPRESAS DO SEGMENTO


  Outras notícias.
O MERCADO, 03.07: IBOVESPA sobe 0,55% a 96.875 pontos  DÓLAR, a R$ 5,3159 04/07/2020
O MERCADO, 03.07: IBOVESPA sobe 0,55% a 96.875 pontos DÓLAR, a R$ 5,3159
 
GUIA DE AÇÕES, 02.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 03/07/2020
GUIA DE AÇÕES, 02.07: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 02.07: IBOVESPA estável em 96.234 pontos; DÓLAR sobe a R$ 5,3488 03/07/2020
O MERCADO, 02.07: IBOVESPA estável em 96.234 pontos; DÓLAR sobe a R$ 5,3488
 
BB emprestará R$ 3,7 bi a Pequenas Empresas afetadas por Pandemia 02/07/2020
BB emprestará R$ 3,7 bi a Pequenas Empresas afetadas por Pandemia
 
O MERCADO, 01.07: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105 02/07/2020
O MERCADO, 01.07: IBOVESPA sobe 1,21% a 96.203 pts; DÓLAR cai a R$ 5,3105
 
GUIA DE AÇÕES, 29.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 29/06/2020
GUIA DE AÇÕES, 29.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 29.06: IBOVESPA acompanhou alta em NY; DÓLAR caiu a R$ 5,426 29/06/2020
O MERCADO, 29.06: IBOVESPA acompanhou alta em NY; DÓLAR caiu a R$ 5,426
 
MARKET UPDATE SEMANAL Índice de Reabertura Econômica e Índices: 20 a 26.06 27/06/2020
MARKET UPDATE SEMANAL Índice de Reabertura Econômica e Índices: 20 a 26.06
 
GUIA DE AÇÕES, 26.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir 26/06/2020
GUIA DE AÇÕES, 26.06: VEJA AQUI AS COTAÇÕES Avalie se convém investir
 
O MERCADO, 26.06: IBOVESPA cai 2,24% a 93.834 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,460 26/06/2020
O MERCADO, 26.06: IBOVESPA cai 2,24% a 93.834 pts. DÓLAR sobe a R$ 5,460
 
Escolha do Editor
Curtas & Palpites